R.B. 19/FEV/09 "Humildade de um mestre"

--------------------------------------------------------------------------------
R.B.

"Humildade de um mestre"

São Paulo, 19 de fevereiro de 2009 (QUINTA-FEIRA).
--------------------------------------------------------------------------------
Mercados:

HOJE
- A BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após acumular perdas de -5,2% nos 2 últimos pregões, influenciada pelos sinais de melhora do ''humor'' nas bolsas mundiais e de recuperação da economia brasileira.
- O DÓLAR pode cair, devolvendo uma parte da alta acumulada nos pregões anteriores, influenciado pelos mesmos motivos que devem levar à valorização da bolsa brasileira e pelo crescente fluxo positivo de recursos externos.

ONTEM
- BOVESPA -0,4%, abriu em alta, para na máxima avançar 1,5%, ‘’ensaiando’’ um recuperação, porem passou a cair já no final da manhã, com bom volume de negócios (R$ 5,2bi), seguindo a nova piora do ''humor'' nas bolsas de NY.
- DÓLAR 1,0% à R$ 2,35, abriu em queda, para na mínima atingir R$ 2,32, porem passou a subir ainda na parte da manhã, também seguindo a piora do ''humor'' nas bolsas mundiais, apesar do recuo do risco-Brasil (-3,8%) e do anuncio de superávit no fluxo cambial do país.
- Na ÁSIA, seguindo as fortes perdas de NY no dia anterior, JAPÃO -1,5%, novamente com destaques de queda para ações de empresas do setor financeiro, como Nomura Holdings (-5,9%), Daiwa Securities (-3,6%) e Sumitomo Mitsui Financial (-4,6%), CHINA –4,1%, a segunda queda consecutiva, para fechar no pior patamar desde 6/FEV/09, com destaque negativo para a PetroChina (-6,1%), seguindo a desvalorização internacional da commoditie e CORÉIA -1,2%, também pressionada por ações de bancos, como KB Financial Group (-6,9%) e Shinhan Financial Group (-5,8%), diante do aumento da preocupação dos investidores com a saúde dos bancos europeus.
- Na EUROPA, ainda sem forças para iniciar um movimento de recuperação e com a ausência de indicadores macroeconômicos deixando os mercados sem uma direção, INGLATERRA -0,7%, FRANÇA -0,1% e ALEMANHA -0,3%, novamente com destaques de queda para ações de empresas do setor financeiro, como ING (-3,7) que informar prejuízo no quarto trimestre e em 2008 e ressaltou de que não pagará dividendo referentes ao ano passado.
- Nos EUA, recuperando na ultima 1/2 hora do pregão a maior parte das perdas acumuladas na abertura, S&P -0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ -0,2%, prejudicadas pela divulgação de novos dados econômicos desfavoráveis, como a retração de -16,8% na construção de casas novas e o recuo de -1,8% da produção industrial, ambas em JAN/09, porem beneficiadas pelo anuncio do pacote imobiliário, que prevê um montante de US$ 75bi para ajudar certa de 4 milhões de proprietários a manterem seus imóveis.
--------------------------------------------------------------------------------
Economia:

Após Meirelles, presidente do BC brasileiro, ''alertar'' que a frágil situação dos bancos estrangeiros, ainda sem solução, pode provocar "surtos de instabilidade" no cenário mundial e atrapalhar o incipiente processo de recuperação da economia brasileira, Lula, com a ''humildade de um mestre'' que dá conselhos aos seus discípulos, afirmou que os EUA deveriam estatizar temporariamente os bancos em dificuldades, em vez de apenas injetar dinheiro neles, o que aliás corrobora com a opinião de Greenspan, ex-presidente do Fed (BC dos EUA) e de Krugman, premio Nobel de economia.

Após constatar que, mesmo diante da redução da Selic, os bancos não reduziram na mesma proporção os juros que cobram de seus clientes, Meirelles, presidente do BC, ''avisou'' que o governo vai ''jogar pesado'' para a redução do spread bancário, já que a economia está mostrando recuperação, o crédito voltou aos patamares de SET/08, os investimentos estrangeiros diretos não caíram, houve retomada do setor automobilístico, o rito do valor das commodities, inclusive o aço, já está voltando ao normal.

Confirmando que, diante das boas perspectivas para a economia brasileira, ''os gringos estão voltando'', segundo o BC o fluxo cambial do país ficou positivo em US$ 1,0bi na primeira quinzena de FEV/09, superando uma entrada de US$ 800mi no mesmo período do ano passado.

Provando que o fim da CPMF não abalou as contas do governo federal, em 2008, diante do bom desempenho da economia brasileira, a carga tributária representou 36,54% do PIB, batendo um recorde histórico e superando em 1 ponto percentual o resultado de 2007 (35,54%).

Como os consumidores não foram cautelosos e, estimulados até pelos discursos de Lula, gastaram o que não podiam no Natal, em JAN/08 o volume de cheques devolvidos por falta de fundos em todo o País cresceu 20,5% na comparação com JAN/08.

- O Banco do Brasil caiu -1,0%, porem, após o fechamento do pregão, anunciou que registrou lucro líquido de ''apenas'' R$ 2,9bi no quatro trimestre do ano passado, o que representa um aumento de 142% na comparação com o mesmo período do ano anterior.
--------------------------------------------------------------------------------
Política:

Surpreendendo até seus ‘’companheiros mais íntimos'', Serra, após jantar com o ex-presidente FHC e com Sergio Guerra, atual presidente dos tucanos, afirmou que aceita disputar com Aécio as prévias do PSDB para a escolha do candidato tucano à presidência da Republica em 2010.

Para beneficiar o ‘’velho companheiro’’ Collor, de quem aliás foi líder do governo antes do impeachment, Renan, que renasceu com a vitória de Sarney, criou uma confusão na base aliada do governo e mandou às favas o critério da proporcionalidade das bancadas no Senado, já que quer tirar da petista Ideli Salvatti a presidência da Comissão de Infra-Estrutura para ‘’acomodar’’ no cargo o senador alagoano, que aliás pleiteava a presidência de uma outra comissão, a de Relações Exteriores, que por sua vez ficará com o tucano Eduardo Azeredo.

Pressionada pela opinião pública, a Mesa Diretora da Câmara recuou ontem e decidiu divulgar na internet o CNPJ das notas fiscais entregues pelos parlamentares como prestação de contas da verba indenizatória.

Como Sergio Cabral, governador do RJ, tem se mostrado um aliado fiel e o PMDB, seu partido, é a ''noiva'' mais cobiçada pelo PT para indicar o vice da disputa presidencial de 2010, no ano passado o RJ recebeu o dobro do volume dos repasses federais voluntários na comparação com 2007.
--------------------------------------------------------------------------------
Crítica:

Indicando uma importante mudança de mentalidade, que aliás é fruto das campanhas cada dia mais ‘’duras’’ de conscientização, segundo uma pesquisa recente feita com jovens entre 12 e 22 anos, 85% dos entrevistados são contrários ao fumo em ambientes fechados, o que fortalece ainda mais a aprovação do projeto antifumo em tramitação na Assembléia paulista.

Confirmando uma ''dura realidade'' que impede e principalmente inviabiliza qualquer tentativa de crescimento sustentável da economia brasileira, segundo um estudo recente apenas 10% dos alunos brasileiros do quinto ano do ensino fundamental atingiram o nível de aprendizagem que especialistas consideram adequada em língua portuguesa.
--------------------------------------------------------------------------------
PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho
--------------------------------------------------------------------------------
O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br
--------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário