R.B. 28/FEV/20 "A população não suporta mais os pilantras do Congresso Nacional"



"A população não suporta mais os pilantras do Congresso Nacional"

São Paulo, 28 de fevereiro de 2020 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, mesmo após fechar o pregão anterior no menor nível desde 10/OUT/20 (antes da aprovação da reforma da Previdência em segundo turno no Senado), novamente acompanhando o “humor negativo” das principais bolsas mundiais e o recuo das commodities e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, para fechar em território positivo pelo oitavo pregão seguido e provavelmente superar os R$ 4,50, impulsionado pelos mesmos motivos que devem derrubar a bolsa tupiniquim.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -2,6%, encerrando os negócios no menor patamar do dia (aos 102.983pts), ampliando assim as perdas acumuladas no ano (-10,9%) e no mês (-9,5%), influenciada pela manutenção do “humor negativo” nas principais bolsas mundiais e pela piora do cenário político no Brasil, em mais uma sessão com ótimo volume de negócios (R$ 39,5bi) e (2) o DÓLAR subiu 0,8% à R$ 4,48, acompanhando as perdas na bolsa tupiniquim, porém com a alta contida pelos leilões de venda do BC e pelo aumento das “apostas” de corte dos juros nos EUA.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -2,1%, acompanhando as perdas das bolsas de NY no dia anterior, para fechar o pregão no menor patamar em 4 meses e China -0,1%, em meio a esforços de Pequim de estimular a economia, (2) da EUROPA, Inglaterra -3,5%, França -3,3% e Alemanha -3,2%, novamente prejudicadas pelo avanço do coronavírus pelo mundo e pelas incertezas sobre o impacto do surto na economia global, após a Organização Mundial de saúde citar, pela primeira vez, a possibilidade de uma pandemia e (3) dos EUA, após um pregão com bastante volatilidade, S&P -4,4%, DJ -4,4% e NASDAQ -4,6%, já registrando quedas superiores a -10% desde seu último pico, com o FMI reduzindo suas expectativas de crescimento global e as empresas contabilizando perdas com o surto de coronavírus, cancelando planos de participar de eventos nos próximos meses e restringindo viagens de seus executivos.

Menos otimista com o Brasil, o Bank of America reduziu, de 2,2% para 1,9%, sua estimativa para o crescimento do PIB tupiniquim este ano, porém manteve em R$ 4,00 suas “apostas” para a cotação do dólar em 31/DEZ/20.

Confirmando o ótimo trabalho feito pela equipe de Paulo Guedes, segundo dados oficiais divulgados ontem pelo Tesouro Nacional em JAN/20 as contas do governo central (que incluem Tesouro, Previdência Social e Banco Central) registraram um superávit de R$ 44,124bi, o que representa um crescimento real de 41% na comparação com JAN/19 e o maior patamar da série histórica iniciada em 1997 (considerando valores atualizados pela inflação).

Classificando a situação como “muito grave”, Humberto Barbato, presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, afirmou que a falta de componentes industriais produzidos na China, onde fábricas estão paradas por causa da epidemia do coronavírus, já leva empresas brasileiras, especialmente de celulares e computadores, a darem férias coletivas, adiarem lançamentos e deve afetar as metas de produção deste trimestre.

Apesar de prudência e canja de galinha serem sempre recomendados, especialistas em investimentos já começam a alertar que é preciso ter sangue frio e que a queda de quase -10% em apenas 2 dias da Bolsa tupiniquim, que pode ser motivo para muita gente se assustar e sair correndo do mercado de ações, podem ser uma boa oportunidade para novas compras.

Ressaltando que desde o fim do ano passado o mercado de ações no Brasil caiu -20% em dólar, Adriano Cantreva, sócio-diretor da Portofino Investimentos, afirmou que a compra de ações é mais indicada agora, alertando que os fundamentos das empresas são os mesmos e que as medidas tomadas no Brasil no ano passado, como a reforma da Previdência Social e as privatizações, vão gerar bons resultados.

Afetando diretamente o agronegócio tupiniquim, por conta do surto de coronavírus as empresas chinesas que processam a soja brasileira têm sofrido com ausências no trabalho, controle de transporte e queda no consumo da oleaginosa.

-    A Petrobrás caiu -3,5%, acompanhando o recuo do petróleo, apesar de ter anunciado durante o pregão que iniciou, de forma promissora, os testes de produção de petróleo e gás nas reservas gigantes descobertas na bacia de Sergipe-Alagoas.
-    A Microsoft caiu -4,8% na bolsa de NY, após revisar para baixo suas projeções para este trimestre, citando os efeitos do coronavírus.

Política:

Fazendo chantagem, agora com a população, a nefasta imprensa socialista tupiniquim, incentivada pelo canalha do Rodrigo Maia, tem dito que as manifestações em apoio ao governo Bolsonaro podem atrapalhar a aprovação das reformas, mesmo aquelas dadas como certas, como a independência do BC.

Criando um novo foco de tensão na novela em que se transformou o Orçamento impositivo, Senadores já falam em rebelião caso não recebam do governo e do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, uma sinalização de que haverá equilíbrio entre os congressistas na distribuição de emendas.

Ciente de que “a população não suporta mais os pilantras do Congresso Nacional”, Jaques Wagner, senador baiano da organização criminosa petista, sugeriu que os carros oficiais dos senadores não tenham mais a identificação do Senado Federal, alegando que isto compromete a segurança dos parlamentares.

Canalha linha auxiliar da organização criminosa petista, Marina Silva, a eterna candidata ao Planalto, criticou o governo Bolsonaro e, assim como Flávio Dino, do PCdoB, culpou o presidente pela apreensão nos mercados financeiros.

Ainda curtindo a vida, com dinheiro público, no Amapá, Davi Alcolumbre havia convocado sessão do Senado para ontem, porém cancelou a reunião e assim os senadores que foram ao plenário, como Eduardo Girão e Reguffe, deram com a cara na porta.

Um dos mais influentes deputados da base parlamentar de Bolsonaro, Luiz Philippe de Orléans e Bragança afirmou que a manifestação convocada por governistas para 15/MAR/20 é resposta a uma tentativa do Congresso de provocar o impeachment do presidente.

Apesar das inúmeras críticas pelo envio por Bolsonaro de um vídeo de apoio ao ato a favor do governo e contra o Congresso, é bom lembrar que, por diversas vezes, o STF reafirmou o direito previsto na Constituição de manifestações públicas contra agentes públicos.

Crítica:

Canalha que esquece de lembrar que seu pai foi terrorista, que a Santiago é a cidade mais poluída da América Latina e que o Chile já aniquilou todos os índios que lá existiam, Michelle Bachelet, ex-presidente chilena que arrumou uma boquinha na ONU, afirmou que há “retrocessos significativos” no Brasil em relação aos direitos humanos, às políticas de proteção ambiental e na questão indígena.

Certamente influenciados pela retirada da organização criminosa petista do poder, o percentual dos brasileiros insatisfeitos com a democracia tupiniquim despencou de 83% em 2018 para 56% atualmente e, por conta da postura da nefasta imprensa socialista tupiniquim, o apoio à liberdade de impressa recuou de 71% para 60% no mesmo período.

Acreditando, com uma boa dose de razão, que pode enganar e comprar tudo e todos, Joesley Batista, em um ofício enviado a o ministro Edson Fachin, do STF, “garantiu” que sempre agiu na mais absoluta boa-fé e reforçou sua disposição de repactuar com a PGR seu acordo de delação e, com isso, evitar voltar para a cadeia.

Campeão galáctico na defesa de bandidos, Gilmar Mendes, nefasto ministro do STF, mandou o Credit Suisse desbloquear R$ 1,8mi do advogado Marcos Joaquim Gonçalves, acusado de intermediar pagamento de propina de R$ 3,25mi ao deputado emedebista Sergio Souza, para que o parlamentar evitasse a convocação de dirigentes de fundos de pensão numa CPI.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário