R.B. 18/ABR/19 "Mais uma medida liberal, que ataca o monopolista setor financeiro tupiniquim"



"Mais uma medida liberal, que ataca o monopolista setor financeiro tupiniquim"

São Paulo, 18 de abril de 2019 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando recuperar uma parte das perdas acumuladas nos últimos 30 dias (-6,1%), beneficiada pela valorização das commodities, seguindo o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e impulsionada pelo anuncio do reajuste do preço do diesel pela Petrobrás e (2) o DÓLAR pode cair, influenciado pela esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e em um “ajuste técnico” após avançar 3,9% nos últimos 30 dias.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,1%, devolvendo os ganhos da abertura, prejudicada pela dificuldade de articulação do governo, que levou ao adiamento da votação do relatório da Previdência na CCJ da Câmara e (2) o DÓLAR subiu 0,9% à R$ 3,94, para fechar o dia no maior patamar desde 27/MAR/19, influenciado pelo mesmo motivo que derrubou a bolsa tupiniquim.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,3% e China 0,3%, animadas pela divulgação de dados econômicos melhores do que o esperado da economia chinesa, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,1%, França 0,6% e Alemanha 0,4%, seguindo a melhora do “humor” dos mercados asiáticos e com destaques de alta para as ações dos bancos, como Santander (1,0%) e Commerzbank (1,5%) e (3) dos EUA, S&P -0,2%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,1%, em um movimento de realização de lucros após os principais indicadores de ações de NY se aproximarem de níveis recordes e com destaques de queda para as ações das seguradoras de saúde, como a UnitedHealth (-1,9%).

Sinalizando que a política de estímulos de Pequim pode finalmente estar contendo a desaceleração da segunda maior economia do mundo, o PIB chinês teve expansão anual de 6,4% no primeiro trimestre, maior do que o acréscimo de 6,3% previsto por analistas, e a produção industrial do país deu um salto anual de 8,5% em MAR/19, bem acima da projeção de ganho de 6,0%.

Dando mais um show, ontem, durante entrevista para os jornalistas socialistas da GloboNews, Paulo Guedes, superministro da Economia, “garantiu” que a nova Previdência será aprovada e trará uma economia de R$ 1 trilhão aos cofres públicos nos próximos 10 anos.

Depois de Paulo Guedes ter dito em um evento que é possível reduzir pela metade o preço do gás de cozinha, especialistas da área ressaltam, corroborando com a fala do referido superministro, que a expansão do mercado de gás natural no Brasil e a queda dos preços passarão necessariamente pelo fim de monopólios.

Tentando acertar a lambança feita por Bolsonaro, ontem, após o fechamento do pregão, a Petrobrás, “garantindo” que não existe ingerências políticas no comando da empresa, anunciou um aumento de R$ 0,10 no preço do diesel, o que representa um reajuste médio de 4,8%, patamar ligeiramente inferior ao divulgado na semana passada (5,7%).

Com potencial para melhorar bastante as contas públicas tupiniquins, o Conselho Nacional de Política Energética definiu que o megaleilão de petróleo da chamada cessão onerosa, já agendado para o dia 28/OUT/19, terá um bônus de assinatura no valor de R$ 106bi.

Após se reunir com índios e ressaltar que se preciso for troca o comando da Funai, Bolsonaro afirmou que a questão das autorizações para a construção do linhão de transmissão de energia que liga Roraima ao sistema nacional de energia terá que ser resolvida de qualquer forma até MAI/19.

Sem medo de perder o controle, a Petrobras estuda reduzir sua participação na BR Distribuidora, que atualmente é de 71%, para menos de 50%, ressaltando que a empresa teria mais valor e seria mais ágil e consequentemente mais competitiva se fosse desestatizada.

Diante da divulgação de dados mostrando que o surto de peste suína africana reduziu em -10% o número de animais na China, que aliás detém o maior rebanho mundial de suínos, analistas projetam que os preços da carne de porco no mercado chinês podem subir até 70%, o que certamente beneficiará as exportações tupiniquins para o referido país.

Adotando “mais uma medida liberal, que ataca o monopolista setor financeiro tupiniquim”, ontem Bolsonaro assinou um decreto autorizando o Banco Inter, que oferece conta digital e cartão de crédito sem tarifas, a ter 100% de capital estrangeiro.

Política:

Diante da possibilidade do texto da nova Previdência sofrer alterações já na fase de admissibilidade, que se dá na Comissão de Constituição e Justiça, cresceram os “temores” de que a tramitação da matéria será ainda mais difícil do que o esperado e que ao final ela traga impacto fiscal muito aquém do necessário.

Em uma vitória pessoal de Paulo Guedes, ontem o conselho do Sebrae Nacional aprovou a destituição do então presidente, João Henrique Sousa e elegeu o ex-deputado Carlos Melles, que tem o apoio do referido ministro da economia e comandará um orçamento de quase R$ 18bi.

Mais uma vez a insatisfação com o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo, chegou até a equipe econômica e o Planalto, já que dez vez o adiamento da votação da reforma da Previdência na CCJ ficou na conta dele.

Confirmando a falta de articulação da base aliada, Marco Feliciano, que é vice-líder do governo no Congresso, protocolou ontem na Câmara um pedido de impeachment do general Hamilton Mourão, alegando que ele tem adotado “comportamento indecoroso”, sendo desleal a Jair Bolsonaro e, na avaliação dele, cometendo crime de responsabilidade.

Colocando mais um petista nefasto à caminho da cadeia, Fernando Pimentel, ex-governador de MG, virou réu na Justiça Eleitoral pela terceira vez em menos de 20 dias, desta vez acusado de comandar um esquema de caixa 2 para financiar sua candidatura ao governo do estado em 2014.

Com seu salário financiado pelos impostos da população e seu partido, o PT, financiado com dinheiro de crime, Dias Toffoli, ministro e presidente do STF, teve a coragem de dizer ontem que a revista Crusoé, que não aceita patrocínio estatal, é financiada por “interesses internacionais”.

Crítica:

Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, é um ignorante que foi reprovado 2 vezes no concurso público para ser juiz e que antes de assumir, indicado pelo criminoso Lula, o cargo na mais elevada corte tupiniquim era advogado do PT, o que é uma lógica explicação para parte da imprensa socialista tupiniquim ter a pachorra de defender suas medidas de censura e de perseguição aos críticos.

Dias Toffoli, “amigo do amigo do meu pai”, falou, como quem acusa o golpe, que a matéria da revista Crusoé foi divulgada na véspera do julgamento da prisão em segunda instância para constranger a suprema corte tupiniquim, que ao que tudo indica ficará ainda mais constrangida se decidir à favor de seu “amigo” Lula.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário