R.B. 28/MAR/19 "A história resumida da articulação política tupiniquim"



"A história resumida da articulação política tupiniquim"

São Paulo, 28 de março de 2019 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, mesmo após fechar o pregão anterior no menor patamar desde 7/JAN/19 (aos 91.903pts), com "boas chances" de zerar os ganhos ainda acumulados em 2019 (4,6%), diante da nova intensificação das tensões políticas, que elevam as dúvidas quando a aprovação da nova previdência e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, com "boas chances" de atingir os R$ 4,00, novamente seguindo a piora do "humor" na bolsa tupiniquim e também influenciado pelos temores de forte redução do fluxo positivo de recursos externos destinados à investimentos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -3,6%, devolver em dobro a alta registrada no pregão anterior (1,8%), acompanhando as perdas das bolsas de NY e principalmente pressionada pela manutenção das dificuldades do governo em se relacionar com o nefasto Congresso Nacional e (2) o DÓLAR subiu 2,2% à R$ 3,95, ampliando a valorização acumulada nos últimos 12 meses (20,2%), seguindo priora do "humor" na bolsa tupiniquim e também a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, ainda sem uma tendência única, Japão -0,2%, devolvendo parte dos ganhos do pregão anterior, com destaques de queda para as ações das montadoras Nissan (-3,5%) e Subaru (-3,4%) e China 0,9%, tentando iniciar um movimento de recuperação, diante de boas perspectivas para a negociação comercial entre Pequim e Washington, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,1%, França -0,1% e Alemanha -0,1%, acompanhando as perdas das bolsas de NY e prejudicadas por declarações de Mario Draghi, presidente do BC Europeu, que sinalizou que tem começado a se preocupar com os efeitos adversos de taxas de juros negativas e (3) dos EUA, S&P -0,5%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,6%, prejudicadas pelo aumento das "apostas" de desaceleração econômica mais profunda e pela manutenção da inversão da curva de juros, com os títulos de curto prazo rendendo mais do que os de longo prazo, o que derrubou principalmente as ações dos bancos, como Bank of America (-4,1%), JPMorgan (-3,0%) e Morgan Stanley (3,3%).

Perdendo seu tempo com malucos, bandidos e hipócritas, como o tucano Serra, o petista Paulo Paim e a pedetista Kátia Abreu, ontem Paulo Guedes, brilhante e superministro da economia do governo Bolsonaro, fez no Senado defesa veemente da nova Previdência e ressaltou que não abandonará o governo na primeira derrota.

Comprovando a urgência de se aprovar a nova Previdência, segundo dados oficiais do Tesouro Nacional, a dívida pública federal do Brasil cresceu 1,71% em FEV/19 sobre FEV/19 e atingiu a cifra recorde de R$ 3,9tri.

Com base em estudos geológicos que apontam grande potencial de reservas de petróleo, o governo Bolsonaro estuda oferecer, pela primeira vez, blocos exploratórios além dos limites de 200 milhas náuticas estabelecidos pela ONU como sua plataforma continental e que podem conter entre 20 e 30 bilhões de barris de petróleo e gás.

Importantíssimo para o país, porem nota de pé de página para a canalha imprensa socialista tupiniquim, hoje o governo Federal, após mais de 10 anos de paralisia, vai leiloar o trecho central da Ferrovia Norte-Sul, cujo vencedor terá que investir R$ 2,7bi na via em um prazo de 30 anos de contrato.

Mostrando como foi irresponsável o que os deputados federais fizeram na terça-feira passada, segundo projeções da Instituição Fiscal Independente, o teto de gastos, que limita o crescimento da despesa da União, pode ser descumprido ou a máquina pública sofrerá uma paralisação no ano que vem, caso o Senado aprove a PEC que retira do governo poder sobre o Orçamento.

Cientes de que é "nova Previdência ou morte", os secretários de Fazenda de cinco estados (GO, MG, RS, AL e AM) reafirmaram, durante reunião realizada ontem em SP, apoio claro à reforma da Previdência e pelo menos dois deles, MG e RS, o fizeram de forma incondicional.

Líder mundial de exportação de carne bovina o Brasil, por obra da diplomacia do governo Bolsonaro, deverá voltar a exportar esta commoditie para os EUA, disputando um mercado de 64,8 mil toneladas, a partir de AGO/19, quando terminará a avaliação dos inspetores norte-americanos aos frigoríficos tupiniquins.

Enquanto Joesley e Wesley, bandidos e mafiosos, curtem impunimente a vida de bilionários no Brasil, nos EUA começa nos próximos dias o julgamento de uma ação movida por acionistas minoritários da processadora de carne de frango Pilgrim's Pride, que é controlada pela JBS e que comprou a Moy Park por um preço bem superior ao valor de mercado.

-    A Vale caiu -1,3% e, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que fechou 2018 com lucro líquido de R$ 25,6bi, o que representa uma alta de 45,5% com relação ao registrado no ano anterior.

Política:

Legítimos representantes da nova política, liberais e com os parlamentares mais bem preparados, o partido NOVO é o mais cotado para assumir a relatoria da proposta da nova Previdência na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e o deputado escolhido deverá ser o brilhante Marcel Van Hattem.

Obviamente deixando os socialistas da Globo ainda mais irados com seu governo, ontem Bolsonaro deu uma entrevista exclusiva à TV Band na qual (1) defendeu sua proposta para a nova Previdência, (2) afirmou eu Rodrigo Maia, o nefasto presidente da Câmara, foi "infeliz" ao criticar o ministro Sergio Moro e (3) ressaltou que não vai ceder ao "toma-lá dá cá" da velha política pois não quer terminar a vida jogando dominó com o Lula e o Temer no xadrez.

Guru financeiro dos bandidos da organização criminosa tucana, que também já prestou seus serviços para o PT, Armínio Fraga, ex-presidente do BC, disse que o clima em Brasília está difícil e, em razão disso, é preciso que o governo faça política com "p" maiúsculo.

Com a premissa de que terrorista é bandido e não é coitadinho, a equipe técnica que auxilia a Comissão de Anistia deve recomendar a rejeição do pedido feito pela nefasta ex-presidenta Dilma para receber indenização da União.

Usando sua velha artimanha para esquentar dinheiro sujo, Lula, que certamente é o maior bandido da história do Brasil, decidiu leiloar, pelo lance mínimo de R$ 1.313, fotos autografadas por ele, que obviamente serão arrematadas por laranjas.

Acreditando que dinheiro público nasce em árvore, o nefasto deputado Paulinho da Força, dono do partido de aluguel Solidariedade, apresentou quer uma anistia geral para multas eleitorais, fiscais, tributárias e trabalhistas partidos políticos e cujo valor ultrapassa os R$ 70mi.

Já se vão mais de 50 dias desde que Davi Alcolumbre, do DEM, derrotou o nefasto Renan Calheiros, do MDB, na eleição para a presidência do Senado, porem até agora nenhum dos contratos milionários que ele prometeu analisar das gestões anteriores foi revisto, como o de R$ 15,6 milhões que previa a substituição e assistência técnica de elevadores da casa por uma empresa que continua a prestar o serviço.

Para evitar investigações contra Alckmin, o tucano Cauê Macris, presidente da Assembleia Legislativa de SP, criou ontem 5 CPIs, que é o máximo permitido pelo regimento, para investigar assuntos de baixíssima relevância como a venda de animais por canis e pet shops e a prestação de serviços de táxi aéreo.

Colocando mais um líder petista cada dia mais perto da cadeia, a juíza Luzia Divina de Paula Peixôto, da 32ª Zona Eleitoral de BH, aceitou denúncia e abriu ação penal contra o ex-governador Fernando Pimentel, acusado de tráfico de influência e lavagem de dinheiro.

Crítica:

A reforma da Previdência é urgente e não é uma pauta do governo ou do Congresso, mas da Nação, pois é fundamental para dar início à recuperação econômica para acabar com o desemprego, porem o pacote anticrime de Moro, o brilhante ministro da Justiça, é mais importante, já que investigar, processar e punir os ladrões da política para higienizar o país deveria ser uma prioridade zero.

"A história resumida da articulação política tupiniquim" é assim (1) 1998, FHC comprou apoio dos deputados para votarem a PEC da reeleição, por R$ 200 mil cada, (2) 2005, explodiu o escândalo do mensalão, quando Lula comprou por R$ 101 milhões sua base parlamentar, (3) 2014, Dilma deu R$ 750 mil para cada parlamentar que aprovasse a meta fiscal impagável do seu governo, (4) 2016, o PT deu R$ 5 milhões para cada deputado que votasse contra o impeachment de Dilma, (5) 2017, Temer, o nefasto, distribui R$ 15 bilhões em emendas e programas para agradar as comissões e evitar seu impeachment e (6) 2019, Bolsonaro, cumprindo sua promessa de campanha, se recusa a comprar o presidente da Câmara e apoio de deputados com dinheiro público e por isto já tem gente querendo seu impeachment.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário