R.B. 25/MAR/20 "Partido para o all-in"



"Partido para o all-in"

São Paulo, 25 de março de 2020 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, reduzindo mais uma parte das perdas acumuladas no mês (-33,1%) e no ano (-39,7%), reagindo positivamente à aprovação do pacote de estímulos econômicos nos EUA e ao pronunciamento de Bolsonaro defendendo que a quarentena da população dure apenas 2 semanas e (2) o DÓLAR pode cair, com “boas chances” de fechar o dia abaixo dos R$ 5,00, novamente acompanhando a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e  a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 9,7%, recuperando parte de perdas recentes, beneficiada pela valorização das commodities, pelo movimento ascendente das principais bolsas mundiais e pelo crescente sentimento de atratividade dos preços dos ativos tupiniquins e (2) o DÓLAR caiu -1,0% à R$ 5,08, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pela esperara melhora do “humor” na bolsa brasileira, mesmo diante da ausência do BC na ponta vendedora.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 7,1% e China 2,3%, beneficiadas pelos anúncios de que o governo chinês conseguiu controlar o coronavírus e pela decisão da Coreia do Sul de dobrar o valor do seu pacote de resgate para empresas afetadas pela atual crise, (2) da EUROPA, nas máximas do dia, Inglaterra 9,1%, França 8,4% e Alemanha 11,0%, acompanhando a forte melhora do “humor” nas bolsas de NY, beneficiadas pela valorização das commodities e impulsionadas pela divulgação de dados econômicos “menos piores” do que o esperado e (3) dos EUA, recuperando parte das perdas que levaram os índices ao menores patamares desde 2016 e com o DJ registrando a maior valorização diária desde 1933, S&P 9,4%, DJ 11,4% e NASDAQ 8,1%, diante dos sinais de que o Congresso norte-americano está perto de fechar um acordo para aprovar o pacote de estímulo fiscal destinado a combater o impacto econômico da epidemia de coronavírus e das declarações de Trump alertando que é preciso salvar empresas para evitar o desemprego e ressaltando que gostaria de reabrir a economia do país na Páscoa.

A Boeing disparou 20,9%, após o diretor financeiro da companhia garantir que o negócio com a Embraer continua estrategicamente importante e em meio à especulação de que o setor poderá ser resgatado financeiramente.

Em reunião virtual, o G7, que é o grupo dos 7 países mais industrializados do mundo, prometeu fazer "o que for necessário" para restaurar a confiança e o crescimento econômico.

Contrário ao isolamento de toda população, Trump, presidente dos EUA e CPT do mundo, reiterou que a economia norte-americana não deve ficar paralisada por muito tempo, o que significaria, no seu entender, ruína pior do que a propagação do coronavírus.

Também, assim como Bolsonaro, enfrentando uma imprensa e uma oposição canalhas, Trump, presidente dos EUA e CPT do mundo, conseguiu, na noite de ontem, aprovar no Congresso do seu país um pacote de estímulos no valor de US$ 2tri para proteger a economia do seu país das consequências da atual pandemia de coronavírus.

Mais otimista, o banco UBS divulgou um relatório afirmando que os programas de emergência anunciados pelos BCs na Europa e nos EUA, somados à vontade dos formuladores de políticas para fazer ainda mais, ajudarão a evitar uma crise financeira global ao estilo de crise de crédito.

Segundo dados mais recentes do Instituto Internacional de Finanças, formado pelos 450 maiores bancos do mundo, a forte volatilidade no mercado financeiro mundial por conta da crise gerada pelo coronavírus já fez os investidores internacionais retirarem US$ -78,7bi dos mercados de ações e renda fixa dos países emergentes, em meio à busca de "portos seguros", valor que já se aproxima de tudo que esses países receberam em aportes em 2019 (US$ 78,8bi).

Prenunciando perdas mais intensas à frente como consequência do fechamento de lojas e comércios devido às medidas de combate ao coronavírus, em JAN/20 o volume de vendas no varejo tupiniquim recuou -1,0% na comparação com o mês anterior, resultado pior do que o esperado (-0,6%).

Sem planejamento de contingencia e sem reservas de emergência, os pequenos e médios empresários tupiniquins, principais empregadores do país, são os que mais sofrem com a quarentena forçada de toda população e os que já começaram a anunciar demissões por conta da quarentena obrigatória.

Nadando de braçadas na crise do coronavírus, o Pão de Açúcar anunciou que está contratando trabalhadores temporários para reforçar as operações nas lojas físicas e online.

-    O BTG subiu 24,8%, mesmo após a divulgação de que Eike Batista citou o referido banco no seu acordo de delação premiada.

Política:

Partido para o all-in”, ontem, em cadeia nacional, o presidente Bolsonaro, (1) referendou a tese de que o isolamento da população deve durar apenas 2 semanas e (2) atacou a nefasta imprensa socialista tupiniquim, culpando-a por ter criado o clima de histeria instalado no país.

Em uma nota, que provavelmente foi escrita por William Bonner, Davi Alcolumbre, nefasto presidente do Senado que foi eleito para o cargo com menos votos que um vereador de SP, afirmou, em reação ao pronunciamento de Bolsonaro, que (1) o país precisa de um líder sério e (2) não é momento de ataque à imprensa e a outros gestores públicos.

Canalha, nefasta e mentirosa, a imprensa tupiniquim segue espalhando o boato de que Paulo Guedes vai deixar o governo Bolsonaro, desta vez inclusive questionando o prestígio do referido ministro da economia com sua equipe.

Também jogando lenha na fogueira, o Estadão, em editorial, garante que Mandetta, ministro da saúde, “poderá colocar o cargo à disposição se for pressionado Bolsonaro a adotar uma postura mais flexível no combate ao coronavírus.

Canalha, que assim como Dória se guia baseado na opinião pública, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, sugeriu que os três Poderes avaliem uma redução de até 20% dos salários de servidores, o que segundo ele seria uma espécie de gesto simbólico para mostrar que estão unidos no combate à pandemia do coronavírus.

Fundador do partido NOVO, que perde cada dia mais filiados, Amoêdo considerou “inaceitável” o pronunciamento em que Bolsonaro defendeu apenas 2 semanas de confinamento da população para frear o novo coronavírus e aconselhou o presidente a renunciar.

Adotando uma medida bastante polemica e autoritária, o tucano Nelson Junior, prefeito de Porto Alegre, decidiu multar em R$ 429,20 todas as pessoas com mais de 60 anos que saírem de casa.

Crítica:

Obviamente sem oferecer sua confortável residência como moradia aos que considera “coitadinhos”, João Otávio de Noronha, o presidente do STJ, defendeu que presos do semiaberto passem para o domiciliar durante pandemia do coronavírus.

Enrolado desde 2017 no Supremo pela possível rescisão de sua delação premiada, Wesley Batista participou ontem da videoconferência de Dias Toffoli com empresários sobre a crise do novo coronavírus.

A rede Globo, com sinais cada vez mais intensos de abstinência de mortadela estatal, certamente jogará todas as suas forças e usará todas as suas armas para tentar derrubar presidente do Brasil, inclusive inventando panelaços artificiais, ainda mais agora que sua audiência explodiu por conta do confinamento da população.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário