R.B. 29/MAI/19 "Uma legislação feita sob medida"



"Uma legislação feita sob medida"

São Paulo, 29 de maio de 2019 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros após 2 pregões consecutivos de alta, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e o recuo das commodities e (2) o DÓLAR pode subir, respeitando o “suporte” dos R$ 4,00, influenciado pela esperada piora do “humor” na bolsa tupiniquim e seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,6%, com bom volume (R$ 23,9bi) por conta da retomada dos negócios em NY, beneficiada pela valorização das commodities e impulsionada pelo aumento das “apostas” de aprovação da reforma da Previdência e (2) o DÓLAR caiu -0,3% à R$ 4,02, influenciado pela melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e na contramão da trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,4% e China 0,6%, impulsionadas por papéis de exportadoras e do setor de tecnologia, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,1%, França -0,4% e Alemanha -0,4%, com destaques de queda para as ações dos bancos, como Sanpaolo (-1,1%), FinecoBank (-2,0%), UniCredit (-1,4%), Lloyds (-1,5%) e Société Générale (-2,0%), diante do acirramento das tensões em torno do governo da Itália por conta dos rumores de que a Comissão Europeia pretende aplicar multa no país pelo não cumprimento de exigências fiscais e (3) dos EUA, S&P -0,8%, DJ -0,9% e NASDAQ -0,4%, com investidores adotando uma posição mais cautelosa, incentivados pelo clima global de incertezas e pelos receios de que a inversão na ponta curta da curva de rendimentos dos Treasuries possa estar prenunciando uma recessão na economia norte-americana.

Ressaltando que está "cautelosamente otimista" com as chances de aprovação da reforma da Previdência, You Na Park-Heger, analista de moedas emergentes do banco alemão Commerzbank, afirmou que acredita que o dólar ainda pode testar níveis de R$ 3,60 no final do ano.

Dando mais uma prova da enorme falta de educação financeira do brasileiro, segundo um estudo feito pelo BC 20% dos usuários do cheque especial, que é o crédito mais caro do sistema financeiro, usam a linha todos os meses e 50% usaram este crédito por pelo menos 6 meses do ano.

Conhecedor, como poucos, da monopolista e socialista economia tupiniquim, o Itaú revisou recentemente sua expectativa de crescimento brasileiro em 2019, para 1%, projetando inclusive que o PIB do primeiro trimestre, que será divulgado amanhã, recuará -0,2%.

Apoiados por “uma legislação feita sob medida” para suas necessidades e contando com a simpatia, o apoio e a complacência de órgãos de fiscalização, de autarquias, de juízes e de políticos, os 5 maiores bancos do Brasil (BB, Santander, Caixa, Bradesco e Itaú) concentram 81,2% de todos os ativos do mercado financeiro tupiniquim e, quando se considera apenas operações de crédito, este patamar chega a 84,8%.

Com potencial para criar um rombo de R$ -1tri nas contas do governo, isto sem contar as perdas indiretas provocadas pela inevitável fuga de investidores, amanhã os nefastos ministros do STF julgarão, em plenário, as liminares de Ricardo Lewandowski e Edson Fachin que suspenderam as vendas das estatais.

Se esbaldando, ao lado de outros 4 bancões, em “um mercado monopolista e como 200 milhões de patos”, o Santander “avisou” que investirá R$ 2,7bi no Brasil para reforçar o processo de digitalização de seu sistema.

Segundo um estudo feito pela Conferência das ONU para o Comércio e o Desenvolvimento, o conflito entre EUA e China terá impactos positivos nas exportações da União Europeia, do México, do Canadá e até do Brasil.

Estrela da economia tupiniquim em anos passados, o setor agropecuário, segundo projeções do Ipea, deve crescer 0,6% em 2019, patamar superior ao esperado por este mesmo instituto em FEV/19 (0,4%) e melhor do que o registrado em 2018 (0,1%), porém ainda bem inferior ao auferido em 2017 (12,5%).
                                                                                                
-    A AMD subiu 9,8% na bolsa de NY, após a referida fabricante de processadores anunciar um novo modelo de microchip.

Política:

Podendo ser considerada uma vitória do governo Bolsonaro, ontem, a pedido do presidente, o Senado aprovou a versão vinda da Câmara da medida provisória da estrutura ministerial, mantendo a redução de 29 para 22 ministérios.

Confirmando que as manifestações de domingo ajudaram na melhora do ambiente político em Brasília, ontem, após se reunir com Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pediu para o relator da comissão especial antecipar apresentação do texto da reforma da Previdência.

Populista, canalha e socialista, como a grande maioria dos tucanos, o deputado Samuel Moreira, do PSDB de SP e relator da reforma da Previdência, estuda excluir mudança proposta pelo governo na fórmula de cálculo da aposentadoria que poderia diminuir o valor do benefício.

Por falta de acordo, a Medida Provisória que cria um novo marco regulatório para o setor de saneamento básico e a Medida Provisória do pente-fino na Previdência deverão perder a validade nos próximos dias.

“Pagando a conta” por não ter ido aos atos de apoio às pautas do governo no último domingo, a deputada federal Joice Hasselmann, do PSL de SP, perdeu o posto de rainha da internet para a também deputada federal do PSL de SP Carla Zambelli, que estava na avenida Paulista no referido dia 26/MAI/19.

Perdendo a enésima oportunidade de ficar calado, ontem, no mesmo dia em que se reuniu com os chefes do Legislativo e Judiciário para tentar um pacto entre os 3 poderes, Bolsonaro afirmou que tem mais poder do que o presidente da Câmara por conseguir editar decretos.

Dando uma amostra do tamanho da corrupção tucana, a Justiça Federal de SP determinou o bloqueio de R$ 128mi do nefasto deputado federal Aécio Neves, do PSDB de MG, em inquérito que investiga suspeitas de corrupção apontadas na delação da JBS.

Na sua convenção nacional que ocorrerá amanhã, o DEM, partido dos presidentes da Câmara e do Senado, dirá que “o Brasil não pode parar” e vai reafirmar compromisso com as reformas “independentemente do governo”, para deixar claro que não é nem linha auxiliar do bolsonarismo.

Crítica:

Colocando, obviamente, a culpa em alguns gerentes pé de chinelo, segundo investigações da Lava Jato e do Ministério Público do Rio de Janeiro, um grupo de doleiros que colaborou com o ex-governador e agora presidiário Sérgio Cabral e com a construtora Odebrecht para pagamento de propinas usou contas correntes abertas nos bancos Bradesco, Itaú, Santander e Caixa Econômica Federal para lavar dinheiro.

Ao invés de se preocupar com os pobres ou até com os pedófilos de batina, o Papa Francisco, metendo o bedelho onde não é chamado, mandou uma carta para Lula, o maior bandido da história do Brasil, dizendo que reza por ele e que no final, o bem vencerá o mal, a verdade vencerá a mentira e a Salvação vencerá a condenação.

Mitômano, canalha, bandido e assassino, Lula, na cartinha que mandou para o Papa Francisco, afirmou que está preso porque os poderosos querem destruir toda a rede de proteção e cuidado que ele construiu para os excluídos, para que os bancos e os poderosos tenham ainda mais lucros e acúmulo de riquezas.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário