R.B. 18/MAR/20 "Mais bala na agulha para enfrentar a crise do coronavírus"



"Mais bala na agulha para enfrentar a crise do coronavírus"

São Paulo, 18 de março de 2020 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, devolvendo os ganhos da sessão anterior (4,8%) e ampliando as perdas registradas na semana (-9,7%), no mês (-28,4%) e no ano (-35,5%), influenciada pela nova piora do “humor” nas principais bolsas mundiais e pela crescente deterioração das perspectivas econômicas por conta do coronavírus e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando a valorização internacional da moeda norte-americana e impulsionado pelas “apostas” de corte da taxa básica de juros tupiniquim na reunião do Copom que termina após o fechamento do pregão.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 4,8%, recuperando menos da metade das perdas do pregão anterior (-12,9%), acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e beneficiada pelas medidas de estímulo econômico anunciadas no Brasil, nos EUA, no Reino Unido e na Espanha e (2) o DÓLAR caiu -0,9% à R$ 5,00, em um “ajuste técnico” após registrar no pregão anterior a maior valorização diária desde 18/MAI/17, influenciado pela melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,1% e China -0,3%, próximas da estabilidade e sem uma direção única, (2) da EUROPA, Inglaterra 2,8%, França 2,8% e Alemanha 2,2%, recuperando as perdas da abertura, beneficiadas por medidas de estímulo anunciadas pelo governo espanhol e (3) dos EUA, em um “ajuste técnico” após as perdas históricas do pregão anterior, S&P 6,0%, DJ 5,2% e NASDAQ 6,2%, com destaques de alta para as ações dos bancos, como Wells Fargo (11,8%), Morgan Stanley (6,8%) e Bank of America (7,7%), beneficiados pelo anúncio de um pacote de estímulos econômicos que pode injetar US$ 1tri na economia do país.

Tentando atenuar os efeitos da crise do coronavírus, Trump, presidente dos EUA e CPT do mundo, anunciou um pacote de estímulos de US$ 1tri para a economia do seu país e também prometeu que fará com que chegue rapidamente dinheiro nas mãos do trabalhador e dos pequenos empresários, além de setores como turismo e empresas aéreas.

Segundo uma pesquisa feita pelo Bank of America com investidores internacionais, a confiança dos gestores de recursos despencou para os piores níveis desde a última crise financeira mundial de 2008.

Com o coronavírus fazendo grandes estragos na economia, em MAR/20 o índice ZEW de expectativas econômicas da Alemanha caiu a -49,5pts, patamar bem abaixo da previsão do “mercado” (-30pst), o que fez o banco ING alertar que é inevitável uma recessão técnica na maior economia do continente.

Adotando uma medida nada liberal, que ganha cada dia mais apoio no mercado financeiro tupiniquim, o regulador de mercado da Itália anunciou na manhã de hoje que vai proibir vendas a descoberto de ações por um período de 3 meses.

Hoje termina a reunião do Copom e, embora a grande maioria do “mercado aposte” que a autoridade monetária tupiniquim vai cortar a taxa básica de juros em até -1,0%, para 3,25% ao ano, existe uma pequena parcela de analistas e economistas que defende uma elevação dos juros, alegando que assim o país conteria a fuga de capitais.

Para poder gastar mais do que arrecada e assim ter “mais bala na agulha para enfrentar a crise do coronavírus”, o presidente Bolsonaro anunciou que vai solicitar ao Congresso o reconhecimento do estado de calamidade pública no país até 31/DEZ/20.

Alertando que o faturamento do setor, que emprega 6 milhões de pessoas, caiu praticamente para zero, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes “avisou” que pode até 3 milhões de empregos podem ser cortados nos próximos 30 a 40 dias.

Ousado, pessimista e quiçá realista, ontem o Credit Suisse anunciou que, por conta dos efeitos negativos do coronavírus, cortou, de 1,4% para 0,0%, sua projeção para o crescimento da economia brasileira em 2020.

“Puxa-saco” do idiota do Ciro Gomes, de quem sonha um dia ser ministro, André Perfeito, economista chefe da corretora Necton, afirmou que o pacote de quase R$ 150bi anunciado por Paulo Guedes tem “soma zero" e defendeu que o governo adote iniciativas envolvam a "injeção de liquidez direta nas empresas, especialmente as pequenas e médias ".

Segundo Ilan Arbetman, analista da corretora Ativa, estamos diante de uma crise que afeta os prêmios de risco e a recorrência dos fluxos de caixa das empresas, especialmente em setores mais pressionados, como o aéreo e o de petróleo.

Política:

Dando uma excelente ideia, a Associação de procuradores pediu ao STF que destine os R$ 2bi do nefasto e criminoso fundo eleitoral de 2020 para o combate ao novo coronavírus.

Em uma ação impetrada pela deputada Bebel, que é membro da organização criminosa petista, o desembargador Antonio Carlos Malheiros, que é parte interessada no processo, deu uma liminar para suspender a implementação da reforma da Previdência do Estado de SP.

Mostrando que a nefasta imprensa socialista tupiniquim está vencendo a batalha, na noite de ontem foi possível escutar nos bairros nobres de SP, RJ e Brasília panelaços pedindo a renúncia do presidente Bolsonaro.

Após perder o apoio de grupos liberais, o presidente Bolsonaro tem visto defecções frequentes entro os conservadores, que é outra grande perna da coalizão que o elegeu em OUT/18.

Organização criminosa controlada por Lula, o PT decidiu cancelar as prévias que escolheriam o seu candidato a prefeito em SP e “avisou” que a cúpula do partido decidirá quem será o escolhido.

Ontem, antes de Bolsonaro anunciar o fechamento das fronteiras do Brasil com a Venezuela, o Podemos enviou para Cármen Lúcia, ministra do STF, um pedido para a concessão de uma liminar para barrar a entrada no país de viajantes que tenham passado por Ásia e Europa nos últimos 14 dias e para que tropas militares sejam enviadas às fronteiras para controle do fluxo.

Com apenas 260 deputados na Casa, a Câmara aprovou no início da noite de ontem uma resolução que permitirá votações a distância, medida que certamente vai proteger a saúde dos parlamentares e agilizar as decisões importantes para o país.

Crítica:

Sempre defendendo bandidos, a organização criminosa petista, que comanda o Instituto de Defesa do Direito de Defesa, entrou com uma liminar no STF pedindo para que presidiários com mais de 60 anos ou com doenças crônicas sejam libertados para não serem prejudicados pelo coronavírus.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário