R.B. 2/SET/19 "Acha que pode tudo"



"Acha que pode tudo"

São Paulo, 2 de setembro de 2019 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, para recuperar as perdas acumuladas em AGO/19 (-0,7%), beneficiada pelo aumento das “apostas” de redução da taxa básica de juros e de retomada da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR pode subir, na contramão da esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim, influenciado pela decisão do governo argentino de restringir a compra da moeda norte-americana.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,6% (aos 101.135pts), para fechar em território positivo pela 4ª vez consecutiva, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e a melhora do “humor” com a economia tupiniquim e (2) o DÓLAR caiu -0,7% à R$ 4,14, reduzindo uma parte da forte alta acumulada no mês (8,5%), influenciado pelos leilões de venda do BC e pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e investimentos.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,2% e China 0,2%, aliviadas após o governo chinês indicar que está mais interessado em negociar com os norte-americanos do que prolongar a guerra comercial entre as 2 maiores economias do mundo, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,3%, França 0,6% e Alemanha 0,8%, sustentadas pela redução das tensões comerciais sino-americanas e animadas pela divulgação de que em JUL/19 o índice de desemprego da zona do euro se manteve em 7,5%, o que representa o menor nível desde 2008 e (3) dos EUA, devolvendo quase todos os ganhos da abertura, S&P 0,1%, DJ 0,2% e NASDAQ -0,1%, com o bom desempenho dos bancos compensando o recuo das exportadoras.

Jogando o liberalismo na lata do lixo, o governo Macri, da Argentina, anunciou que (1) as pessoas físicas serão limitadas a comprar ou transferir para contas no exterior até US$ 10 mil por mês, (2) os exportadores terão de retornar ao país as divisas que resultem de vendas no exterior em até 5 dias após receber ou em até 6 meses após o embarque e (3) o acesso a dólares, metais e transferências ao exterior só podem ser feitos com autorização prévia do BC local.

Ressaltando que a reforma da Previdência é 100% necessária, mas não vai detonar um processo forte de retomada, Tony Volpon, economista do banco suíço UBS, afirmou que o Brasil precisa parar de culpar as incertezas e focar em investimentos em infraestrutura para voltar a crescer.

Apesar de se dizer "otimista" com o real, por conta do avanço das reformas e dos sinais de recuperação da economia tupiniquim, o Bank of America Merrill Lynch afirmou que vê a moeda brasileira acima de R$ 4,00 até o final do ano, em R$ 3,90 no começo de 2020 e em R$ 3,80 no segundo trimestre do ano que vem.

Dando mais um sinal positivo da economia tupiniquim, a taxa de desemprego no Brasil recuou de 12,5% no trimestre entre FEV/19 e ABR/19 para 11,8% no trimestre entre MAI/19 e JUL/19, devido à criação de vagas no mercado informal, que bateu novo recorde.

Registrando a primeira alta significativa após 5 trimestres de muita fraqueza, dos quais 4 tinham registrado contração, a produção brasileira dos segmentos de transformação de matérias-primas, extração de minerais, construção e eletricidade se expandiu 0,7% entre ABR/19 e JUN/19, em relação ao primeiro trimestre deste ano.

“Apostando” na recuperação da economia tupiniquim, Hernan Kazah, que foi um dos criadores do Mercado Livre e é dono da gestora de fundos para startups Kaszek Ventures, acaba de encerrar uma captação de US$ 600 milhões para investir em novos negócios no Brasil.

Política:

Após extinguir o Coaf, interferir na PF, assinar um pacto com o STF, dar uma embaixada para o filho e humilhar publicamente Sergio Moro, o presidente Bolsonaro, que “acha que pode tudo”, viu sua reprovação subir de 33% em JUL/19 para 38% na pesquisa divulgada hoje.

Se aproximando da escória tupiniquim, neste final de semana Bolsonaro decidiu ir ao Templo de Salomão, da nefasta Igreja Universal, para ser abençoado, de joelhos, pelo diabólico bispo Edir Macedo na frente de uma multidão de quase 10 mil fiéis.

Defendendo uma barbaridade que condenou durante a campanha, Bolsonaro rebateu as críticas em relação ao nefasto aumento, de mais de R$ 800 milhões, previsto para o chamado “fundão eleitoral” do ano que vem.

Com o foco em Macron, o babaca do presidente da França que quer internacionalizar a Amazônia, Bolsonaro, no discurso que fará na Assembleia Geral da ONU, dia 24/SET/19, falará sobre a importância do respeito à soberania dos países.

Queridinhos dos artistas, que por sua vez estão com abstinência de mortadela estatal, PT, PSOL e PSB pediram a Luiz Fux prioridade no julgamento de uma ação que busca autorizar de novo a realização de showmícios, proibidos pela reforma eleitoral de 2006.

Se aproximando da organização criminosa petista e de suas linhas auxiliares, a Polícia Federal já tem indícios de que o hacker Walter Delgatti Neto, o Vermelho, vendeu as mensagens roubadas de procuradores da Lava Jato.

Em defesa de Aécio, seu líder e bandido de estimação que recentemente comprou e chantageou correligionários para se livrar da expulsão, os diretórios do PSDB de Belo Horizonte e de Minas Gerais vão apresentar hoje à direção nacional do partido pedidos de afastamento dos presidentes da sigla na capital e no estado de SP.

Crítica:

Na sexta-feira passada, “estranhamente sem nenhuma presa” de fazer o assunto andar, a CVM terminou a consulta pública sobre os agentes autônomos, que atualmente, estimulando a formação de monopólios e prejudicando os clientes e o mercado financeiro tupiniquim, são obrigados a terem exclusividade na distribuição de renda variável.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário