R.B. 19/JUL/19 "Maior erro de seus 200 dias de governo"



"Maior erro de seus 200 dias de governo"

São Paulo, 19 de julho de 2019 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, acompanhando o movimento de recuperação das principais bolsas mundiais, ainda beneficiada pela valorização das commodities e impulsionada pelo aumento das “apostas” de corte dos juros nos EUA e no Brasil e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, com “boas chances” de testar o “suporte” dos R$ 3,70, mesmo após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 19/FEV/19.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,8%, acompanhando a recuperação das commodities e desta vez também beneficiada pela liberação de 35% dos recursos das contas ativas do FGTS, o que vai estimular a economia tupiniquim e beneficiar principalmente as ações do setor de consumo e (2) o DÓLAR caiu -0,8% à R$ 3,72, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante do aumento das “apostas” de corte dos juros nos EUA, e influenciado pela melhora do “humor” na bolsa brasileira.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -2,0%, influenciada negativamente pelo anúncio de que em JUN/19 as exportações do país recuaram pelo sétimo mês seguido e China -1,0%, prejudicada pelo impasse nas negociações comerciais entre Pequim e Washington em meio a questões envolvendo a gigante de telecomunicações chinesa Huawei Technologies, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,6%, França -0,4% e Alemanha -0,9%, temendo a possibilidade de os EUA imporem tarifas sobre importações de automóveis da União Europeia, o que pode agravar ainda mais as condições da indústria no bloco e (3) dos EUA, recuperando as perdas da abertura, S&P 0,4%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,3%, “animadas” com declarações de dirigentes do FED (“BC” local) indicando a necessidade de "ação rápida" quando há sinais de "aflição" e "condições econômicas adversas" e que um corte dos juros em JUL/19 seria "uma boa oportunidade" de elevar a inflação à meta de 2%.

Inicialmente prevista em R$ 1,236 tri, a economia com a reforma da Previdência, segundo as contas mais atuais do governo Bolsonaro, será em R$ 933,5bi nos próximos 10 anos, isto se os “nobres” senadores não desidratarem ainda mais a proposta.

Pressionado por empresários da construção civil, que ainda acham que o dinheiro do FGTS é 100% deles, o presidente Bolsonaro decidiu governo adiar para a semana que vem o anúncio da liberação dos saques do FGTS, inicialmente previsto para ontem.

Sendo rapidamente “despetizado”, o BNDES, após enterrar a nefasta política de “campeões nacionais”, já devolveu R$ 43,76bi ao Tesouro em 2019 e, segundo Gustavo Montezano, novo presidente do banco, serão devolvidos mais R$ 86bi até DEZ/19.

Prosperando livremente em um país onde a população, sem educação financeira, acha que é possível ganhar dinheiro sem trabalhar, as pirâmides financeiras são alvo de 7 projetos tramitam na Câmara para criminalizar a prática na qual novos investidores financiam lucratividades elevadas dos mais antigos até que o negócio estoura deixando um número grande de vítimas.

Ajudando no aumento da competitividade do país e também auxiliando na redução da inflação, as distribuidoras poderão vender gás de cozinha diretamente ao consumidor, já que a Agência reguladora do setor revogou artigos que proibiam os distribuidores de GLP de participar diretamente da atividade de revenda.

Apresentando mais um sinal positivo da economia brasileira, em JUN/19 o Índice de Confiança do Empresário Industrial teve alta de 0,5pts na comparação com o mês anterior, atingindo a marca de 57,4pts, no seu segundo mês consecutivo de elevação, já que as expectativas em relação ao desempenho da economia e das empresas nos próximos 6 meses melhoraram.

Dando uma ótima notícia para a empresa e para o Brasil, a BRF espera para breve até 4 novas habilitações de fábricas da companhia para venda de produtos de carne de frango e suína para a China, o que deve ajudar a maior exportadora de carne de frango do mundo a interromper em 2019 a série de três anos de prejuízos.

Com o Brasil todo recebendo menos turistas que a torre Eiffel, a Embratur, tentando promover o turismo o país, foi bastante infeliz ao lançar o slogan “Brazil. Visit and love us”, que mantem a conotação de que o país é o paraíso do turismo sexual.

Ainda bem distante da realidade tupiniquim, Boris Jordan, ex-banqueiro do Credit Suisse que ficou bastante conhecido por seu papel na privatização de estatais na Rússia após a queda do comunismo, agora está ficando ainda mais rico com o negócio de cannabis nos EUA, já que sua participação de 31% na Curaleaf Holdings, a maior empresa americana de maconha em valor de mercado, está avaliada em mais de US$ 1bi.

Política:

Insistindo, de forma crassa e vergonhosa, no “maior erro de seus 200 dias de governo”, ontem Bolsonaro voltou a dizer vai indicar seu filho para ser embaixador do Brasil nos EUA, ressaltando inclusive que não se incomoda com as críticas de quem votou nele para presidente do Brasil.

Fazendo aquilo que seus eleitores esperam, ontem Bolsonaro assinou um decreto que amplia as restrições para nomeações de cargos em comissão e funções de confiança na administração federal, impedindo de ocupar cargos comissionados pessoas que se enquadram na Lei da Ficha Limpa.

Bastante preocupados com as contas dos seus Estados e também céticos sobre a vontade política dos deputados federais de tratarem do tema no Congresso Nacional, os governadores já preparam medidas locais caso não prospere a apresentação de uma Proposta de Emenda Constitucional paralela no Senado como saída para reincluir estados e municípios na reforma da Previdência.
Bolsonaro.

Ao se aproximar de Bolsonaro, Davi Alcolumbre, presidente do Senado, quer a moeda que de fato pode transformar a maioria independente do Senado em governista, que é o acesso aos recursos federais para as bases eleitorais com vistas às eleições municipais do próximo ano.

Marco Aurélio Melo, decano e nefasto ministro do STF que, para o bem do Brasil, vai se aposentar compulsoriamente em 2021, afirmou ontem que não quer que o ex-juiz Sergio Moro, brilhante ministro da justiça, ocupe seu lugar na suprema corte tupiniquim.

Obrigado mais uma vez a responder aos ataques baixos da folha de SP, que é a canetinha de aluguel da organização criminosa petista, Sergio Moro, brilhante ministro da Justiça, afirmou que juízes têm o dever de recusar ou exigir mudanças em acordos de colaboração premiada que ofereçam benefícios excessivos a criminosos interessados em cooperar com a Justiça.

Finalmente começando a atingir os banqueiros, Palocci afirmou, sem sua delação premiada, que alguns dos maiores bancos do Brasil, como Santander, BTG, Bradesco, Safra e Itaú, pagaram R$ 50mi ao PT em troca de favores durante os governos Lula e Dilma.

Crítica:

Além de ajudar bandidos de todas as espécies a fugir da polícia, a nefasta decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, que suspendeu investigações com dados bancários e fiscais compartilhados sem autorização judicial, pode levar o Brasil a sofrer sanções internacionais, já que contraria recomendações de órgãos internacionais como o Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e Financiamento do Terrorismo.

Prometendo reduzir o sofrimento da população com as malditas ligações de telemarketing, o portal naomeperturbe.com.br, que tem apenas 2 dias de existência, já registrou 1,125 milhão de cadastros de consumidores que não querem mais serem importunados.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário