R.B. 3/MAI/19 "Canalha, bandido e nefasto Paulinho da Força"



"Canalha, bandido e nefasto Paulinho da Força"

São Paulo, 3 de maio de 2019 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais, beneficiada pela divulgação de bons resultados corporativos e impulsionada pelos sinais positivos da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR pode cair, em um “ajuste técnico” diante das fortes altas recentes, influenciado pelo leilão de venda do BC anunciado após o fechamento do pregão de ontem e seguindo a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,9% (aos 95.528pts) se ajustando às perdas das demais bolsas mundiais durante o feriado no Brasil, que se repetiu na quinta-feira com mais uma retração nas bolsas de NY, também prejudicada pelo recuo das commodities, como o petróleo (-2,9%) e (2) o DÓLAR subiu 1,1% à R$ 3,96, seguindo a piora do “humor” na bolsa tupiniquim e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, diante da redução das expectativas de corte de juros nos EUA.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão seguiu em feriado por conta da coroação do novo imperador e China 0,5%, beneficiada pela divulgação de que Xangai JPMorgan mantém uma avaliação em geral positiva sobre as ações chinesas, ressaltando que apoio político ao mercado acionário deve continuar, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,5%, França -0,8% e Alemanha -0,1%, seguindo as perdas das bolsas de NY e com destaques de queda para as ações dos bancos, como o Lloyds (-1,3%) e o BNP (-1,2%), que apresentaram resultados piores do que o esperado e (3) dos EUA, realizando lucros pelo segundo pregão consecutivo, após S&P e NASDAQ fecharem a terça-feira nos maiores patamares da história, S&P -0,2%, DJ -0,5% e NASDAQ -0,2%, com a desapontamento diante da redução, praticamente a zero, das “apostas” de corte da taxa básica de juros do país se somando a nova piora nas negociações comerciais do país com a China.

Ao indicar que a inflação em baixa nos EUA pode estar relacionada a fatores transitórios, Jerome Powell, presidente do FED (“BC” dos EUA) frustrou expectativas de redução de juros da maior economia do mundo, o que é um sinal negativo para os mercados de ações.

Colocando água no chope de quem já estava contando com um acordo, o jornal estatal chinês Global Times publicou ontem uma matéria na qual aponta que as conversas em Pequim entre os governos dos EUA e da China chegaram a um impasse.

Cientes que é a reforma nos impostos que pode reduzir o chamado "custo Brasil", empresários do setor industrial tupiniquim já se articulam para garantir a tramitação ainda neste ano de uma Proposta de Emenda à Constituição que altere o sistema tributário brasileiro.

Como se milionários tivessem bola de cristal para saber o que sai da cabeça dos parlamentares tupiniquins, o banco norte-americano Citi fez uma pesquisa com seus clientes que aponta que cresceu a visão entre os agentes de que a economia fiscal a nova Previdência deve ficar entre R$ 500bi a R$ 750bi, patamar abaixo do necessário (R$ 1tri).

Segundo Fernanda Consorte, economista e estrategista de câmbio da Ourinvest, a tramitação das medidas no Congresso tem causado mais tensão do que o inicialmente esperado, pois segundo ela o governo Bolsonaro tem mostrado falta de articulação política.

Em mais um sucesso acima do esperado, que mostra a atratividade do setor, faltando ainda 4 dias para o fim da 85ª edição da Expozebu, em Uberaba, foram comercializados, em 18 leilões, R$ 35,238 milhões, valor já superior aos cerca de R$ 35 milhões auferidos em toda a edição do ano passado, que até então era recorde histórico.

Dando mais um sinal positivo da economia tupiniquim, em ABR/19, segundo dados oficiais da Fenabrave, as vendas de veículos novos no Brasil cresceram 11,1% na comparação com MAR/19 e avançaram 9,1% na comparação com ABR/18.

Beneficiada pela alta do dólar e pela conquista de novos mercados, em ABR/19 a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 6,061bi, o que representa o segundo melhor resultado da série histórica para o mês e uma alta de 2,3% na comparação com ABR/18.

Se esbaldando, assim como o Bradesco e o Santander, no monopólio bancário tupiniquim, o Itaú anunciou ontem, após o fechamento do pregão, que auferiu um lucro líquido de R$ 6,9bi no primeiro trimestre deste ano, valor 7,1% superior ao registrado no mesmo período de 2018.

-    O Petróleo recuou -3,0% na bolsa de Chicago, influenciado pela disparada nos estoques do óleo nos EUA e pela redução das tensões norte-americanas ao petróleo iraniano.
-    A Tesla subiu 4,3% na bolsa de NY, após anunciar que vai emitir títulos e ações para levantar até US$ 2,3bi.

Política:

Contrariando o canalha, bandido e nefasto Paulinho da Força, que que afirmou que os partidos que compõem o Centrão devem conversar para aprovar uma reforma mais desidratada, que não garanta a reeleição de Bolsonaro, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, “garantiu” que vai trabalhar para economia fiscal de R$ 1tri, como quer Paulo Guedes.

Apesar das críticas e do pedido de impeachment que tem feito ao vice-presidente Mourão, o deputado Marco Feliciano, por conta de sua estreita relação e forte liderança na bancada evangélica, está mantido como um dos principais articuladores do presidente Bolsonaro com o Congresso Nacional.

Com o objetivo de reduzir a força de mais uma linha auxiliar do PT, que também é uma organização criminosa, o senador Roberto Rocha, líder do PSDB, apresentou um projeto de lei para acabar com o monopólio da Ubes e da UNE na confecção de carteiras estudantis.

Cumprindo, com coragem, seu dever de fiscalizar o gasto do dinheiro público, a deputada federal Carla Zambelli, que é uma das fundadoras do movimento Nas Ruas, protocolou ontem, na Justiça Federal em Brasília, ação popular com pedido de liminar para suspender o polêmico e vergonhoso pregão do STF para contratação de um buffet de luxo no valor de R$ 1,1 milhão.

Tentando acabar com mais uma farra dos magistrados tupiniquins, o senador Carlo Viana, do PSD de MG, conseguiu colocar na pauta da CCJ do Senado a PEC que limita em 30 dias a duração das férias de juízes e de membros do Ministério Público e que também veda a adoção da aposentadoria compulsória como sanção disciplinar.

Envolvendo cada dia mais o judiciário, isto mesmo sem fechar um acordo de delação premiada, Sergio Cabral afirmou, em depoimento prestado em Bangu 8, que pagou propina ao ex-procurador-geral de Justiça do Rio Cláudio Lopes, que por sua vez está preso desde NOV/18 acusado de receber R$ 7,2mi para blindar a organização criminosa chefiada pelo referido ex-governador do RJ e agora presidiário.

Indicando que, se gritar pega ladrão não sobra 1, segundo uma denúncia que circula hoje na impressa tupiniquim Luís Roberto Barroso, atual do Supremo Tribunal Federal, ajudou a defender interesses da Odebrecht quando a empreiteira procurou o atual presidente da corte, Dias Toffoli, para negociar a solução de uma disputa travada com o governo Lula, em 2007.

Nada satisfeito com as recorrentes sabotagens contra sua gestão e deixando claro que não vai tolerar o esvaziamento do Ministério da Justiça, sem Coaf e Segurança Pública, Moro, o brilhante ministro tupiniquim da Justiça, chegou a falar com assessores sobre uma possível demissão, principalmente caso seu pacote anticrime não seja aprovado.

Garantindo que apoia abertamente o pacote anticrime de Sergio Moro, o senador peemedebista Márcio Bittar acredita que o projeto só vai avançar no Congresso em 2020, ressaltando que o referido ministro da Justiça não é uma pessoa muito “querida” para a maioria dos parlamentares, pois representa alguém que prendeu políticos poderosos.

Crítica:

Em um esforço para desvincular sua imagem da Operação Lava Jato, a construtora Odebrecht, apesar de continuar com os mesmos donos, mudou seu nome, para OEC, e as suas cores, substituindo o vermelho PT pelo verde, o azul e o amarelo da bandeira brasileira.

Acreditando que é mais malandro que o gato, Paulo Zelada, ex-diretor da Petrobrás que está preso desde 2015 e que foi condenado a 15 anos de prisão, pediu ao ministro Edson Fachin, do STF, para progredir para o regime semiaberto, isto sem pagar R$ 30,9mi de reparação aos cofres públicos pelos crimes cometidos.

Com bastante poder e dinheiro para comprar políticos, advogados, juízes e autarquias, Joesley e Wesley já mentiram, corromperam, roubaram e certamente até mataram, porem seguem livres e gozando de sua imensa e incalculável fortuna, que cresceu bastante no começo deste ano com a alta de quase 60% das ações de sua empresa JBS, que se beneficiou da gripe suína na China.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário