R.B. 31/AGO/20 "Dificuldade em lidar com inovações e principalmente com o liberalismo"


"Dificuldade em lidar com inovações e principalmente com o liberalismo"

São Paulo, 31 de agosto de 2020 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, para zerar as perdas acumuladas no mês (-0,7%), seguindo o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e impulsionada pela gradativa melhora das perspectivas econômicas tupiniquins e (2) o DÓLAR pode cair, para reduzir mais uma parte da forte alta ainda acumulada no mês (3,8%), influenciado pelos mesmos motivos que devem animar a bolsa tupiniquim e também pelo crescente aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e investimentos.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,5% (aos 102.142pts), beneficiada pela valorização das commodities, acompanhando o movimento ascendente das demais bolsas mundiais e aliviada com os sinais de que Paulo Guedes, ministro da Economia, continua prestigiado no governo Bolsonaro e (2) o DÓLAR caiu -2,9% à R$ 5,41, seguindo a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim, influenciado pelos leilões de venda do BC e motivado pelos sinais de manutenção, por um período relativamente longo, dos juros baixos nos EUA.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -1,4%, prejudicada pelo pedido de renúncia do primeiro-ministro do país, Shinzo Abe, que vai se tratar de graves problemas de saúde e China 1,6%, animada com os sinais de manutenção da política monetária expansionista pelos norte-americanos, (2) da EUROPA, realizando parte dos lucros do pregão anterior, Inglaterra -0,6%, França -0,3% e Alemanha -0,5%, prejudicadas pela divulgação de dados negativos das economias da região, como o recuo histórico de -13,8% do PIB francês, e pelo aumento do número de casos de coronavírus no Reino Unido e (3) dos EUA, com S&P e NASDAQ batendo novos recordes de alta, S&P 0,7%, DJ 0,6% e NASDAQ 0,6%, com os investidores acreditando que novos estímulos monetários podem vir em breve e animados pela divulgação de que o sentimento do consumidor norte-americano de AGO/20 avançou mais do que o esperado pelo “mercado”.

Apresentando os limites, sempre responsáveis, da equipe econômica do ministro Paulo Guedes, Waldery Rodrigues, secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, afirmou que não trabalha com a eventual prorrogação do auxílio emergencial em 2021.

Respeitando os limites impostos pela sua equipe econômica, Bolsonaro afirmou no sábado, em um evento em Goiás, que vai prorrogar o pagamento do auxílio emergencial para trabalhadores informais e desempregados até o fim deste ano, em um valor mensal menor que os atuais R$ 600, mas maior que R$ 200.

O IGP-M, que reajusta aluguéis, registrou uma alta de 2,74% em AGO/20 e, impulsionado principalmente pela desvalorização do real frente ao dólar alta do dólar (-30% desde AGO/19), agora acumula alta de 13,02% nos últimos 12 meses.

Com os bancos, adotando critérios rígidos e estimulados por medidas do governo (como o Pronampe), aumentando suas carteiras de crédito, em JUL/20 (1) os empréstimos para empresas cresceram 13,3% na comparação com JUN/20 e a taxa de juros médio das operações contratadas ficou em 19,1% ao ano, o que representa a menor da série histórica e (2) as contratações de crédito rural aumentaram 50% na comparação com o mesmo período de 2020.

Impulsionados pelo baixo patamar da taxa básica de juros e pelos baixos rendimentos das aplicações financeiras conservadoras, nos 7 primeiros meses deste ano, apesar da crise do coronavírus, o volume de financiamentos imobiliários no Brasil cresceu 34% na comparação com o mesmo período de 2019.

Por conta dos gastos, e dos roubos prefeitos e governadores, para combater a epidemia do coronavírus, as contas do governo federal a registraram um déficit de R$ -87bi em JUL/20, aumentando o rombo do ano para R$ -505bi, patamar 14,4 vezes superior ao auferido no mesmo período de 2019 (R$ -35bi).

Dando uma boa notícia para os exportadores tupiniquins, na sexta-feira passada (28/AGO/20), as autoridades sanitárias de Hong Kong, revertendo uma medida adotada em 19/AGO/20, liberaram os embarques de carne de frango da Aurora.

Às vésperas do lançamento, o Pix, sistema de pagamentos instantâneos do BC que incomoda bastante os grandes e monopolistas bancos tupiniquins, tem uma coleção de irmãos espalhados pelo mundo e que podem servir de exemplo de como vai funcionar essa nova tecnologia no Brasil.

Ajudando, segundo inclusive Paulo Guedes, a evitar um colapso na economia, no abastecimento e nas exportações do país durante a quarentena do coronavírus, o setor agrícola tupiniquim, que acertou em cheio ao se associar ao presidente Bolsonaro quando sua candidatura ainda era alvo de chacota na imprensa, tem cada vez mais prestígio no governo e, colhendo os frutos disto, registra no primeiro semestre deste ano um aumento de 21% das vendas na comparação com o mesmo período de 2019.


Política:

Coberto de razão, o presidente Bolsonaro “avisou” que não vai apoiar nenhum candidato a prefeito no primeiro turno das eleições municipais deste ano e acrescentou que não se filiará a nenhum partido neste ano.

Trazendo para SP o que existe de pior na política tupiniquim, Márcio França, pré-candidato à Prefeitura de SP pelo PDT, escalou a equipe de Ciro Gomes, dono do partido, para adaptar o programa “Nome Limpo”, do referido ex-presidenciável, ao seu plano de governo.

Irritadíssima e intrigada com o forte crescimento da popularidade de Bolsonaro, a Folha de SP/UOL, que trabalha diuturnamente para derrubar o presidente, agora decidiu dizer que as obras que Bolsonaro está inaugurando pelo país foram feitas durante os governos da organização criminosa petista.

Fiel ao seu comparsa, Doria, o governador tucano de SP, classificou como "no mínimo estranha" a decisão do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Benedito Gonçalvez, que afastou o governador do RJ, Wilson Witzel.

Com medo de ver seu partido, ainda o maior do Brasil, encolher, o deputado federal Baleia Rossi, presidente do MDB, quer que deputados do seu partido se lancem como candidatos pelas prefeituras das capitais brasileiras.

Complicando ainda mais a situação do governador do RJ, que já está afastado do cargo, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, revogou a decisão do presidente da corte, Dias Toffoli, de suspender a tramitação do processo de impeachment Wilson Witzel.

Prejudicando principalmente os partidos de esquerda, o Tribunal Superior Eleitoral rejeitou, por unanimidade, o pedido do PSOL para a realização de transmissões online, sem público, de shows em prol de campanhas durante a pandemia.


Crítica:

Ainda totalmente comandada por indicados pelos governos anteriores, a CVM, dando novas amostras da sua “dificuldade em lidar com inovações e principalmente com o liberalismo” econômico, anunciou que (1) as companhias abertas devem informar antecipadamente ao mercado os temas de suas lives e (2) os Assessores de Investimentos não podem ser remunerados por receitas geradas pelo RLP das corretoras. 

Em meio a sucessivas polêmicas sobre a transparência dos gastos do Tribunal de Justiça de São Paulo, a corte publicou uma norma segundo a qual toda a informação gerada dentro do órgão deve ser considerada como seu patrimônio e deve ser protegida, sob a possibilidade de punições criminal, civil e administrativa.

Agindo de forma corporativista e mais uma vez “se lixando” para o aumento dos gastos públicos, Dias Toffoli, presidente do Conselho Nacional da Justiça, mandou os tribunais regionais de todo Brasil comprarem um terço de férias de juízes federais e do trabalho, que aliás já tem a mordomia de usufruir de 60 dias de férias por ano.

Batendo de frente com Augusto Aras, que indica constantemente que quer acabar com a maior operação anticorrupção da história mundial, os 12 membros efetivos da força-tarefa da Lava Jato no RJ enviaram um documento ao ministro Edson Fachin, do STF, alertando que o referido procurador-geral da República “não tem poder hierárquico algum para requisitar informações ou ditar regras aos demais procuradores”.


PAZ, amor e bons negócios;


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário