R.B. 24/JAN/20 "Reduzindo os temores globais"



"Reduzindo os temores globais"

São Paulo, 24 de janeiro de 2020 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, ampliando a valorização acumulada do ano (3,4%) para superar os 120.000pts, acompanhando a redução dos temores globais com o coronavírus e impulsionada pelos sinais positivos da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, para fechar em território negativo pelo terceiro pregão seguido, influenciado pela trajetória internacional da moeda norte-americana e pela esperada manutenção do “humor positivo” na bolsa brasileira.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,0%, para bater mais um recorde histórico de alta (aos 119.528pts), alheia à instabilidade das bolsas de NY e ao recuo das commodities, otimista com a aproximação da temporada de balanços locais, a partir da próxima semana, animada com os frutos colhidos por Paulo Guedes em Davos e com ótimo volume de negócios (R4 25,3bi) e (2) o DÓLAR caiu -0,2% à R$ 4,16, seguindo o “humor positivo” na bolsa tupiniquim e influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e investimentos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -1,0% e China -2,7%, prejudicadas pelo aumento dos temores com o coronavírus, por conta da aproximação do feriado do ano-novo lunar chinês, quando tradicionalmente milhões de pessoas viajam pelo país, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,8%, França -0,6% e Alemanha -0,9%, prejudicadas pelo recuo das commodities e acompanhando a decisão de política monetária do BC Europeu, que manteve as taxas básicas de juros e sinalizou que a política acomodatícia deve ser mantida por um longo tempo e (3) dos EUA, próximas da estabilidade e recuperando quase todas as perdas da abertura, S&P 0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ 0,2%, diante da redução dos temores com o coronavírus e da divulgação de bons resultados corporativos, como o da American Airlines (5,4%).

“Reduzindo os temores globais”, na tarde de ontem (1) a Organização Mundial da Saúde informou que ainda não há evidência de transmissão do coronavírus por contato humano fora da China e (2) a consultoria inglesa Capital Economics ressaltou é que é pouco provável que o coronavírus tenha impacto relevante no crescimento da economia mundial.

Dando uma boa notícia para o Brasil, que precisa atrair novos parceiros comerciais, Hardeep Singh Puri, um dos mais poderosos ministros da Índia, que acumula as pastas de Aviação Civil, Planejamento Urbano e Comércio, afirmou que seu país está pronto para quintuplicar o número de produtos cobertos pelo acordo de preferências tarifárias que tem com o Mercosul.

Atraindo cada dia mais investidores para o país, ontem, ainda em Davos, Paulo Guedes, ministro da Economia, afirmou que está convicto que vai entregar as reformas tributária e administrativa e fazer o pacto federativo.

Abaixo do registrado em DEZ/19 (1,05%), o IPCA-15 de JAN/20, influenciado pelo recuo dos preços da carne, registrou inflação de 0,71%, patamar bem próximo das “apostas do mercado” (0,71%).

Confirmando que a economia brasileira finalmente está se recuperando, no ano passado a arrecadação federal de impostos registrou um crescimento real, que desconta a inflação, de 1,69% na comparação com 2018 e atingiu R$ 1,537tri, o que representa o maior patamar em 5 anos.

Aproveitando-se do bom momento vivido pelo mercado bursátil tupiniquim, as Construtoras Pacaembu e Inter, que são voltadas para o público de baixa renda, começam a contratar bancos para realizarem seus IPOs.

Política:

Canalha, que está defendendo bandidos, ou apenas um idiota, que está dando um tiro no pé, Bolsonaro, atendendo a pedidos de Rodrigo Maia e criando mais uma crise desnecessária, decidiu analisar a possibilidade de tirar a segurança pública da pasta de Sergio Moro, que certamente sairá do governo se isto acontecer.

Além de querer enfraquecer Sergio Moro, o plano de quem defende tirar a Segurança Pública do Ministério da Justiça é passar a comandar a Polícia Federal e obviamente facilitar a vida dos políticos bandidos que são investigados.

Na iniciativa privada, se o presidente de uma empresa chama os funcionários de um departamento para uma reunião sem o diretor da área é sinal claro de que o referido diretor será demitido, pois foi exatamente isto que Bolsonaro fez ao se reunir com secretários estaduais de Segurança Pública sem convocar Sergio Moro.

Tornando público o que todos sabem, Gustavo Bebianno, ex-ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, afirmou que Bolsonaro “morre de medo” de Sergio Moro nas urnas e que “fará de tudo para acabar com ele até 2022”.

Acreditando que dinheiro nasce em árvore e sem nenhuma noção de economia, o deputado Paulinho da Força, dono do partido Solidariedade, quer apresentar um projeto de lei para obrigar o reajuste do salário mínimo acima da inflação.

Otimista, Waldery Rodrigues, secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, afirmou o governo prevê a aprovação já no primeiro semestre, pelo Congresso Nacional, das três Propostas de Emenda à Constituição que alteram regras fiscais e orçamentárias.

Novo queridinho da imprensa socialista tupiniquim e amigo de todos os bandidos que rapinaram o país, como Lula e Sergio Cabral, o apresentador da TV Globo Luciano Huck foi chamado de “próximo presidente do Brasil” ao participar de um painel em Davos e, com o ego maior que sua falta de caráter, afirmou que o país precisa ser mais bem representado.

Causando revolta nos funcionários do referido órgão público, que já não trabalham muito e agora ameaçam entrar em greve, Mourão, vice-presidente, assinou ontem um decreto que autoriza militares a atuarem numa força-tarefa contra fila do Instituto Nacional do Seguro Social.

Torrando dinheiro público, (1) Alcolumbre, presidente do Senado, torrou mais de R$ 30mil para fazer um espaço gourmet na residência oficial e (2) os senadores estão reformando seus gabinetes e alguns já gastaram mais de R$ 90mil.

Trabalhando rápido em prol dos bandidos que defendem, Ministros pilantra dos STF se movimentam para que a decisão liminar do ministro Luiz Fux que suspendeu, por tempo indeterminado, a implantação do juiz das garantias seja apreciada pelo plenário em breve.

Crítica:

Ditador, assim como Maduro na Venezuela, mas com bomba atômica e o segundo maior exército do mundo, Putin conseguiu que o Parlamento russo aprovasse, por unanimidade, um pacote de mudanças constitucionais para seguir mandando no país após 2024, quando termina seu atual mandato presidencial.

Exemplo da gastança, da ineficiência e da pilantragem que corre solta em uma estatal, a Casa da Moeda, que foi por décadas dominada pela organização criminosa do PDT, tinha em seus quadros uma equipe médica com 39 pessoas para atender cerca de 2.000 funcionários, incluindo psicólogo, nutricionista, massoterapeuta, cardiologista, técnicos em radiologia e enfermagem e médicos plantonistas.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário