R.B. 13/MAR/09 "Mais voz"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Mais voz"

São Paulo, 13 de março de 2009 (SEXTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, para fechar em alta pelo quarto pregão consecutivo e cumprir seu ''objetivo'' da semana de se aproximar dos 40.000pts, novamente influenciada pela melhora do ''humor'' nas demais bolsas mundiais e pelas boas perspectivas para a economia brasileira.
- O DÓLAR deve seguir em queda, para fecha a semana abaixo dos R$ 2,30, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na bolsa brasileira e ainda também influenciado pelo crescente fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA 0,9%, abriu em queda, para na mínima recuar -1,4%, porem passou a subir nas ultimas 2 horas do pregão, seguindo a melhora do ''humor'' das bolsas de NY e a valorização das commodities no mercado internacional.
- DÓLAR -2,1% à R$ 2,30, já abriu em queda e, apesar dos momentos de instabilidade da bolsa brasileira, manteve a trajetória negativa ao longo de todo pregão, seguindo o recuo do risco-Brasil (-0,5%) e o fluxo positivo de recursos externos.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO -2,4%, realizando lucros recentes, diante do anuncio de que no quarto trimestre de 2008 a economia local se contraiu um pouco mais do que havia sido apontado inicialmente, CHINA -0,2%, diante de uma nova leva de fracos números econômicos divulgados hoje e da baixa perspectiva de medidas adicionais de estímulo econômico por parte do governo local e CORÉIA 0,1%, sustentada pelos com as ''blue chips'', que por sua vez foram puxadas pelo grande volume de compras programadas.
- Na EUROPA, após uma abertura instável e com os investidores evitando assumir grandes riscos diante da situação atual dos mercados, INGLATERRA 0,5%, novamente sustentada por ações de bancos, como HSBC (3,2% e Royal Bank of Scotland (1,5%), FRANÇA 0,7%, com destaque positivo para a fabricante de tubos Vallourec (7,2), que teve a recomendação para suas ações elevada pelo Goldman Sachs e ALEMANHA, 1,1%, também impulsionada pelas ações de bancos, como Deutsche Bank (8,5%) e Commerzbank (7,5%).
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, para fecharem em alta pelo terceiro pregão consecutivo, S&P 4,1%, DJ 3,5% e NASDAQ 3,9%, também impulsionadas por ações de bancos, como Bank of America (18,7%), Citigroup (8,4%), Wells Fargo (17,4%), JPMorgan Chase (13,7%) e Morgan Stanley (7,4%).
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

''Garantindo'' que os principais fatores econômicos que levaram a economia brasileira à retração no último trimestre do ano passado não deverão se repetir nos mesmos moldes neste ano, Márcio Pochmann, presidente do Ipea, afirmou que não acredita que o Brasil entrará em recessão em 2009, tampouco no primeiro trimestre do ano.

Concordando com Lula, segundo a opinião quase que unânime de 6 representantes de algumas das maiores gestoras de recursos dos EUA e da Europa, já é a hora de aplicar em papéis de empresas ligadas ao setor de commodities e o Brasil será um dos países menos afetados pela crise.

Justificando o corte de -1,5% na Selic, cujo objetivo maior é incentivar os investimentos no setor produtivo da economia brasileira, (1) em JAN/09 o nível de emprego no setor industrial sofreu retração de -1,3% na comparação com DEZ/08 e de -1,6% na comparação com JAN/08, (2) em FEV/09 a indústria paulista promoveu um corte de 43mil vagas, (3) as micro e pequenas empresas paulistas registraram queda de -16,5% no faturamento médio real em JAN/09 em comparação ao mesmo mês do ano anterior e (4) o Índice Nacional de Confiança do Consumidor caiu -13pts, ficando em 129pts em FEV/09, contra 142pts registrados em JAN/09.

Usando como ''desculpa esfarrapada'' o aumento da inadimplência, em FEV/09 a taxa média de juros cobrada no cartão de crédito, engordando ainda mais o cofre dos bancos brasileiros, subiu para 10,68% ao mês, o que representa o maior patamar desde JUL/00.

Consolidando uma mudança que poderia tardar, mas certamente não iria falhar, em 2008 a receita líquida das operadoras de telefonia móvel ficou em 1,66% do PIB, ultrapassando pela primeira vez a receita liquida das empresas de telefonia fixa, que representou 1,65% do PIB.

Ressaltando que o protecionismo continua sendo uma grande ameaça, principalmente nestes tempos de crise financeira mundial, Celso Amorim, ministro das Relações Exteriores, afirmou que os países emergentes, com destaque para o Brasil, precisam ter ''mais voz'' nos organismos internacionais para participar de um esforço global para a recuperação da economia.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Em um lance estratégico, que pode causar a queda de mais cabelos de Serra, o DEM recuou em seu apoio preferencial à pré-candidatura do governador de SP a presidente da República, decidindo na noite de ontem que o partido pode apoiar também Aécio, governador de MG, caso ele se torne o candidato tucano a presidente.

Já falando como presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, ontem Collor afirmou que vai endurecer o processo seletivo para a escolha dos novos diretores das agências reguladoras brasileiras e para isto apresentou uma proposta que obriga as autoridades indicadas para cargos nas agências a apresentarem argumentos, por escrito, que comprovem experiência profissional e formação técnica necessária para os cargos.

Apesar de manter um discurso otimista, a avaliação no Palácio do Planalto é que o agravamento da crise financeira internacional no Brasil pode começar a afetar a popularidade de Lula e ter reflexos, inclusive, na candidatura de Dilma à Presidência da República.

Por unanimidade, ontem o Tribunal do Superior Eleitoral decidiu que o deputado federal Clodovil Hernandes, do PR, não pode perder o mandato por ter se desfiliado do PTC, já que segundo os ministros houve grave discriminação pessoal ao parlamentar, o que pela Lei justifica a mudança de partido.

Mostrando mais uma vez que no Brasil a impunidade tarda, mais não falha, ontem, 10 anos após a primeira acusação, a Justiça Federal declarou inocentes integrantes do alto escalão do governo de FHC no processo em que eram acusados de favorecer o Banco Opportunity, do banqueiro Daniel Dantas, e outras empresas, no leilão de privatização da Telebrás, ocorrido em JUL/98.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Como primeiros frutos de uma nova política energética de Obama, que visa reduzir substancialmente a dependência norte-americana pelo petróleo, em FEV/09, apesar da queda do mercado automotivo, as vendas nos EUA de veículos híbridos, que funcionam com gasolina e eletricidade, foram 21% maiores que em FEV/08.

Mostrando o lado positivo da crise, Andorra, Liechtenstein e Bélgica, conhecidos paraísos fiscais, anunciaram ontem a flexibilização de suas normas de sigilo bancário e a disposição para cooperar com autoridades fiscais estrangeiras para combater fraudes e evasão de impostos, inclusive revelando dados sobre contas secretas offshore de não residentes.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário