R.B. 10/DEZ/18 "Digno de gargalhadas homéricas"



"Digno de gargalhadas homéricas"

São Paulo, 10 de dezembro de 2018 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, ampliando as perdas registradas na semana passada (-1,5%), influenciada pela queda das principais bolsas mundiais e pelo recuo das commodities, porem deve-se ressaltar que, para quem aposta no bom desempenho do futuro governo Bolsonaro, este é um bom patamar para compras e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando a esperada piora do "humor" na bolsa tupiniquim e também seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana, mas também é importante ressaltar que este é um bom patamar para vendas.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,8%, devolvendo os ganhos da abertura, quando na máxima avançou 1,3%, prejudicada pela nova piora do "humor" nas bolsas de NY e pelo aumento dos "ruídos" entre integrantes do PSL, partido de Bolsonaro, que podem prejudicar o andamento das reformas e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 3,89, para fechar em território positivo pelo quarto pregão consecutivo, acompanhando as perdas da bolsa tupiniquim e influenciado por um aumento no fluxo de saída de estrangeiros e pela ausência do BC na ponta vendedora.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,8% e China 0,2%, tentando iniciar um movimento de recuperação de perdas recentes, influenciadas pelo desempenho positivo das bolsas de NY no dia anterior, (2) da EUROPA, recuperando-se após atingirem o menor patamar em 2 anos no pregão anterior, Inglaterra 1,1%, França 0,7% e Alemanha 0,2%, com destaques de alta para as ações do setor de energia, como E.ON (0,6%), Total (1,7%) e Iberdrola (1,0%), impulsionadas pela forte valorização do petróleo (4,9%) e (3) dos EUA, devolvendo os ganhos da abertura, S&P -2,3%, DJ -2,2% e NASDAQ -3,0%, diante da retomada dos temores de tensões no comércio global e da divulgação de dados piores do que o esperado da economia norte-americana.

Em um novo e negativo capítulo da tensão entre China e EUA, o Ministério de Relações Exteriores do país asiático convocou ontem o embaixador norte-americano em Pequim para expressar "forte protesto" contra a prisão da vice-presidente financeira da Huawei e exigir sua liberação.

Pessimista, o economista Tim Lee, que é fundador da consultoria pi Economics e que foi um dos poucos nomes que previram a crise iniciada em 2007, "alertou" que a nova crise econômica está próxima, que ela deve ser provocada pelo elevado endividamento das empresas em um cenário de juros subindo no mundo e que os BC terão poucos instrumentos para conter os danos.

Sem perspectiva que o investidor estrangeiro volte a trazer recursos para o Brasil ainda neste ano, o Bradesco elevou, de R$ 3,70 para R$ 3,80, sua "aposta" para o dólar no encerramento de 2018, porem para o próximo ano o banco manteve a previsão em R$ 3,70, ressaltando que o andamento do ajuste fiscal no governo Bolsonaro deve ajudar a retirar a pressão no câmbio.

Ressaltando que os ativos brasileiros estão baratos e "apostando" que a economia tupiniquim crescerá cerca de 3,5% em 2019, Claudio Irigoyen, responsável por estratégia de renda fixa e economia do Bank of America na América Latina, afirmou que é quase nulo o risco de Bolsonaro adotar medidas populistas, que o "mercado" não se preocupa com minorias e que as principais influências sobre o crescimento do país serão domésticas, e não externas.

Após o fim do imposto sindical obrigatório e também "animada" pela extinção do Ministério do Trabalho, a indústria tupiniquim, em busca de maior eficiência e menos burocracia, quer uma reforma sindical para reduzir o número de entidades representativas de classe no país, que hoje chegam a inacreditáveis 17 mil.

Mostrando que seu lado é sempre o lado do poder, Roberto Azeredo, tupiniquim socialista que em 2012 virou chefe da Organização Mundial do Comercio por influência de Lula e que fracassou em quase todos os acordos que tentou fechar desde então, afirmou que o governo Bolsonaro é a oportunidade para Brasil mudar posição no mundo, negociando acordos comerciais com novos parceiros.

"Digno de gargalhadas homéricas", Murilo Portugal, presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), teve a cara de pau de escrever um livro para tentar "provar" que a concentração no setor bancário tupiniquim não é um problema e também não é responsável pelo elevado spread dos juros.

-    A Petrobrás subiu 1,6%, beneficiada pela decisão do cartel da Opep de cortar a sua produção conjunta em 1,2 milhão de barris por dia, o que fez o petróleo subir 4,9%

Política:

Criticado pelas ONGs, o que é um excelente sinal e filiado ao partido NOVO, o que é fantástico, o renomado advogado Ricardo Salles foi indicado por Bolsonaro para ser seu ministro do Meio Ambiente e já "avisou" que a discussão sobre aquecimento global é inócua, por ser baseada em achismos, mas que é importante priorizar questões referentes a preservação ambiental, pois elas são importantes para a agricultura e o desenvolvimento sustentável.

Finalmente colocando o filho de Lula no caminho da cadeia, Marcelo Odebrecht anexou novos e-mails ao processo sobre a relação da empreiteira com Luís Claudio Lula da Silva, reforçando e provando o que ele já havia delatado.

"Coincidentemente" 2 dias antes da revelação pelo COAF de que um ex-assessor do deputado Flávio Bolsonaro movimentou R$ 1,2mi de forma atípica, o presidente Bolsonaro comentou com parlamentares que "agora vão começar a bater nos meus filhos".

Tentado ocupar a oposição no lugar da esquerda e da organização criminosa petista, Luciano Huck, cada dia mais político e menos animador de auditório, afirmou que Bolsonaro não tem um projeto de país e que suas movimentações nesse último ano e meio nunca foram um projeto político pessoal e sim "uma convocação geracional".

Fechando com "chave de ouro" seu time de "estrelas desempregadas", Doria, futuro governador tucano de SP, convidou Meirelles para seu secretariado e prometeu a ele que as pastas da Fazenda, do Planejamento e o programa estadual de privatizações ficarão sob seu guarda-chuva.

Serra, que apesar de escondido ainda é senador, prometeu que dará seu apoio à candidatura de Tasso Jereissati à presidência do Senado, enquanto isto Renan Calheiros, que também é candidato ao cargo, ameaça mandar Flavio Bolsonaro para o conselho de ética da Casa se ele continuar minando sua candidatura.

Sem nenhuma vergonha na cara, "nobres" ministros do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça, que não se cansam de envergonhar o Brasil, participaram neste final de semana de um evento em um hotel de luxo em Búzios que foi bancado por uma entidade que tem casos nas referidas cortes e cujo advogado é filho de um de um destes juízes.

Com a intenção de fundar uma legenda, o MBL (Movimento Brasil Livre), que nasceu a 4 anos e já tem vários deputados e vereadores eleitos, fez uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral para saber se assinaturas digitais poderiam ser aceitas para criação de um partido político.

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves do PDT, foi preso na manhã de hoje pela Polícia Civil em uma operação em conjunto com o Ministério Público Estadual do RJ que aponta desvios de R$ 10,9mi em recursos do transporte público do município, localizado na região metropolitana.

Com o COAF estranhamente calado, a Receita Federal notificou o ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União, e determinou que ele pague impostos e multa por supostamente receber, sem recolher tributos, R$ 2,5mi que, segundo investigação, corresponde a uma propina de esquema de corrupção no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais.

Razão do fracasso do PSDB nas eleições presidenciais, a tucana ligada à Alckmin, que não se preocupou em participar do nefasto governo Temer, quer que os tucanos que aceitarem cargos no governo Bolsonaro se afastem do partido ou peçam desfiliação.  

Crítica:

João de Deus é apenas mais um farsante que usa a fé para enganar as pessoas, como Edir Macedo e Jim Jones, e ele só foi pego por também ser um FDP de um tarado sexual, mas mesmo assim a humanidade em sua maioria segue sendo ingênua, ridícula e até infantil por acreditar em mediunidade, em milagres e que principalmente por achar que alguém tem uma "linha direta com Deus", já que, como dizia Albert Einstein, Deus não joga dados.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário