R.B. 9/SET/19 "Quem apostar no Brasil ganhará muito dinheiro"



"Quem apostar no Brasil ganhará muito dinheiro"

São Paulo, 9 de setembro de 2019 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, para fechar em território positivo pelo quarto pregão consecutivo, beneficiada pela valorização das commodities, pelas expectativas de avanço da reforma da Previdência no Senado e pelo gradativo aumento das “apostas” de recuperação da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR pode cair, tentando colocar os R$ 4,10 como nova “resistência”, influenciado pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e investimentos.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,7%, impulsionada pela forte valorização de ações de bancos, como Itaú (3,3%) e Bradesco (4,2%), e seguindo o movimento ascendente das bolsas de NY e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 4,08, para fechar a semana no menor patamar dos últimos 15 dias, diante da manutenção do “humor positivo” na bolsa tupiniquim e da perspectiva de mais cortes de juros nos EUA.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,5% e China 0,5%, ainda repercutindo positivamente a notícia de que Pequim e Washington retomarão discussões comerciais no próximo mês, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,1%, França 0,2% e Alemanha 0,5%, com investidores satisfeitos com o PIB da zona do euro e a produção industrial da Alemanha e (3) dos EUA, S&P 0,1%, DJ 0,3% e NASDAQ 0,1%, já que a criação de empregos abaixo do esperado em AGO/19 elevou as “apostas” de corte de -0,5% dos juros do país na próxima reunião do FED (“Copom” local).

Ciente de que, principalmente por conta das eleições presidenciais do próximo ano, Trump fará tudo que puder para incentivar a economia norte-americana, o Rabobank já “aposta” em juro perto de zero nos EUA até o final de 2020.

Aumentando as “apostas” de que a taxa básica de juros da economia brasileira, atualmente em 6,0%, fechará o ano em 5,0%, a inflação registrada pelo IPCA de AGO/19 ficou em 0,11%, acumulando com isto uma alta de apenas 3,43% nos últimos 12 meses, patamar bem abaixo do centro da meta do BC (4,25%).

Apesar da imprensa insistir que existe uma crise entre ele e o presidente, Sergio Moro, brilhante ministro da Justiça, reafirmou seu compromisso com o combate à corrupção e o crime organizado e, defendendo enfaticamente o governo Bolsonaro, ressaltou que “quem apostar no Brasil ganhará muito dinheiro".

Bastante otimista com o futuro do país, Paulo Guedes, ministro da Economia, afirmou que (1) o governo continua tendo "surpresas favoráveis" na arrecadação de impostos, que em AGO/19 deve superar as expectativas em R$ 5,0bi, (2) o respeito ao teto de gastos é fundamental para equilibrar as contas públicas, (3) não planeja "medidas de curto prazo" para reanimar a economia e (4) quer privatizar todas as empresas estatais.

Em todo ano passado a bolsa tupiniquim teve apenas 3 IPOs, porem neste ano de 2019, com a taxa básica de juros em queda e as perspectivas econômicas melhorando, já ocorreram 19 operações de abertura de capital e outras 11 operações deste tipo são esperadas até 31/DEZ/19.

Se expandido como alternativa ao crédito bancário, já que com a queda dos juros as empresas se financiam a taxas mais baixas no mercado de capitais, nos 8 primeiros meses do ano foram realizadas 197 emissões de debentures no Brasil que captaram R$ 117,4bi.

Como a bolsa tupiniquim finalmente mudou seus critérios, passando a colocar na conta também a participação dos gringos nas ofertas públicas (IPO), o saldo no ano dos investimentos estrangeiros na Bovespa (B3) agora está positivo em R$ 1,7bi.

Política:

Dando uma ótima notícia para o país, Davi Alcolumbre, presidente do Senado, decidiu que, apesar dos protestos da oposição, colocará a reforma da Previdência em votação de primeiro turno já na quarta-feira desta semana.

Com a “moral” de quem nomeou Gilmar Mendes para o STF e colocou o nefasto Renan Calheiros no ministério da justiça durante seu governo, o ex-presidente FHC afirmou que foi um erro Sergio Moro aceitar ser ministro e que se estivesse na situação dele se demitiria.

Mostrando “como o mundo dá voltas”, o outrora amigo (Toffoli) do amigo (Lula) do meu pai (Emílio Odebrecht), agora é amigo do presidente Bolsonaro, que por sua vez faz acordo até com o Capeta para salvar seu filho Flavio Bolsonaro das investigações policiais.

Coberto de razão, Fernando Gabeira afirmou que quando os eleitores se derem conta de que sua luta contra a corrupção era apenas da boca para fora, o prestígio de Bolsonaro vai desabar mais ainda.

Segundo informações reveladas hoje pelo jornal Valor, a tesão entre Bolsonaro e Sergio Moro e o afastamento do superintendente da PF do Rio de Janeiro, Ricardo Saadi, ocorreram por conta da abertura de um inquérito da PF, aberto 2 meses atrás, sobre os milicianos, que achacavam doleiros investigados por lavagem de dinheiro.

Criticando a Lei Lula Livre, o Globo alertou, em seu editorial de hoje, que agora ”o chefe de um partido político que, eventualmente, tenha sido condenado e preso por corrupção em contratos com empresas estatais ou governos federal, estaduais e municipais, poderá ter a sua defesa judicial totalmente financiada pelo erário fraudado”.

“Peitando uma ordem de Lula”, que da cadeia quer mandar na sua organização criminosa, a oposição a Gleisi Hoffmann dentro do PT vai tentar convencer o partido de que é preciso de um nome alternativo para comandar a legenda.

Acusado de participação em um esquema de fraudes nos Correios iniciado em 2016, o ex-deputado federal Índio da Costa, que foi candidato à vice-presidente na chapa de Serra em 2010, foi preso na sexta-feira.

Crítica:

Provavelmente 99,99% dos homofóbico são gays enrustidos, que vão morrer dentro do armário solitários e tristes, como Crivella, o prefeito babaca do RJ que decidiu censurar um gibi somente porque ele tinha 2 personagens se beijando.

Economizando dinheiro público e reduzindo ainda mais a mortadela estatal para a nefasta imprensa socialista tupiniquim, a partir de hoje os atos do governo não precisam mais ser publicados em jornais impressos.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário