R.B. 12/MAR/09 ''Uma atitude de coragem em um momento de dificuldade''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Uma atitude de coragem em um momento de dificuldade"

São Paulo, 12 de março de 2009 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve seguir em alta, ainda com ''boas chances'' de fechar a semana próxima dos 40.000pts, agora ''animada'' com o corte de -1,5% da Selic, que por sua vez incentiva o consumo e novos investimentos no setor produtivo da economia.
- O DÓLAR pode voltar a subir, também influenciado pela redução da Selic, que torna ''menos atraente'' a taxa real de juros da economia brasileira, que por sua vez continua sendo a maior do mundo (6,5%), o que mostra que, apesar da provável alta de hoje, a tendência continua sendo de queda.

ONTEM
- BOVESPA 0,1%, abriu em alta, para na máxima avançar 1,3% e, em mais um pregão marcado pela forte volatilidade, já que na mínima recuou -1,3%, recuperou novamente as perdas na parte da tarde, em um movimento de cautela, que se refletiu no baixo volume de negócios (R$ 3,6bi), antes da decisão do Copom.
- DÓLAR 0,1% à R$ 2,35, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 2,32, porem, após mais um pregão marcado pela forte volatilidade, passou a subir na parte da tarde, seguindo a elevação do risco-Brasil (2,1%) e influenciado pelo anuncio de que o fluxo cambial brasileiro ficou negativo em US$ -676mi na primeira semana de MAR/09.
- Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 4,6%, com destaques de alta para ações financeiras e de seguradoras, como Nomura Holdings (10,1%) e Tokio Marine (7,4%), CHINA -0,9%, na ''contra-mão'' da tendência mundial, diante da divulgação de fracos números de FEV/09 referentes às exportações e importações e CORÉIA 3,2%, a terceira alta consecutiva, com destaques de alta para ações de empresas de serviços públicos, refinarias e siderúrgicas.
- Na EUROPA, seguindo o desempenho positivo das bolsas de NY, INGLATERRA 0,3%, FRANÇA 0,4% e ALEMANHA 0,7%, novamente com destaques de alta para ações de bancos, como BNP Paribas (8,1%), Credit Suisse (9,2%) e Deutsche Bank (8,3%).
- Nos EUA, sem muita volatilidade e com poucos negócios, porem logrando êxito em sustentar os ganhos do pregão anterior, S&P 0,2%, DJ 0,1% e NASDAQ 1,0%, com destaques de alta para Citigroup (6,2%) e JP Morgan (4,6%), após seus presidentes ''garantirem'' que suas instituições serão lucrativas no primeiro bimestre de 2009.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Finalmente tomando ''uma atitude de coragem em um momento de dificuldade'', ontem o Copom, surpreendendo os mais conservadores e de forma unânime, cortou a Selic em -1,5%, de 12,75% ao ano para 11,25%, o que representa o menor patamar desde MAR/08 e ainda assim mantêm o Brasil como o país com a maior taxa real de juros (6,5%) entre as principais economias do mundo.

''Alertando'' que o extremo pessimismo dos investidores é um sinal para compra gradual de ações, Mark Mobius, um veterano e prestigiado gestor de fundos nos EUA, afirmou que ''aposta'' em uma valorização de 20% nas bolsas dos mercados emergentes em 2009, ressaltando que, apesar da volatilidade poder não ter acabado ainda, o ''fundo do poço'' já pode ter sido atingido.

Acreditando que ''o pior já passou'', Carlos Lupi, ministro do Trabalho, afirmou, sem citar números, que em FEV/09 o emprego com carteira assinada apresentou saldo ligeiramente positivo, ressaltando porem que isto ocorreu principalmente pela criação de novas vagas e que, dependendo dos dados de MAR/09, será cumprida a meta de fechar 2009 como um saldo positivo de 1,4 milhão de carteiras assinadas.

Ainda muito longe da crise financeira internacional, a classe C brasileira, que é composta pelas famílias com renda mensal de R$ 1.000 até R$ 2.000, não quer poupar, mas exige estabilidade econômica para colocar seus planos de consumo em prática, como trocar a mobília da casa, reservar quantias maiores para o lazer da família e ter um carro.

Podendo incentivar a economia, ajudar no controle da inflação e por fim estimular novos cortes na Selic, José Sergio Gabrielli, presidente da Petrobras, ''avisou'' que a estatal poderá reduzir os preços do diesel e da gasolina no mercado interno se os preços do barril do petróleo e o câmbio se mantiveram estáveis nos patamares atuais por um prazo de 3 a 4 meses.

- A Vale subiu 0,4%, apesar do anuncio de uma forte queda tanto das exportações (-25%) e quanto das importações (-24,1%) chinesas.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Após se reunir com Dilma, sua provável adversária nas eleições presidenciais de 2010, Serra governador de SP, criticou mais uma vez a antecipação das discussões sobre a sucessão presidencial que, segundo o tucano, já tomou conta do país.

Em mais um claro abuso de poder, Sarney, preocupado com a hipótese de que a cassação do governador do Maranhão, o pedetista Jackson Lago , desencadeasse uma revolta que pusesse em risco os bens de sua família em São Luís, ordenou que 4 servidores da área de segurança do Senado reforçassem a defesa dos imóveis do seu clã na cidade.

Finalmente corrigindo um absurdo anti-democrático, que fazia com que a lei fosse aplicada de forma diferente para aqueles com e sem nível superior, ontem a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou um projeto que acaba com o direito a prisão especial para quem tem curso superior completo e também retira esse direito de padres, pastores e bispos evangélicos.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Chegando, da pior maneira possível, a conclusão que a educação, e não a repreensão, é a melhor forma de atingir seus objetivos, a ONU, 10 anos depois de ter imaginado "um mundo sem drogas", ressaltou que o problema ganhou uma dimensão mais perversa, com cartéis tão ricos que hoje compram políticos e o poder na África Ocidental ou na América Central.

Sem respeitar a Lei, ontem o MST, no mesmo momento em que a polícia pernambucana divulgava a prisão de mais um de seus ''milicianos'' envolvido em uma chacina, anunciou a invasão de terras, desta vez na Zona da Mata, onde se concentra a agroindústria açucareira.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário