R.B. 3/SET/19 "Bolsonaro não tem adversários à altura"



"Bolsonaro não tem adversários à altura"

São Paulo, 3 de setembro de 2019 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, tentando respeitar o agora "suporte" dos 100.000pts, diante do recuo das principais bolsas mundiais e da desvalorização das commodities, porém deve-se ressaltar que o patamar é atraente para compras de quem "aposta" no corte da taxa básica de juros e na recuperação da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR pode subir, tentando romper a "resistência" dos R$ 4,20, influenciado pela esperada manutenção do "humor negativo" na bolsa tupiniquim e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,5%, devolvendo os ganhos da abertura, com baixo volume de negócios por conta do feriado em NY e prejudicada pelo aumento das dificuldades nas negociações comerciais entre China e EUA e (2) o DÓLAR subiu 1,0% à R$ 4,18, acompanhando a piora do "humor" na bolsa tupiniquim e o fortalecimento internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,4%, com baixo volume de negócios e com as exportadoras prejudicadas pela valorização da moeda local (iene) frente ao dólar e China 1,3%, beneficiada pela divulgação de dados positivos sobre o setor de manufatura e impulsionadas após Pequim voltar a sinalizar com mais estímulos econômicos, (2) da EUROPA, Inglaterra 1,0%, França 0,2% e Alemanha 0,1%, com os temores de recessão global um pouco amenizados, sobretudo diante da divulgação de dados positivos da economia chinesa e (3) dos EUA, S&P, DJ e NASDAQ estiveram fechadas por conta do feriado do dia do trabalho.

Lutando, de forma legitima, por seus direitos, a China entrou com um processo contra os EUA junto à OMC por causa da decisão dos norte-americanos, anunciada no domingo (1/SET/19), de impor tarifas de importação de 15% sobre uma variedade de produtos chineses, incluindo calçados, relógios inteligentes e TVs de tela plana.

Um pouco mais otimista que na semana passada, o "mercado" (1) elevou, agora de 0,80% para 0,87%, suas "apostas" par ao crescimento da economia brasileira neste ano, (2) reduziu pela quarta vez consecutiva, agora de 3,65% para 3,59%, suas projeções para a inflação medida pelo IPCA em 2019, patamar cada vez mais abaixo do centro da meta do BC (4,25%) e (3) manteve em 5,0% suas expectativas para a taxa básica de juros no fim do ano, confirmando as apostas do mercado de que o BC continuará com o ciclo de redução dos juros nas próximas reuniões do Copom.

Com o projeto sendo disputado por 4 grupos estrangeiros, o que mostra confiança e apetite na economia tupiniquim, o governo brasileiro se prepara para anunciar no final do ano um plano ousado de ampliação do parque nuclear do país em parceria com a iniciativa privada como forma de viabilizar a conclusão de Angra 3 e de construir mais 8 usinas nucleares que irão garantir a oferta firme de energia a partir do Sudeste e do Nordeste.

Animando até Trump, que disse que medida é resultado de negociações por um acordo comercial, o governo brasileiro elevou de 600 milhões para 750 milhões de litros a cota para importações anuais de etanol sem tarifa, medida que vigorará por 12 meses.

Beneficiada pela desvalorização do real e pela conquista de novos mercados para os produtos brasileiros, em AGO/19 a balança comercial tupiniquim registrou um saldo positivo de US$ 3,3bi, o que representa o melhor resultado para o mês desde AGO/17.

Símbolo maior da corrupção e da falta de caráter tupiniquim, no RJ, onde bilhões foram rapinados dos cofres públicos com a Olimpíada e com a Copa do mundo de Futebol, atualmente mais de 30% dos escritórios de alto padrão estão vazios.

Política:

Indicando que, apesar da queda da popularidade, com 38% de ruim ou péssimo, atualmente "Bolsonaro não tem adversários à altura", João Dória, governador tucano de SP, é rejeitado por 58,3% dos eleitores, Rodrigo Maia, nefasto presidente da Câmara, é rejeitado por 66,0%, Lula, que está preso, é rejeitado por 57,8% e Haddad, que é o poste do bandido preso, é rejeitado por 58,4%.

Com a aprovação de 51,7% da população, patamar superior ao auferido em JUN/19 (50,4%), Sergio Moro, mesmo sofrendo ataques diários da organização criminosa petista e de seus canetinhas de aluguel, segue sendo a figura política mais popular do Brasil.

Mostrando que, apesar dos ataques covardes da oposição e da imprensa socialista tupiniquim, Sergio Moro segue tendo bastante moral no governo Bolsonaro, a propaganda estatal do projeto anticrime do referido ministro da Justiça entrará entrar no ar no dia 17/SET/19.

Sem medo das ameaças de expulsão do partido, Fernando Alfredo, que é presidente do PSDB paulistano, afirmou que mantém a fala de que o nefasto deputado Aécio Neves distribuiu dinheiro para correligionários em troca da sua absolvição no conselho de ética tucano.

Tentando fazer justiça, mesmo com a probabilidade alta do STF soltar, o Ministério Público do RJ prendeu na manhã de hoje os nefastos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Matheus, acusados de participarem de um esquema de superfaturamento em contratos celebrados entre a Prefeitura de Campos de Goytacazes e a construtora Odebrecht para a construção de casas populares.

Revelando casos de corrupção que espantariam até o Capeta, mas que são ignorados pela maioria da imprensa socialista tupiniquim, Palocci afirmou, em delação premiada, que José Seripieri Filho, fundador da Qualicorp, pagou advogado de Rosemary Noronha, a ex-amante de Lula, fez repasses de propina às campanhas do PT e deu dinheiro para o instituto Lula e para a empresa do filho de Lula em troca do monopólio do mercado de corretagem de planos de saúde.

Legislando em causa própria, os nefastos parlamentares tupiniquins se preparam para (1) votar o aumento do fundo eleitoral em 2020 para R$ 3,7bi e (2) transformar em lei a manobra do STF que mandou para a Justiça Eleitoral os processos por corrupção durante as campanhas.

Começando a puxar mais um fio da meada da organização criminosa petista, o antigo Coaf produziu um relatório sobre transações atípicas na conta do deputado federal David Miranda, do PSOL do RJ, que é casado com picareta Glenn Greenwald, por sua vez também mencionado no documento.

Crítica:

Com a lei da prescrição ajudando mais um bandido, Edson Fachin, ministro do STF, arquivou uma acusação contra o senador Fernando Collor por suspeita de beneficiar, em 2010, uma usina do amigo João Lyra, com R$ 240mi da BR Distribuidora.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário