R.B. 27/SET/18 "Votar útil é votar no melhor"



"Votar útil é votar no melhor"

São Paulo, 27 de setembro de 2018 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, acompanhando o recuo das commodities, prejudicada pela desvalorização das principais bolsas mundiais e influenciada pela instabilidade política e (2) o DÓLAR pode subir, recuperando parte das perdas do pregão anterior, influenciado pela esperada piora do “humor” na bolsa tupiniquim e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,1%, com o “animo” da pesquisa divulgada na parte da manhã, que deu sinais de que é possível a vitória de Bolsonaro no primeiro turno, contrastando com o resultado da pesquisa divulgada na parte da tarde, que mostrou Haddad mais forte e (2) o DÓLAR caiu -0,9% à R$ 4,03, para fechar o dia no menor patamar desde 20/AGO/18, influenciado pela trajetória internacional da moeda norte-americana.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,4% e China 0,9%, apoiadas pela força do setor de energia, em meio à valorização do petróleo, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,1%, França 0,6% e Alemanha 0,1%, em compasso de espera antes da decisão sobre a taxa de juros norte-americana e com destaques de alta para as ações de empresas do setor de commodities e (3) dos EUA, realizando lucros recentes, S&P -0,3%, DJ -0,4% e NASDAQ -0,2%, com destaque negativo para o tombo das ações de instituições financeiras, como Goldman Sachs (-1,6%), Morgan Stanley (-1,2%) e Bank of America (-1,8%).

Ontem, conforme esperado pela grande maioria do “mercado”, o FED (“Copom” dos EUA) decidiu aumentar a taxa básica de juros da economia norte-americana em 0,25%, para um intervalo entre 2,0% e 2,25% ao ano, indicando que ocorrerá mais uma elevação este ano e, colocando uma “pulga atrás da orelha” dos investidores, também retirando a expressão "acomodatícia" do seu comunicado.

Ainda com bastante dificuldade reparar o estrago de anos de populismo e corrupção causados pelo governo Kirchner, ontem Macri, presidente da Argentina, anunciou um aumento de US$ 50bi para US$ 57bi do valor que conseguiu emprestado do FMI.

Também conforme esperado, Trump, presidente dos EUA, criticou o aumento de juros promovido pelo BC do seu país e afirmou que preferia pagar a dívida do governo e fazer outras coisas com o dinheiro, como criar empregos.

Criado para estimular o consumo e, diante do aumento do desemprego e do péssimo desempenho da economia, com grande potencial para elevar o endividamento da população, o nefasto empréstimo consignado com garantia do FGTS é criticado pelos grandes bancos privados, que questionam as cobranças de taxas e os custos impostos pela Caixa para que outras instituições possam bloquear o dinheiro do trabalhador e oferecer esse tipo de credito.

Em situação cada dia piora, em ABR/18 as contas públicas tupiniquins apresentaram déficit primário de R$ -19,7bi, o que representa o segundo maior rombo para meses de agosto da série histórica do Tesouro Nacional, iniciada em 1997, e um rombo 87,3% maior do que o resultado de AGO/17.

Para quem quer acreditar que o pior já passou na economia tupiniquim, atualmente (1) a concessão de empréstimos, o dinheiro novo, cresce em relação ao ano passado, (2) a média das taxas de juros voltou a níveis de 2014 ou de 2012, (3) a inadimplência continua a cair, como se nota desde meados de 2016 e (4) a despesa mensal das famílias com suas dívidas é a menor desde o início de 2011.

Com potencial para animar os investidores, apesar de ser bastante difícil de acontecer, Ana Paula Vescovi, secretária-executiva do Ministério da Fazenda, afirmou que o governo está engajado em tentar aprovar a reforma da Previdência em pelo menos uma das casas do Congresso ainda este ano.

Temendo que o resultado das eleições possa causar uma disparada da inflação, o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino recomendou que as escolas particulares do estado de SP adiem para o início de DEZ/18 a divulgação dos índices de reajustes das mensalidades de 2019.

Ajudando o setor agrícola, que é o mais importante e eficiente da economia tupiniquim, a Câmara de Comércio Exterior aprovou a retirada do imposto de importação de 8% de inseticidas usados no plantio de soja e milho.

-    A BRFS subiu 5,2% na bolsa tupiniquim, após o Ministério da Agricultura anunciar a reabertura do mercado indiano para a carne suína brasileira.
-    A Airbus subiu 3,2% na bolsa de Paris, depois que os reguladores europeus concederam uma certificação crucial para o seu avião A330-900.
-    A Telecom Bouygues avançou 2,7%, também na bolsa de Paris, após o J.P. Morgan elevar o preço alvo da ação de 42 euros para 46 euros.

Política:

Com projeções bem diferentes, e inúteis, de segundo turno, na média das 2 pesquisas divulgadas ontem indicam que (1) Bolsonaro lidera com 29,1%, (2) Haddad tem 20,6%, (3) Ciro está com 11,1%, (4) Alckmin registra 7,8% e (5) Marina recebeu 5,1%.

Crescendo constantemente nas pesquisas de intenção de voto e mostrando que “votar útil é votar no melhor”, Amoedo, do partido NOVO, mesmo sem tempo na TV e sem usar dinheiro público na campanha, se aproxima dos 4% nas pesquisas, tem os eleitores mais fieis, luta para chegar aos 6% e poder participar do debate da Globo sabendo que, se isto ocorrer, tem enormes chances de terminar o primeiro turno na frente de Marina e de Alckmin.

Gastando, com todo seu direito, boa parte de sua imensa fortuna para tentar realizar um sonho estritamente particular de ser presidente do Brasil, ontem, durante o debate do SBT, Meirelles levou uma “lição de economia” de seu adversário cabo Daciolo, que lembrou que o referido peemedebista, quando ministro de Lula, pagou a dívida externa que cobrava juros de 4% com dinheiro que pegou emprestado dos bancos brasileiros pagando juros de 18% ao ano.

Mostrando que, além de ser poste de bandido, também é populista, Haddad, candidato do PT à presidente, tem sido um dos mais enfáticos em prometer revogar a emenda constitucional 95 que limitou o aumento da despesa pública à inflação dos 12 meses anteriores.

Além de ter os eleitores menos preocupados com a política, que são os que mais não devem votar, o PT sofreu um grande revés ontem no Supremo Tribunal Federal que, por 7 votos a 2, decidiu manter o cancelamento de 3,3 milhões de títulos de eleitores, principalmente do Norte e do Nordeste, que não fizeram o cadastramento biométrico obrigatório.

Trazendo novas encrencas para 2 candidatos socialistas que devem se unir no segundo turno contra Bolsonaro, (1) Francisco Macena, tesoureiro da campanha de Haddad, é alvo de inquérito da PF por financiado a campanha do referido poste em 2012 com dinheiro do departamento de propinas da Odebrecht e (2) Paulo Preto, operador de propinas de Alckmin, se tornou réu por acusação de formação de cartel nas obras do trecho sul do Rodoanel e do Sistema Viário Metropolitano de SP.

Em um total desrespeito à lei eleitoral, o PT, acreditando na impunidade do judiciário tupiniquim, continua a divulgar material de campanha, principalmente na Bahia, no Piauí, no RJ, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, no qual Lula aparece como o candidato do partido à presidente do Brasil.

Crítica:

Acusada de receber R$ 600.000,00 de dinheiro sujo, cuja origem é a mesma da fortuna encontrada pela Receita Federal com o filho do ditador africano, a Folha de SP tem feito uma campanha descarada contra Bolsonaro e à favor do petista Haddad.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário