R.B. 23/JUN/20 "Mais de 100 milhões de brasileiros passem a usar tornozeleira eletrônica"


"Mais de 100 milhões de brasileiros passem a usar tornozeleira eletrônica"

São Paulo, 23 de junho de 2020 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, ainda com “alguma chance” de recuperar o patamar dos 100.000pts nesta semana, beneficiada pela valorização das commodities, pelo movimento ascendente das principais bolsas mundiais e pela crescente entrada de novos investidores internos por conta do baixo patamar da taxa básica de juros tupiniquim e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, acompanhando o esperado “humor positivo” na bolsa brasileira e refletindo a elevada liquidez mundial e a expectativa de reabertura das economias.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,3% (aos 95.336pts), realizando lucros após 4 pregões seguidos de alta, com destaques de queda para as ações dos bancos, como Bradesco (-3,5%), e da Petrobras (-2,4%), e em um movimento de cautela antes da divulgação da ata da reunião do Copom da semana passada e (2) o DÓLAR caiu -0,9% à R$ 5,27, reduzindo mais uma parte da forte alta ainda acumulada o ano (30,9%), influenciado pelos leilões de venda do BC e pela trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,2% e China -0,1%, caindo mais uma vez na “conversa fiada dos canalhas da OMS”, que agora alertam que ocorrerá uma segunda onda de casos de coronavírus, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,8%, França -0,6% e Alemanha -0,5%, prejudicadas pelo mesmo motivo que derrubou as bolsas asiáticas e também por declarações de Luis de Guindos, vice-presidente do BC Europeu, alertando que os riscos de médio prazo para a estabilidade financeira aumentaram acentuadamente e destacando que a previsão para o PIB da zona do euro neste ano é de contração de -8,7% e (3) dos EUA, com o NASDAQ batendo mais um recorde histórico de alta,  S&P 0,6%, DJ 0,6% e NASDAQ 1,1%, com destaques de alta para as ações do setor de tecnologia, como Apple (2,6%), Microsoft (2,8%) e Alphabet (1,8%), após o presidente Trump prometer apresentar novo projeto de estímulo "nas próximas semanas".

Bastante otimista após informar que ABR/20 foi o “fundo do poço” e que a volta da economia em MAI/20 foi muito forte, Adolfo Sachsida, secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, “avisou” que daqui a "dez ou doze dias" a agenda de reformas vai "vir forte" no Congresso.

Um pouquinho menos pessimista que na semana passada, o “mercado” (1) melhorou, de -6,51% para -6,50%, suas previsões para a retração do PIB brasileiro em 2020 , (2) elevou, de 1,60% para 1,61%, suas “apostas” para a inflação medida pelo IPCA neste no e (3) manteve em 2,25% suas expectativas para a taxa básica de juros do país em 31/DEZ/20.

Principal responsável pelo atual sucesso do agronegócio tupiniquim, Tereza Cristina, ministra da Agricultura, afirmou que o governo brasileiro trabalha em um pacote de medidas infralegais e legais para agilizar o agronegócio, facilitando a tomada de empréstimos pelos produtores rurais e melhorando a conectividade no campo.

Incomodando, e muito, os monopolistas bancões tupiniquins, ontem Roberto Campos Neto, presidente do BC, “avisou” que o novo modelo de pagamentos instantâneos, chamado de Pix, permitirá que o consumidor saque dinheiro em estabelecimentos comerciais.

Contando com a “simpatia” da mídia e principalmente com um exército fiel e disciplinado de mais de 8.000 Assessores de Investimentos, que são exclusivos e sem nenhum vínculo empregatício, a XP investimentos, que tem uma enorme vantagem competitiva frente aos bancos, lançou ontem uma plataforma chamada Xpeed School, que venderá cursos que vão da melhora do orçamento familiar à formação de profissionais para o mercado financeiro, com preços que variam de R$ 9,90 a R$ 17 mil.

-    A Sabesp subiu 4,4%, impulsionada pela expectativa de que o Senado vote, e aprove, na quarta-feira o marco legal do setor de saneamento, seguindo então para sanção presidencial.

-    A Apple subiu 2,6% na bolsa de NY, após a companhia anunciar durante evento novidades, entre elas o fato de que passará a produzir ela mesma os microchips de seus computadores, rompendo parceria longeva com a Intel.


Política:

Alertando que atualmente o Brasil tem quase 100 milhões de pessoas sem água encanada e esgoto, o presidente Bolsonaro afirmou que a aprovação de novo marco regulatório do saneamento no Congresso é a maior prioridade de seu governo.

Calando a boca dos vagabundos da imprensa socialista tupiniquim e das ONGs canalhas, a ministra Damares Alves, da Família, Mulher e Direitos Humanos, anunciou ontem que em 2019, primeiro ano do governo Bolsonaro, as denúncias de violência policial no Disque 100 caíram -9,0% na comparação com 2018.

Coberta de razão, a associação de bares e casas noturnas moveu uma ação na Justiça contra mais de 10 prefeituras e governos como SP, RJ e PR, pedindo indenização por danos morais e materiais aos seus associados pelo prejuízo com o fechamento dos estabelecimentos na inútil e criminosa quarentena do coronavírus.

Acreditando, com a anuência dos parlamentares fracos e covardes, que manda no legislativo, Luiz Roberto Barroso, presidente do TSE, está conseguindo fazer com que o Congresso aprove que a campanha para as eleições municipais deste ano seja mais longa, com segundo turno realizado em DEZ/20.

Como o número de mulheres interessadas na política é baixo, os partidos, para cumprirem a maldita lei de cotas de 30% de candidaturas femininas, têm criado ou fortalecido cursos e programas direcionados a mulheres que querem disputar de fato uma campanha eleitoral.

Pablo Bello, que é diretor de Políticas Públicas do WhatsApp para a América Latina, criticou o nefasto projeto de lei sobre fake news que está em discussão pelos canalhas do Senado, alertando que sua eventual aprovação fará com que “mais de 100 milhões de brasileiros passem a usar tornozeleira eletrônica”.

Segundo Mariana Valente, diretora do Internet Lab e professora de direito e tecnologia do Insper, o maldito o projeto de lei sobre fake news que deve ser discutido e votado esta semana no plenário do Senado prevê medidas que exigirão coleta maciça de dados dos cidadãos e podem levar a perseguição política, criminalização de movimentos sociais e violação de sigilo de fontes jornalísticas.

Ex-advogado do PCC, que ao que tudo indica ainda atua à serviço deles e de outros bandidos até mais perigosos, Alexandre de Moraes, que foi nomeado ministro do STF por Temer e que é relator do criminoso e ilegal inquerido das Fake News, afirmou que indícios confirmam a possibilidade de existência de uma associação criminosa na mobilização dos protestos pelo fechamento do Congresso e do Supremo.

Após classificarem, com uma boa dose de razão, o STF como “a peça mais macabra e totalitária já produzida na história do Poder Judiciário nacional”, ativistas que apoiam o presidente Bolsonaro querem que ele autorize agentes públicos, sobretudo a Polícia Federal, a descumprir medidas determinadas pelo STF relativas ao criminoso e ilegal inquérito das fake news.

Já agindo de maneira covarde, o Ministério da Educação revogou ontem a importante portaria assinada pelo ex-ministro da pasta, Abraham Weintraub, que acabava com a nefasta e racista cota para negros e indígenas em cursos de pós-graduação de universidades federais.


Crítica:

Principal responsável, ao lado dos governos estaduais e municipais corruptos e da impressa socialista tupiniquim, pela maior crise financeira da história brasileira, a OMS, provando mais uma vez que ou é canalha ou é incompetente, alertou que, mesmo após mais de 90 dias de quarentena, todos os países devem reforçar as medidas de isolamento contra o coronavírus .


PAZ, amor e bons negócios;


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário