R.B. 25/FEV/09 ''Consultoria gratuita''

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Consultoria gratuita"

São Paulo, 25 de fevereiro de 2009 (QUARTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode subir, acompanhando a melhora do ''humor'' nas bolsas de NY para tentar recuperar parte das perdas acumuladas na semana passada (-7,1%), em um movimento de ''caça de barganhas'' diante da ''esperança'' de que os governos e governantes mundiais farão o possível e o impossível para debelar a atual crise financeira.
- O DÓLAR deve cair, iniciando um movimento de realização de lucros da forte alta acumulada na semana passada (5,6%), influenciado pela redução das preocupações internacionais com a solvência de grandes bancos norte-americanos e europeus, o que teoricamente causa fuga dos investidores para os títulos do Tesouro dos EUA.

SEXTA-FEIRA
- BOVESPA -2,6%, já abriu em baixa e, seguindo a trajetória negativa das bolsas de NY, manteve-se em queda ao longo de todo pregão, com baixo volume de negócios (R$ 3,9bi), também influenciada pelo recuo dos preços da commodities e pela falta de ''coragem'' dos investidores de ficarem comprados durante o feriado de Carnaval.
- DÓLAR 1,70% à R$ 2,39, já abriu em alta e, seguindo a priora do ''humor'' nas bolsas mundiais, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, para fechar no maior patamar do ano, também influenciado pela elevação do risco-Brasil (2,4%).

ONTEM
- Na ÁSIA, pressionadas pelas fortes perdas das bolsas de NY, que na segunda-feira fecharam nos menores patamares dos últimos 12 anos, JAPÃO -1,5%, CORÉIA -3,2% e CHINA -4,6%, com destaques de queda para ações de bancos, diante da perspectiva de que estas instituições ainda amargarão mais perdas.
- Na EUROPA, também seguindo o fechamento negativo das bolsas de NY, que no dia anterior atingiu o menor patamar desde 1997, INGLATERRA -0,9%, FRANÇA -0,7% e ALEMANHA -1,0%, prejudicadas pela divulgação do índice de confiança dos empresários alemães na economia do país, que caiu para o nível mais baixo desde NOV/82.
- Nos EUA, revertendo uma abertura negativa, S&P 4,0%, DJ 3,3% e NASDAQ 3,9%, impulsionadas pelo discurso de Bernanke, presidente do Fed (''BC'' local), que ''prometeu'' a recessão norte-americana pode terminar este ano e que 2010 será um ano de recuperação.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Corroborando com a opinião do governo brasileiro, Pamela Cox, vice-presidente do Banco Mundial para a América Latina e o Caribe, afirmou que o Brasil é o país da América Latina que menos sentirá as conseqüências da atual crise econômica mundial, já que tem um mercado interno forte e não tem sua economia vinculada aos EUA, como o México, ou dependente de exportações, como a Venezuela.

Aumentando a lista daqueles que ''apostam'' que Brasil sairá ''maior e mais forte'' da atual crise mundial, a fabricante japonesa de veículos Mitsubishi, ''de olho'' no mercado consumidor brasileiro e também com o objetivo de reduzir o impacto do fortalecimento do iene em seus custos, transferirá uma boa parte de sua produção ao Brasil, que também será sua base de exportação para toda América Latina.

Como sinais de que a crise externa começa a afetar a economia interna (1) a taxa de desemprego atingiu 8,2% em JAN/09, ante 6,8% em DEZ/08, (2) em JAN/09 o volume de investimento estrangeiro no país caiu -60% na comparação com JAN/08, (3) desde NOV/08 o mercado de trabalho formal brasileiro já perdeu 797,5 mil e (4) o Itaú BBA informou a demissão de cerca de 100 funcionários da área de investimentos.

Fruto da irresponsabilidade de consumidores que compraram sem olhar os juros e da ganância de vendedores que venderam sem checar a capacidade de pagamento do comprador, atualmente os bancos brasileiros têm em conjunto um estoque de pelo menos 100 mil carros recuperados de clientes inadimplentes, o equivalente à metade das vendas mensais de veículos novos no país.

Se preparando para não levar ''bola nas costas'' durante a próxima reunião do G-20, prevista para ocorrer no dia 2/ABR/09 em Londres, Celso Amorim, ministro brasileiro das Relações Exteriores, irá hoje a Washington se encontrar com Hillary Clinton, secretária de Estado dos EUA, e depois embarca para Paris, onde se reunirá com o presidente da França, Nicolas Sarkozy, para combater o protecionismo e defender a ''refundação do capitalismo'' e a maior participação dos organismos internacionais como a ONU e o FMI em meio ao cenário econômico atual.

- A Redecard caiu -7,5% e, após o fechamento do pregão, o Citibank anunciou que decidiu vender o restante de sua participação de 17% na empresa para cobrir perdas com crédito nos EUA.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Prestando uma ''consultoria gratuita'' à Serra e Aécio, Franklin Martins, ministro de Comunicação Social, ''avisou'' que a oposição, ao precipitar uma campanha antes da hora, está trabalhando pela Dilma, já que está associando a imagem da ministra à do governo e à do presidente Lula.

Causando mais uma ''pendenga'' entre os 2 principais partidos de oposição, o senador democrata Efraim Morais, mesmo depois das denúncias de envolvimento em fraudes nas licitações do Senado, deseja ser o líder da minoria no Congresso e assim se tornou o pivô da briga que o PSDB e o DEM travam nos bastidores em torno do cargo.

Tomando uma atitude de coragem, que aliás ao lado da soberba é uma característica marcante de sua personalidade, Serra, após as novas invasões no Pontal do Paranapanema, determinou a suspensão dos diálogo com o MST e cancelou reunião que o secretário estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania, Luiz Antonio Marrey, teria com José Rainha Jr. e outros representantes de organizações sociais do Pontal.

Mostrando que, diferentemente de seu colega paulista, é fraco diante de facções criminosas transvertidas de movimentos sociais, Eduardo Campos, governador de Pernambuco, afirmou que não vai criminalizar o MST por ter assassinado 4 seguranças de uma fazenda durante um conflito ocorrido em São Joaquim do Monte, no agreste do estado.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Apesar de estarem entre os grandes responsáveis, ao lado de governos inertes, pela atual crise financeira mundial, os banqueiros ingleses, que tiveram seus bilionários bônus cortados diante da iminente quebra dos seus bancos, que aliás só sobrevivem com dinheiro dos contribuintes, agora tem a ''cara de pau'' de reivindicar aumentos salariais de até 10% como compensação pelas restrições impostas ao pagamento de gratificações.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário