R.B. 17/JUL/19 "Blindando bandidos"



"Blindando bandidos"

São Paulo, 17 de julho de 2019 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após 4 pregões seguidos de queda, nos quais recuou -1,9%, influenciada positivamente pela valorização das commodities e pelas expectativas de divulgação de medidas de estímulo econômico pelo governo Bolsonaro e (2) o DÓLAR pode cair, após subir por 2 dias consecutivos, acompanhando a esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e o fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,1%, devolvendo os ganhos da abertura, acompanhando as perdas das bolsas de NY, prejudicada pelo recuo das commodities e ainda realizando lucros, diante da escassez de notícias de peso e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 3,77, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante da leve redução das “apostas” de corte dos juros nos EUA.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,7% e China -0,2%, após o governo chinês informar o menor crescimento trimestral do país em 27 anos, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,6%, França 0,6% e Alemanha 0,4%, com os investidores comemorando a nomeação de Christine Lagarde para a presidência do BC Europeu, animamos pelo o superávit comercial acima do esperado registrado na zona do euro e entusiasmados pela divulgação de bons resultados corporativos e (3) dos EUA, devolvendo os ganhos da abertura, S&P -0,3%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,4%, em um movimento de realização de lucros, causado principalmente por críticas feitas à China pela Casa Branca em comunicado à OMC.

Otimista, o Bank of America divulgou uma pesquisa que mostra que aumentou o otimismo de investidores internacionais com o Brasil, por conta do avanço da reforma da Previdência nas últimas semanas, com a maioria dos entrevistados “apostando” que o governo Bolsonaro conseguirá aprovar um texto com impacto fiscal de ao menos R$ 900 bilhões em 10 anos.

Apesar de concordar que atualmente o mercado dá sinais de acomodação após o avanço na tramitação da Previdência, diante dos “temores” de desidratação da proposta, Glauco Legat, analista da Necton Corretora, ressaltou que, com o retorno dos investidores, por conta da redução de juros nos EUA e no Brasil, sua “aposta” para o fechamento da bolsa tupiniquim em 2019 pode subir de 112mil para 120mil pontos.

Após “avisar” que sua equipe econômica está finalizando o projeto de reforma tributária, cujo objetivo principal será desonerar as folhas de pagamentos e reduzir o custo da mão de obra, Paulo Gudes, brilhante ministro da Economia, afirmou que ainda que está em discussão a criação um imposto sobre transações financeiras.

Colocando fim à rapinagem e ao “companheirismo”, Gustavo Montezano, novo presidente do BMDES, “avisou” que o referido banco de fomento (1) passará por uma reestruturação de seu papel, com atuação mais voltada à assessoria financeira do setor público e menos a investimentos e (2) colocará à venda até R$ 100bi de participações detidas em outras companhias.

Dando 2 sinais positivo da economia tupiniquim, (1) as vendas nas primeiras 24 horas do Amazon Day, promoção de dois dias da Amazon que começou na terça-feira passada, bateram as do mesmo período da Black Friday 2018 no site da empresa no Brasil e (2) nos primeiros 6 meses deste ano o preço médio dos alugueis em SP subiu 2,2%.

Política:

Bastante otimista, o senador Fernando Bezerra Coelho, que é líder do governo no Senado, afirmou que é possível aprovar a reforma da Previdência na Casa em até 45 dias e que o governo já tem no mínimo 54 votos, dos 49 necessários, para aprovar a matéria.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara, defendeu que o Senado dê uma sinalização forte sobre a inclusão de estados e municípios em uma PEC paralela, de forma que o tema possa ser avalizado pelos deputados quando voltar para a Casa.

Mostrando mais uma vez que está radicalmente do lado esquerdo do espectro político, Bruno Covas, prefeito tucano de SP, foi recebido com honras por Bill De Blasio, prefeito socialista de NY que virou notícia no Brasil ao comandar uma operação de veto a uma homenagem a Bolsonaro que seria realizado na referida cidade norte-americana.

Com o apoio de cerca de 40 entidades empresariais de setores diversos como comércio, turismo e indústria, Flávio Bolsonaro apresentará no Senado a proposta de criação de um imposto único sobre movimentação financeira, que seria de 2,81% e que substituiria mais 90 tributos.

Queridinho da imprensa socialista tupiniquim, que trabalha diuturnamente para colocá-lo no lugar de Bolsonaro, Hamilton Mourão, vice-presidente do Brasil, foi entrevistado na TV Globo por Pedro Bial em seu talk show.

Blindando bandidos” e assim cumprindo a missão que lhe foi outorgada pela organização criminosa petista, Dias Toffoli, nefasto ministro do STF e ex-advogado do PT, decidiu sozinho suspender o andamento de todos os processos judiciais no Brasil que envolvam dados compartilhados por órgãos de fiscalização e controle, como Fisco, Coaf e Bacen, instaurados sem supervisão da Justiça.

Mais falsa que uma nota de R$ 3,00, Raquel Dodge, procuradora geral da república que quer ser reconduzida ao cargo por Bolsonaro, recebeu ontem 8 membros da Lava Jato de Curitiba, entre eles Deltan Dallagnol, para afirmar seu apoio ao trabalho do grupo.

Crítica:

Como se fosse crime defender a justiça e a lei e principalmente prender bandidos, a nefasta e canalha imprensa socialista tupiniquim agora critica Deltan Dallagnol, procurador da Lava Jato, por ele ter pedido ajuda para um empresário amigo indicar alguém para fazer vídeo de propaganda das Dez Medidas Contra a Corrupção.

Segundo a nefasta lógica dos bandidos de toga do STF tupiniquim, partir de agora, provas legais, fornecidas por órgãos do Estado, serão descartadas e provas ilegais, obtidas por hackers para tirar da cadeia outros criminosos, serão consideradas válidas.

Fazendo um importante alerta, o procurador Eduardo Al Hage, que é coordenador da Lava Jato no RJ, afirmou que a nefasta decisão de Dias Toffoli de suspender processos e investigações abertas com base em dados da Receita ou do Coaf atinge praticamente todas as apurações de lavagem de dinheiro no país.

Usando o curioso termo “imprestabilidade da prova” e ressaltando que tomou como referência decisões do STF, Oswaldo José Barbosa Silva, o corregedor-geral do MPF, informou que já arquivou 4 representações contra os procuradores da Lava Jato baseadas em supostas mensagens que trocaram no Telegram.

Prestes a perder o controle sobre quem pode exercer a advocacia, a OAB, atualmente conhecida como Organização dos Amigos dos Bandidos, protestou contra a PEC de Paulo Guedes que desobriga diversos profissionais a se inscreverem nos conselhos da categoria.

Cobertíssimo de razão, Sergio Moro, que é uma das pessoas mais honradas e competentes do Brasil, alertou que a imprensa faz uma campanha contra a Lava Jato e a favor da corrupção que “está beirando o ridículo”.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário