R.B. 12/SET/19 "Não se deram conta ainda da nova realidade dos juros do país"



"Não se deram conta ainda da nova realidade dos juros do país"

São Paulo, 12 de setembro de 2019 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, com "boas chances" de atingir o maior patamar da história (106.650pts) até o final deste mês, acompanhando a redução dos temores externos e beneficiada pela provável redução da taxa básica de juros na reunião do Copom da semana que vem e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, influenciado pelos leilões de venda do BC e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,4%, ampliando os ganhos acumulados no mês (2,3%) e acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais, em um pregão com bom volume de negócios (R$ 16,3bi) e com destaques de alta para companhias que podem ser beneficiadas pela retomada da economia, como varejo e construção civil e (2) o DÓLAR caiu -0,8% à R$ 4,06, para fechar o dia no menor patamar desde 21/AGO/19, seguindo a melhora do "humor" na bolsa tupiniquim e influenciado pelo aumento do volume de leilões de vendas do BC da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,0%, com destaques de alta para as ações do setor de tecnologia, animadas pelo lançamento de novos iPhones e China -0,4%, realizando lucros, após Pequim anunciar que vai eliminar cotas dos programas de investimentos conhecidos como QFII e RQFII, voltados para investidores institucionais estrangeiros qualificados, (2) da EUROPA, Inglaterra 1,0%, França 0,4% e Alemanha 0,7%, à espera de anúncios de estímulos por parte do BC Europeu e com destaques de alta para as exportadoras, diante do enfraquecimento do euro frente ao dólar e (3) dos EUA, fechando nas máximas do dia, S&P 0,7%, DJ 0,8% e NASDAQ 1,1%, com destaques de alta para as ações dos bancos e das empresas de tecnologia.

Dando novos sinais positivos da economia tupiniquim, em JUL/19 as vendas no varejo do país avançaram 1% em relação ao mês anterior, registrando o melhor desempenho para o mês desde AGO/13.

Animado com os sinais de retomada, mesmo que ainda lenta, da economia, e principalmente com o aumento da arrecadação, o governo Bolsonaro anunciou que permitirá um desbloqueio próximo de R$ 15 bilhões das despesas do Orçamento, recursos que devem dar alívio aos ministérios, que por sua vez enfrentam um "apagão" administrativo pela falta de dinheiro.

Coberto de razão, o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais acatou recurso da Procuradoria Geral da Fazenda em caso bilionário em que a B3, que é como quer ser chamada a monopolista bolsa tupiniquim, é acusada de ter amortizado irregularmente o ágio gerado pela incorporação da Bovespa Holding, em 2008, e que pode gerar uma multa de R$ 2,7bi.

Ressaltando que muitos de seus clientes "não se deram conta ainda da nova realidade dos juros do país", ou acreditam que ela é passageira, Luiz Severiano, chefe global da área Private do Itaú, afirmou que o cenário atual, que deve se manter por tempo indeterminado, é de retornos menores e de riscos maiores.

Ao fechar, com bom volume de negócios (R$ 16,3bi), o pregão de ontem em 103.445pts, patamar -3,1% abaixo do recorde histórico de 106.650pts atingido em 10/JUL/19, o índice Bovespa, mesmo ainda sem contar com a força do capital estrangeiro, retoma sua tendência de alta, que pode ser intensificada na semana que vem, quando o Copom deve cortar os juros da economia tupiniquim, que por sua vez já se encontra no menor patamar da história.

-    A Boeing subiu 3,6% na bolsa de NY, após o executivo-chefe da companhia, Dennis Muilenburg, dizer que há "progresso sólido" no processo de aprovação dos modelos 737 MAX.
-    A Apple subiu 3,2% na bolsa de NY, após o Credit Suisse dizer que as atualizações no iPhone 11 foram "incrementais" e "em geral como esperado", mas o "impulso para preços mais baixos foi uma surpresa".

Política:

Deveras animado, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, afirmou que a demissão de Marcos Cintra, ex-secretário da Receita Federal, não atrapalhará o andamento da reforma tributária que está sendo discutida na Câmara dos Deputados.

Reagindo ao anúncio de que o desembargador Gebran Neto concluiu a análise do recurso sobre a condenação de Lula no caso do recebimento de propina da OAS e da Odebrecht por obras no sítio de Atibaia, o que aproxima o referido meliante de ser condenado pela segunda vez em segunda instancia, os nefastos juízes do STF querem colocar logo em pauta as ações que, com o objetivo claro de acabar com a Lava Jato, questionam a constitucionalidade das prisões após condenação em segunda instância e anularam a sentença imposta por Sergio Moro a Aldemir Bendine.

Enquanto seu marido, que é dono do site hacker site The Intercept Brasil, usa dados roubados por hackers para acusar autoridades de condenarem Lula injustamente, o deputado federal David Miranda, do PSOL, é investigado pelo Ministério Público do RJ por realizar movimentações atípicas, no valor de R$ 2,5mi, em sua conta bancária no período de 2/ABR/18 até 28/MAR/19.

Com potencial para destravar R$ 34bi em investimentos, ontem o plenário do Senado aprovou o projeto de lei que modifica o marco das telecomunicações vigente desde 1997, que agora seguirá para sanção presidencial.

Cantando a música conforme o ouvinte, o que no caso específico é um sinal de falta de caráter, Augusto Aras, indicado por Bolsonaro para ser o novo PGR afirmou, em reunião com senadores da organização criminosa petista, que é contra a conduta "punitivista" do Ministério Público, ressaltando inclusive que a Lava Jato extrapolou os limites da lei e cometeu excessos.

Atualmente sem partido, o senador José Antônio Reguffe, do DF, anunciou que vai se filiar ao Podemos, partido comandado por Alvaro Dias, que agora passa a contar com 10 senadores em seu quadro e assim se torna a segunda bancada do Senado, atrás apenas do MDB com 12.

Enquanto, temendo a inevitável e imprescindível privatização, os funcionários dos Correios fazem greve, avança na Câmara dos Deputados, que cada dia tem menos medo de ser liberal, um projeto contra o nefasto, improdutivo e inútil monopólio da referida estatal na entrega de cartas.

Agindo corretamente para evitar abusos, como quando o STF compra toneladas de lagosta e caviar, o Plenário da Câmara dos Deputados incluiu, na nova Lei de Licitações, uma emenda para impedir a compra de artigos de luxo pela administração pública.

Crítica:

Queridinha da esquerda tupiniquim, Marcia Tiburi, que é escritora e se considera filósofa, decidiu ir morar em Paris, paraíso dos socialistas de iPhone, alegando que recebeu ameaças de morte e que vai dar aluas sobre "capitalização do ridículo na política mundial".

Também na França, que é um dos poucos lugares do mundo onde é levada à sério, a ex-presidenta Dilma, se esforçando ao máximo para queimar o filme do Brasil, fará uma bateria de palestras sobre o que chama de "crise da democracia na América Latina".

Sem nenhuma explicação lógica, a ONU, que é "um covil de socialistas que cada dia tem menos credibilidade", aceitou a candidatura de Venezuela para disputar uma cadeira no seu Conselho de Direitos Humanos.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário