R.B. 23/OUT/18 "Joga sujo na reta final de campanha"



"Joga sujo na reta final de campanha"

São Paulo, 23 de outubro de 2018 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, acompanhando a piora do “humor” nas principais bolsas mundiais e o forte recuo das commodities e realizando parte dos lucros acumulados no mês (7,9%) e no ano (12,0%), porém esta pode ser uma boa janela de compra para quem “aposta” no avanço de uma agenda liberal e reformista caso Bolsonaro confirme as expectativas e ganhe as eleições presidenciais e (2) o DÓLAR pode subir, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e em um “ajuste técnico” após fechar em território negativo em 12 dos 16 pregões do mês.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,6%, rumo aos 90.000pts, alheia a instabilidade nas principais bolsas mundiais, com bom volume de negócios (R$ 11,7bi) e beneficiada pela constatação de que os ataques desesperados contra Bolsonaro terão efeito inócuo no resultado das eleições presidenciais tupiniquins, o que impulsionou as estatais como Petrobrás (2,1%) e Eletrobrás (1,8%) e (2) o DÓLAR caiu 0,7% à R$ 3,68, acompanhando a melhora do “humor” na bolsa brasileira, ampliando a desvalorização registrada no mês (-9,0%) e também repercutindo positivamente o anúncio de medidas da China para estimular o consumo, o que pode beneficiar as exportações tupiniquins.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, ainda recuperando perdas recentes, Japão 0,4% e China 4,1%, em meio a expectativas de novas medidas de estímulos do governo chinês, inclusive um grande corte de impostos e taxas que pode superar 1% do PIB do país, (2) da EUROPA, revertendo os ganhos da abertura, Inglaterra -0,1%, França -0,6% e Alemanha -0,3%, novamente prejudicadas pela questão do orçamento da Itália, que teve sua “nota” rebaixada pela Moody's de Baa2 para Baa3, e pelas negociações da saída do Reino Unido da União Europeia, já que a premiê Theresa May tenta ao mesmo tempo conter uma crescente rebelião na sua base aliada contra seus planos e (3) dos EUA, sem uma tendência única, diante da cautela antes da divulgação de resultados corporativos de grandes empresas e do PIB do país, que sai apenas na sexta-feira, S&P -0,4%, DJ -0,5% e NASDAQ 0,3%, também divididas entre a piora do cenário político na Europa e o otimismo com as medidas de estímulo à economia anunciadas na China.

Esperando ansiosamente o resultado da eleição presidencial tupiniquim, o “mercado” elevou pela sexta semana seguida, desta vez de 4,43% para 4,44%, suas “apostas” para a inflação medida pelo IPCA em 2018, manteve em míseros 1,34% suas expectativas para o crescimento do PIB do país neste ano e reduziu, agora de R$ 3,81 para R$ 3,75, suas projeções para a cotação do dólar em 31/DEZ/18.

Para quem “aposta” na vitória de Bolsonaro e na implementação de uma agenda econômica liberal, os gestores e analistas do mercado financeiro tupiniquim recomendam (1) aumentar aplicações em Bolsa e (2) investir em títulos de renda fixa com taxas prefixadas.

Ambos os candidatos, Bolsonaro e Haddad, concordam que o credito caro e a burocracia atrapalham o crescimento da economia tupiniquim, porem o primeiro, rezando na cartilha liberal, acredita que a solução é desregulamentar e abrir o setor bancário para a concorrência externa, já o segundo, poste de presidiário, quer usar os bancos públicos, e obviamente os recursos da união, para forçar os bancos privados a reduzirem suas taxas, algo que já foi tentado com bastante fracasso no governo Dilma.

Apresentando crescimento pífio, inflação em ligeira alta e dívida em trajetória claramente insustentável, a economia tupiniquim enfrenta enormes desafios, porém, com um discurso menos intervencionista e mais liberal, Bolsonaro, assim que eleito, deve concentrar em aprovar reformas importantes, como a da previdência e a tributária, iniciar seu programa de privatizações, implementar medidas para uma abertura comercial maior do país e, como cereja do bolo, propor a independência operacional do BC.

Indicando mais uma vez que a economia tupiniquim pode estar saindo do fundo do poço, em SET/18 foram criadas 137,3 mil vagas de trabalho com carteira assinada no Brasil, o que representa o melhor resultado para o mês desde 2013, com destaque positivo para setor de serviços, com um saldo positivo de 60,9 mil vagas no mês passado.

Nanico da diplomacia internacional, o Brasil, como um filho mais novo que reclama com a mamãe do irmão mais velho, lançou mais uma denúncia contra a China na Organização Mundial do Comércio, desta vez para contestar as restrições chinesas às importações de açúcar.

Mesmo com a alta do dólar, que apesar da queda recente ainda sobe 11,2% em 2018, até domingo (20/OUT/18) a balança comercial brasileira acumulava um superávit de US$ 48,9bi no ano, valor -14% menor que no mesmo período de 2017, principalmente pela total falta de capacidade do atual governo tupiniquim de fazer acordos bilaterais.

-    A Ryanair subiu 4,2% na bolsa de Londres, após divulgar seu balanço que superou as expectativas.
-    A Vale subiu 3,2%, acompanhando o bom desempenho das bolsas chinesas, diante das promessas de incentivo econômico pelo governo da segunda maior economia do mundo.

Política:

Desesperado com a aproximação de sua provável derrota nas eleições presidenciais, Haddad, que no segundo turno foi proibido de se consultar com Lula, implora por ajuda de Ciro Gomes e FHC e, como um petista raiz e com o apoio da imprensa socialista tupiniquim, “joga sujo na reta final de campanha”, afirmando que quer varrer Bolsonaro da face da terra, classificando seu oponente como um “soldadinho de araque” e garantindo que em caso de vitória do candidato do PSL a democracia brasileira estará ameaçada e as minorias serão perseguidas.

Apesar do STF ter atualmente no seu comando um ex-advogado do PT que foi reprovado 2 vezes na primeira etapa da prova de juiz, é grande o desespero da maioria dos membros da mais elevada corte tupiniquim com a possibilidade de Bolsonaro indicar Sergio Moro para o Supremo.

Com menos votos que o cabo Daciolo, Marina Silva, a ex e também futura e eterna candidata à presidente, decidiu ontem declarar “voto crítico” em Haddad, ressaltando que seu partido nanico, o REDE que não conseguiu atingir a clausura de barreira e deve se fundir com o PV, fará oposição democrática.

Em grande parte por culpa Manuela D’Ávila, a feminista lacaia que, apesar de dizer que tem “grelo duro”, desistiu de concorrer à presidência do Brasil por seu partido para atender as ordens de Lula e ser vice de Haddad, o PC do B é 1 dos 14 partidos que não cumpriram a chamada “cláusula de barreira” nestas eleições e, como só funciona com verba pública, pode deixar de existir e acabar se fundindo com PSB ou com o PDT.

Apesar de tirada do contexto, a fala idiota de Eduardo Bolsonaro sobre fechar o STF com um soldado e um cabo causa espanto e repulsa, porém também é espantoso o que ministros desta corte andaram fazendo nos últimos tempos, soltando criminosos como José Dirceu e Beto Richa.

Tratado como um “cidadão diferenciado”, Lula, que obviamente comanda a organização criminosa petista da cadeia, ameaçou em 2017, durante um evento do PT, prender jornalistas, procuradores e policiais, caso voltasse ao poder.

Com a cara de pau de quem se consulta semanalmente com um presidiário, Haddad, candidato à presidente da organização criminosa petista, afirmou ontem que defende a prisão de todos os políticos que enriqueceram de forma ilícita na vida pública.

Bandido da pior espécie, o petista Lindbergh Farias, que não conseguiu se reeleger senador, decidiu pedir proteção à Polícia Federal alegando que Bolsonaro, em um discurso por telefone para milhares de apoiadores na Avenida Paulista, afirmou que em breve Lula poderá jogar dominó com ele no xadrez.

Ao decidir contra a restrição do WhatsApp solicitada pelo PSOL, Luiz Edson Fachin, ministro do STF, ressaltou que é contrário ao ideal democrático pressupor que a tomada de decisão dos eleitores não tenha sido feita de modo responsável, informado e crítico.

Apesar da histeria da imprensa socialista tupiniquim com a declaração idiota do filho de Bolsonaro, ninguém ligou ou se preocupou em dizer que o plano de governo de Haddad não só acusava a Justiça pela prisão de Lula, como previa formalmente uma Assembleia Constituinte, com “soberania popular”, e o “controle” dos tribunais superiores e do Ministério Público.

Em resposta a questionamentos da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência e da Academia Brasileira de Ciências, Bolsonaro afirmou que o astronauta Marcos Pontes, primeiro brasileiro a ir ao espaço, é o provável ministro da Ciência em um governo seu.

Crítica:

Coberto de razão, Trump, presidente norte-americano e cada dia mais o CPT do mundo, “avisou” que Guatemala, Honduras e El Salvador terão cortados ou reduzidos substancialmente a enorme ajuda externa que recebem rotineiramente caso não consigam impedir que as pessoas deixassem seu país e tentem entrar ilegalmente nos EUA, ressaltando que criminosos e desconhecidos do Oriente Médio estão misturados na marcha que já está no México.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário