R.B. 23/OUT/19 "O crime compensará ainda mais no Brasil"



"O crime compensará ainda mais no Brasil"

São Paulo, 23 de outubro de 2019 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros após acumular alta de 22,2% no ano e atingir o maior patamar da história, prejudicada pelo recuo das commodities, acompanhado as perdas das principais bolsas mundiais e influenciada negativamente pela provável decisão do STF de acabar com a prisão em segunda instância e (2) o DÓLAR pode subir, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e a provável piora do “humor” na bolsa tupiniquim.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,3%, para fechar o pregão em um novo recorde histórico de alta (aos 107.381pts), beneficiada pela valorização das commodities e principalmente pela aprovação definitiva da reforma da Previdência, que é considerada como uma espécie de “sinal verde” para o retorno do investidor estrangeiro e (2) o DÓLAR caiu -1,3% à R$ 4,08, para fechar o a sessão no menor patamar desde 4/OUT/19 e apresentando o melhor desempenho diário entre as moedas emergentes, influenciado pelos mesmos motivos que impulsionaram a bolsa tupiniquim e também pelo fluxo positivo de recursos externos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão não houve negócios devido a um feriado nacional e China 0,5%, acompanhando o fechamento positivo das bolsas de NY no dia anterior e beneficiadas por um sentimento de otimismo em relação às negociações comerciais entre Pequim e Whashigton, (2) da EUROPA, sem uma direção única, Inglaterra 0,7%, França 0,2% e Alemanha 0,1%, sustentadas pela valorização das commodities e com os investidores mostrando um “otimismo cauteloso” antes de 2 votações no Parlamento do Reino Unido que definirão os próximos passos do governo de Boris Johnson no Brexit e (3) dos EUA, realizando lucros recentes, S&P -0,4%, DJ -0,2% e NASDAQ -0,7%, prejudicadas pela divulgação de resultados corporativos piores do que o esperado, como o do McDonald's (-5,0%).

Podendo adotar, em caso extremo, o mesmo caminho do Reino Unido, o Brasil, coberto de razão e defendendo seus interesses, cogita deixar o Mercosul caso a Argentina não concorde com a redução de alíquotas de importação a serem praticadas pelo bloco dentro de 4 anos.

Como “o extermínio do vilão da temporada de uma série de TV”, a aprovação da reforma da Previdência, segundo o analista Rafael Bevilacqua, destravará a economia tupiniquim e trará o investidor estrangeiro de volta.

Deixando cada dia mais claro que a economia tupiniquim saiu definitivamente do fundo do poço, em SET/19 (1) a arrecadação federal de impostos ficou em R$ 113,9bi, o que representa o maior patamar para o mês desde SET/15 e eleva o valor acumulado no ano para R$ 1,129tri, patamar 2,15% maior que o auferido no mesmo período de 2018 e (2) o consumo de energia subiu 2,1% ante o mesmo mês de 2018.

Dando, juntamente com a aprovação da reforma da Previdência, motivos mais do que suficientes para o Copom seguir cortando a taxa básica de juros na sua próxima reunião, marcada para os dias 29 e 30/OUT/19, o IPCA 15 de OUT/19 registrou inflação de apenas 0,09%, o que representa o menor patamar para o mês desde OUT/98, e agora acumula uma alta de 2,72% nos últimos 12 meses.

Devido à forte demanda de proteínas na China, que se vê às voltas com uma grave crise sanitária na suinocultura, nos 9 primeiros meses deste ano as exportações brasileiras de carne suína renderam 31% mais por tonelada do que em igual período de 2018.

Os hambúrgueres vegetarianos da moda, que imitam a carne animal, chegaram há apenas quatro meses e já somam 30% das vendas da categoria nas lojas paulistanas do Pão de Açúcar.

Política:

Com o Congresso Nacional tomando “um pouco de vergonha na cara” e finalmente fazendo algo bom para o país, ontem, por uma ampla maioria de 60 votos a favor e 19 contra, foi aprovada a reforma da Previdência do governo Bolsonaro, que trará uma economia de cerca de R$ 800bi aos cofres públicos nos próximos 10 anos.

Ciente de que a mais elevada corte do país completará hoje a manobra canalha para soltar Lula, acabando com a prisão em segunda instância, Bolsonaro, cada dia mais amigo dos nefastos Dias Toffoli, Alexandre Morais e Gilmar Mendes, disse ter conversado com o general Fernando Azevedo e Silva sobre a necessidade de preparar o Exército para o caso de uma convulsão social.

Poste, lacaio e comparsa do maior bandido da história do Brasil, Haddad, em entrevista para os canetinhas de aluguel do PT, afirmou que o Brasil só terá paz quando Lula voltar a ser presidente do país.

Após ser, com o papai como principal cabo eleitoral, confirmado como novo líder do PSL na Câmara, o deputado Eduardo Bolsonaro anunciou ontem que desistiu de ser o embaixador tupiniquim nos EUA.

Nestor Fortes, que deve ser indicado pelo presidente Bolsonaro para ser o novo embaixador do Brasil nos EUA, foi chefe de gabinete e é amigo pessoal de Gilmar Mendes, nefasto ministro do STF que é especializado em soltar bandidos.

Dando utilidade para algo até hoje inútil, ontem a Câmara aprovou o acordo que dá aos EUA o direito de lançar foguetes na base tupiniquim de Alcântara, no Maranhão.

Como se fossem juízes de direito, a Assembleia Legislativa do RJ, covil de bandidos e canalhas, decidiu soltar 5 deputados estaduais presos desde o ano passado acusados de participarem do esquema de corrupção durante o governo de Sérgio Cabral.

Obviamente “de olho” nas centenas de milhares de reais do maldito e criminoso fundo eleitoral, a ala bolsonarista do PSL, após conseguir a liderança do partido na Câmara, agora vai voltar sua artilharia para tentar tomar o controle da legenda, tirando Luciano Bivar da presidência nacional da sigla.

Embalado pela agenda reformista, o governo Bolsonaro planeja apresentar ao Congresso na próxima semana um pacote de medidas para elevar o controle das contas públicas, desvincular o Orçamento e ampliar os repasses a estados e municípios.

Crítica:

Massa de manobra ainda nas mãos da organização criminosa petista, o sindicado dos petroleiros “avisou” para a Petrobras que iniciará uma greve a partir do próximo sábado pois rejeitaram proposta de acordo coletivo mediado pelo Tribunal Superior do Trabalho.

Caso os nefastos ministros do STF confirmem as previsões e acabem hoje com a prisão em segunda instância, soltando Lula e milhares de bandidos, “o crime compensará ainda mais no Brasil”, principalmente para quem tem muito dinheiro para pagar advogados influentes.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário