R.B. 26/FEV/09 "Visão de negócios"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Visão de negócios"

São Paulo, 26 de fevereiro de 2009 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA pode subir, tentando uma recuperação após 4 quedas significativas nos 5 últimos pregões, com ''boas chances'' de fechar a semana próxima dos 40.000pts diante da provável melhora do ''humor'' nas bolsas de NY.
- O DÓLAR deve seguir em queda, com ''boas chances'' de fechar a semana abaixo dos R$ 2,35, acompanhando a provável melhora do ''humor'' na bolsa brasileira e também influenciado pelo crescente fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA -1,2%, já abriu em queda e, seguindo o ''humor negativo'' das bolsas de NY, manteve a trajetória descendente ao longo de ''quase'' todo dia, pressionada principalmente pela baixa das ações da Vale (-4,6%) e com baixo volume de negócios (R$ 2,4bi) já que o pregão teve início somente às 13h.
- DÓLAR -0,7% à R$ 2,37, já abriu em queda e, apesar do ''humor negativo'' das bolsas de NY e do Brasil, manteve a trajetória descendente ao longo de ''quase'' todo pregão, seguindo a baixa do risco-Brasil (-1,5%) e o fluxo positivo de recursos externos.
- Na ÁSIA, seguindo a recuperação das bolsas de NY na terça-feira, JAPÃO 2,7%, com destaques de alta para as exportadoras, como Toyota (4,2%) e Sony (8,1%), beneficiadas pela desvalorização da moeda local (o iene) frente ao dólar, CHINA 0,3%, sustentada por ações de bancos locais, como China Merchants Bank (8,1%) e Shanghai Pudong Development Bank (4,0%), em seqüência à disparada do setor no mercado dos EUA e CORÉIA 0,3%, sustentada pelos ganhos das principais empresas exportadoras, como Samsung Electronics (2,3%) e Hyundai Motor (3,3%).
- Na EUROPA, sem uma tendência única, INGLATERRA 0,8%, sustentada por ações de bancos, como HSBC (4,3%), diante das declarações feitas por Bernanke, presidente do Fed (''BC'' dos EUA), de que nenhum banco está à beira de ser estatizado, ALEMANHA -1,3%, seguindo as perdas das bolsas de NY e FRANÇA -0,4%, com destaque de queda para a Accor (-6,2%), após divulgar resultados decepcionantes referentes a 2008 e uma perspectiva ruim para 2009.
- Nos EUA, revertendo uma abertura positiva, S&P -1,1%, DJ -1,1% e NASDAQ -1,1%, pressionadas pela divulgação de novos indicadores econômicos negativos, como a queda histórica de -5,3% nas vendas de imóveis usados em JAN/09, que aliás atingiu o menor patamar desde JUL/97.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Enquanto amarga prejuízos históricos nos EUA e é obrigado a se desfazer de posições vencedoras no Brasil, um dos únicos países aonde ainda tem lucro, o Citi ressaltou possíveis oportunidades para compra nos momentos de baixa, mas manteve posição cautelosa em relação ao desempenho do mercado brasileiro.

Corroborando mais uma vez com a opinião do governo brasileiro, Pascal Lamy, diretor geral da OMC, voltou a defender a conclusão das negociações da Rodada de Doha, ressaltando que um acordo para liberalizar o comércio estimularia a economia mundial e traria uma "disciplina coletiva" para afastar a tentação do protecionismo como resposta à crise.

Diante dos sinais de controle da inflação e de desaceleração da economia, o ''mercado'' reduziu, de 10,50% para 10,38%, suas ''apostas'' para a taxa Selic ainda no final deste ano, patamar que, se confirmado, será o menor da história do Copom.

''Maquiando'' seus balanços para não apresentarem resultados tão positivos que, em um momento de crise mundial, demonstrem de forma ainda mais clara a enorme lucratividade do setor no Brasil, os 5 maiores bancos do País (Itaú-Unibanco, BB, Bradesco, Santander Real e Caixa) aumentaram em quase R$ 7bi suas provisões adicionais para créditos duvidosos no quarto trimestre do ano passado.

- O Itaú caiu -1,1% e o Unibanco também recuou -1,1%, após divulgarem que o conglomerado financeiro acumulou um lucro líquido de ''apenas'' R$ 7,8bi no exercício de 2008, abaixo dos R$ 8,5bi registrados em 2007.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Assim como em 2001 foi um ''pedrinha'' no sapato de Lula, já que exigiu a disputa ''no voto'' para saber quem seria o candidato à presidência do PT, em 2010 Suplicy pode ser um ''pedregulho'' no sapato de Dilma, já que, segundo pesquisas recentes, boa parte do eleitorado, petista ou não, é simpático à idéia da candidatura à presidência do senador paulista.

Aumentando a lista daqueles que, como Jarbas Vasconcelos, falam mal do PMDB mais não tem coragem para deixa-lo, o senador peemedebista Pedro Simon disse que seu partido olha para a sucessão presidencial de 2010 com ''visão de negócios'', já que vai optar por quem "pagar mais" em troca do apoio, seja a petista Dilma ou o tucano Serra, ressaltando também que seus ''companheiros de partido'' se especializaram em manipulação de licitações, contratações dirigidas e corrupção em geral.

Como a Câmara e o Senado só retomam as votações na próxima semana, os ''nobres'' deputados e senadores podem enforcar o restante da semana, prolongando o feriado de carnaval e faltando às sessões de debate previstas, sem qualquer corte ou desconto nos subsídios.

Agradando Serra, que tem uma forte ligação com temer, a cúpula do PMDB da Câmara já decidiu que o deputado Federal e atual presidente da Câmara continuará na presidência do partido durante a sucessão de Lula.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Confirmando porque os EUA, assim como o Brasil, precisava de um presidente com ''companheiros'' nas classes menos abastadas da sociedade, Obama deve anunciar ainda hoje a criação de um fundo de US$ 634bi, que será formado pelo aumento dos impostos dos mais ricos e que terá o objetivo de reformar o sistema de saúde do país nos próximos 10 anos.

Mais uma vez mostrando toda sua ''modernidade'', a Igreja Católica, após cancelar a excomunhão de um Bispo que negou o holocausto, proibiu que o deputado federal e padre Luiz Couto, do PT de Pernambuco, exerça a função religiosa após o mesmo defender abertamente o uso da camisinha.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário