R.B. 19/SET/18 "Podendo até ser confundido com sociólogo um petista"



"Podendo até ser confundido com sociólogo um petista"

São Paulo, 19 de setembro de 2018 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros após fechar o pregão anterior no maior patamar desde 29/AGO/18 (aos 78.314pts), usando como “desculpa” o crescimento, já esperado, de Haddad na pesquisa divulgada ontem e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando a esperada piora do “humor” na bolsa tupiniquim e também influenciado pela expectativa de manutenção da taxa básica de juros da economia em 6,5% na reunião do Copom que termina hoje.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 2,0%, para fechar em território positivo pela 3ª vez consecutiva, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais, beneficiada pela valorização das commodities e impulsionada pelos sinais de que, mesmo com a maioria da imprensa socialista contra, a esquerda será derrotada nas eleições presidenciais tupiniquins 2018 e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 4,14, na “contramão” da melhora do “humor” da bolsa tupiniquim, com os investidores aguardando a decisão do Copom e a divulgação da próxima pesquisa Ibope de intenção de votos para presidência da República.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,4% e China 1,8%, desdenhando a já esperada imposição de uma nova rodada de tarifas sobre produtos chineses e impulsionadas pela divulgação de resultados corporativos positivos, principalmente de companhias siderúrgicas, aéreas e seguradoras, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra -0,1%, com os investidores monitorando os desdobramentos do Brexit, porem França 0,3% e Alemanha 0,5%, acompanhando o movimento ascendente das bolsas de NY e beneficiadas pela valorização das commodities e (3) dos EUA, S&P 0,5%, DJ 0,7% e NASDAQ 0,8%, com os investidores analisando que a última rodada de tarifas entre o país e a China não foi tão ruim quanto o esperado e cada dia mais otimistas com o desempenho da economia norte-americana, que apresenta resultados corporativos positivos e crescimento da confiança dos consumidores.

Hoje, chamando pouca atenção dos investidores que só se preocupam com as eleições presidenciais, o Copom vai anunciar, após o fechamento do pregão, sua decisão sobre a taxa básica de juros que, se tudo ocorrer como esperado por mais de 90% do “mercado”, deve ser mantida em 6,5% ao ano, o menor patamar da história, já que mesmo com a alta do dólar a inflação está controlada por conta da estagnação da economia.

Apesar de todo alarde, o Brasil de hoje é melhor do que o da véspera da primeira vitória de Lula, já que (1) corrigido pela inflação dos últimos 16 anos o pico do dólar atingido em 2002 deveria estar hoje por volta de R$ 6,50, (2) o índice da bolsa tupiniquim vale hoje cerca de 3 vezes o que valia em 2002 e (3) a diferença dos juros básicos do Brasil e dos EUA hoje está em 3,5%, contra 24% em 2002.

O prestigiado Bank of America Merrill divulgou uma pesquisa, feita apenas com gestores internacionais, que mostra que (1) 37% acreditam que o dólar vai fechar o ano acima de R$ 4,00 e (2) 40% acham que o BC não deveria fazer "nada" para conter a desvalorização do real, 29% dizem que a autoridade monetária deveria "elevar juros", 15% acreditam que vender swap de forma discricionária é a melhor solução e perto de 8% acham que deveria vender reservas.

Podendo até ser confundido com sociólogo um petista”, Paulo Guedes, economista que comandará o Ministério da Fazenda caso Bolsonaro seja eleito, anunciou ontem que pretende (1) recriar um imposto nos moldes da CPMF e (2) tributar em 20% a distribuição de lucros e dividendos.

Mostrando porque Ciro Gomes assusta tanto os investidores, Mauro Benevides Filho, coordenador do programa econômico do candidato do PDT, afirmou que a volatilidade do câmbio tem que ser “controlada” por meio de um comitê semelhante ao Copom, algo semelhante ao que existe em economias socialistas como Venezuela, Cuba e até China.

Fruto do sucateamento de uma economia estragada por governos corruptos e incompetentes, em AGO/18 a indústria paulista, que concentra a maior fatia do PIB tupiniquim, fechou 2,5 mil postos de trabalho, o que representa uma queda de -0,11% na comparação com JUL/18 e um decréscimo de -1,3% nos últimos 12 meses.

Com o claro interesse em não perder suas “boquinhas”, já que empresa estatal só serve para empregar amigos e fazer corrupção, os “nobres” deputados da Assembleia Legislativa do RJ derrubaram a lei que permitia a privatização da Cedae (Companhia Estadual de Água e Esgoto), o que aliás era uma das contrapartidas ao socorro federal feito recentemente ao Estado.

Política:

Segundo a pesquisa Ibope divulgada ontem, (1) Bolsonaro, com quase 100% de chance de ir para o segundo turno, subiu de 26% para 28%, (2) Haddad, já quase 100% reconhecido como o “poste oficial” de Lula, disparou de 8% para 19%, (3) Ciro, com seus eleitores ainda cativos, manteve os 11% da pesquisa anterior, (4) Alckmin, envergonhando seu partido e perdendo apoio dos bandidos do centrão, caiu de 9% para 7% e (5) Marina, logrando êxito no seu objetivo de perder mais uma eleição, recuou de 9% para 6%.

Sem nenhum tipo de explicação lógica, Alckmin, que declarou para o TSE um patrimônio de R$ 1,4 milhão quando registrou sua candidatura à presidente, decidiu fazer uma doação pessoal de R$ 550 mil para a campanha de reeleição ao senado de Cassio Cunha Lima na Paraíba e a única explicação que se pode ter, a não ser caixa 2 e corrupção, é que ele é mesmo um “santo que multiplica dinheiro”.

Desconstruindo a farsa de que as mulheres não votam em Bolsonaro, segundo a pesquisa do Ibope divulgada ontem 20% dos votos femininos estão com o candidato do PSL e 19% estão com Haddad, o poste de Lula.

Apesar da histeria dos eleitores de Bolsonaro, que são tão radicais e irracionais quanto os petistas, está cada dia mais claro que Haddad ainda tem bastante espaço para subir nas pesquisas e certamente vai herdar cerca de 80% dos votos de Ciro e Marina.

Fazendo de tudo para perder ainda mais votos e terminar a eleição atrás do Amoedo, somente ontem Alckmin, candidato tucano à presidente, chegou a “brilhante conclusão” que o eleitor está junto com o Bolsonaro porque está com medo do PT.

Lacaio do PT, que inclusive foi flagrado em uma ligação telefônica recomendado a Lula que comprasse uma pesquisa ao seu favor e que se refugiasse como ministro de Dilma para não se preso, Alberto Carlos Almeida, que se considera um “cientista político”, postou no seu Twitter o resultado da pesquisa Ibope 1 hora antes da divulgação oficial pelo Jornal Nacional.

Mais perdido do que cego em tiroteio e cada dia mais digno de pena, Alckmin, que juntamente com Aécio pode ser responsabilizado por acabar com o PSDB, decidiu intensificar os ataques pessoais contra seus adversários.

Como o PT já usou o que precisava dele, o criminoso e terrorista Boulos, candidato à presidente pelo PSOL que invade impunemente propriedades privadas, tem atualmente 0% nas pesquisas de intenção de votos.

Crítica:

O R.B. apoia o Amoêdo e está cada dia mais incomodado e intrigado com o fato dos eleitores do Bolsonaro estarem desesperados para que ele ganhe no primeiro turno, (1) incomodado pois o voto é uma decisão pessoal e a eleição em 2 turnos existe justamente para você votar no melhor no primeiro turno e (2) intrigado pois obviamente quem está na frente da disputa sai em vantagem no segundo turno e, com metade do tempo da TV, o candidato do PSL vai poder debater suas ideias e objetivos e tentar desconstruir alguns preconceitos imputados contra ele.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário