R.B. 13/DEZ/18 "Operação Lava Toga"



"Operação Lava Toga"

São Paulo, 13 de dezembro de 2018 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve voltar a subir, recuperando mais uma parte das perdas ainda acumuladas no mês (-2,8%), influenciada pelos sinais de que a taxa básica de juros da economia brasileira, que ontem foi mantida em 6,5%, permanecerá no menor patamar da história ao menos até a metade de 2019 e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e acompanhando a esperada manutenção do “humor positivo” na bolsa tupiniquim.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,7%, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais, impulsionada pela valorização das commodities e beneficiada pela gradativa melhora das perspectivas para o futuro da economia tupiniquim e (2) o DÓLAR caiu -1,4% à R$ 3,86, zerando a alta acumulada no mês, influenciado pelos mesmos motivos que impulsionaram a bolsa brasileira e pelo aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e investimentos.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 2,1% e China 0,3%, animadas com a melhora na perspectiva das discussões comerciais entre Pequim e Washington e por “rumores” de que a o governo chinês pretende reduzir tarifas sobre carros importados dos EUA de 40% para 15%, (2) da EUROPA, Inglaterra 1,1%, França 2,1% e Alemanha 1,4%, seguindo o mesmo motivo que animou as bolsas asiáticas e também beneficiadas pelo anúncio de que o governo da Itália apresentará um orçamento revisado para a Comissão Europeia, com previsão de déficit menor do que o recusado anteriormente pelo órgão e (3) dos EUA, S&P 0,5%, DJ 0,6% e NASDAQ 0,9%, com destaques de alta para as ações de grades empresas do setor industrial do país, como Boeing (1,4%), 3M (1,2%) e Caterpillar (1,7%), que se beneficiam da redução das tensões das disputas comerciais sino-americanas.

Sem muita atenção ou preocupação do “mercado”, já que o resultado era esperado por cerca de 99% dos investidores, ontem, após o fechamento do pregão, o Copom, ressaltando que a inflação está em nível "apropriado e confortável", manteve, pela sexta vez consecutiva e por decisão unanime, a taxa básica de juros da economia brasileira em 6,5%, que assim segue no menor patamar da história.

Principal expoente da idiota teoria econômica que foi praticada nos nefastos governos Dilma e Lula, Paul Krugman, que é economista, socialista e já ganhou um Nobel de Economia, afirmou que o Brasil pode se beneficiar da “guerra comercial” entre EUA e China exportando mais commodities, em especial a soja, para o mercado chinês.

Ressaltando que é necessário um ajuste fiscal severo no âmbito do governo central, Mourão, vice-presidente eleito, defendeu, em conversa com os governadores eleitos, que a União faça "o mais cedo possível" uma liberação de recursos para os estados.

Como um advogado de defesa do funcionalismo público, Eduardo Guardia, Ministro da Fazenda do nefasto governo Temer, afirmou que privatizar as corruptas, ineficientes e inúteis estatais tupiniquim não deve ser prioridade pois não resolverá o déficit fiscal brasileiro.

Dando 2 novos sinais positivos da economia tupiniquim, (1) em DEZ/18 o fluxo dos investimentos externos na bolsa brasileira está positivo em R$ 1,5bi e (2) no terceiro trimestre deste ano a produção de carne bovina cresceu 4% e a de carne suína aumentou 5%, ambas na comparação com o mesmo período de 2017.

Covil de raposas velhas, ontem o Tribunal de Contas da União cobrou mais documentos do governo a respeito da cessão onerosa para que seja possível fazer uma "análise integrada" dos parâmetros que serão usados na revisão do contrato e na modelagem econômico do leilão dos excedentes.

Com a informalidade atingindo mais de 40% dos trabalhadores tupiniquim, Bolsonaro afirmou, com uma boa dose de razão, que contratar e demitir no Brasil é muito caro e que as leis trabalhistas precisam se aproximar da informalidade.

Política:

Fazendo terrorismo nos seus últimos dias de mandato, Eunício Oliveira, o nefasto presidente do Senado que não consegui se reeleger, ameaçou não votar o Orçamento de 2019 caso o presidente Temer, seguindo uma recomendação do Ministério da Fazenda, vete a “pauta bomba” que amplia benefícios fiscais a empresas que se instalem no Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Representante do que existe de pior na política nacional, o deputado peemedebista Fábio Ramalho, que é vice-presidente da Câmara e quer presidir a referida Casa em 2019, defendeu o aumento do salário dos 594 congressistas dos atuais R$ 33,7mil para R$ 39,3mil.

Cumprindo mais uma promessa de campanha, ontem, durante reunião com a bancada do DEM, Bolsonaro “garantiu” que não demarcará “um centímetro quadrado a mais de terra indígena” e que “não tem mais terra para quilombola” no Brasil.

Podendo finalmente começar a “operação Lava Toga”, Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio-RJ que só não está preso por conta de uma liminar de Gilmar Mendes, começou a negociar um acordo e delação premiada que, ao que tudo indica, citará 3 ministros do Superior Tribunal de Justiça.

Unidos contra o democrata Rodrigo Maia, os deputados Fábio Ramalho, Alceu Moreira, Capitão Augusto, João Campos e JHC firmaram um pacto de apoio mútuo, num eventual segundo turno, na disputa pela Presidência da Câmara, em FEV/19.

Legitimamente preocupado com a exposição de problemas internos da bancada do PSL, principalmente aqueles envolvendo o seu filho e Joice Hasselmann, ambos deputados eleitos, Bolsonaro orientou os deputados e senadores do seu partido a priorizarem debates presenciais.

Sem pagar aluguel há um ano de pelo menos 15 imóveis que abrigam unidades da Polícia Civil do interior, o governo de Pernambuco, comandado por Paulo Câmara (do PSB) alugou sem licitação por 5 anos, pelo valor de R$ 516 mil, um terreno pertencente ao conselheiro do Tribunal de Contas do Estado João Henrique Carneiro Campos para instalação de duas delegacias.

Apesar de ressaltar que ele e seu filho não são investigados, Bolsonaro afirmou que está disposto a pagar, se as investigações encontrarem algum “erro” nas movimentações suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-motorista de Flávio Bolsonaro.

Com seus dirigentes milionários e o líder da organização criminosa bilionário, o PT, que rapinou e quebrou o Brasil, divulgou um comunicado, através da sua nefasta presidenta Gleisi Hoffmann, lamentando que as reservas financeiras mantidas pelo partido esgotaram-se.

Crítica:

Totalmente desalinhado com os demais membros da futura equipe de governo, o economista Joaquim Levy, que foi escolhido por Bolsonaro para comandar o BNDES, defendeu atenção a impactos das mudanças climáticas, que são incontroláveis e não tem nenhuma relação com a ação humana, sobre a economia.

Indicando que está a caminho mais uma condenação do maior bandido da história do Brasil, em suas alegações finais apresentadas no começo desta semana à Justiça, o Ministério Público Federal pediu a condenação de Lula pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, na ação que julga as reformas realizadas no sítio de Atibaia.

O AI-5, que hoje faz aniversário de 50 anos, já é parte do passado, porém os socialistas tupiniquins do PT, do PSOL, do PSDB e do PCdoB, são “os maiores nostálgicos desta época”, quando assassinavam, roubavam bancos e sequestravam pessoas para depois se beneficiarem da anistia.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário