R.B. 28/JUN/18 "O Brasil está para quebrar"



"O Brasil está para quebrar"

São Paulo, 28 de junho de 2018 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve voltar a cair, para fechar o dia abaixo dos 70.000pts, pressionada pelas crescentes preocupações e desconfianças do “mercado” (a) no STF, (b) na candidatura de Alckmin, (c) na economia tupiniquim e (d) condução do país por Temer até o final do ano e (2) o DÓLAR pode subir, agora rumo aos R$ 4,00, impulsionado pela redução cada vez maior do fluxo de recursos externos oriundos de captações e “investimentos”.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,1%, retornado à sua trajetória descendente após 3 pregões seguidos de alta, acompanhando as perdas bolsas de NY e com destaques de queda para as ações dos bancos, como BB (-2,1%) e Itaú (-1,8%), prejudicados pela piora do cenário político e econômico no país e (2) o DÓLAR subiu 2,0% à R$ 3,87, desdenhando do leilão de venda do BC, que totalizou R$ 2,4bi, já que foi impulsionado pela piora do “humor” na bolsa tupiniquim, pela trajetória internacional da moeda norte-americana e pela crescente e constante saída de investidores estrangeiros do país.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,3%, com as exportadoras prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e China -1,1%, acumulando baixa de -21,0% desde o topo histórico atingido em 24/JAN/18, ainda pressionada pelo embate comercial do país com os EUA, (2) da EUROPA, Inglaterra 1,1%, França 0,9% e Alemanha 0,9%, em um movimento de recuperação após investidores avaliarem um cenário de menor tensão comercial global e com destaques de alta para as petrolíferas, como BP (3,4%) e Galp (1,4%) e (3) dos EUA, S&P -0,9%, DJ -0,7% e NASDAQ -1,5%, influenciadas negativamente pela inesperada derrota da proposta do Partido Republicano de reforma imigratória, que pressionou principalmente as ações de tecnologia.

Prejudicando cada dia mais o país, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, decidiu ontem proibir o governo federal, estados e municípios de vender o controle acionário de estatais e de suas subsidiárias sem aval do Poder Legislativo e licitação prévia.

Mostrando que os “gringos fogem cada dia mais rapidamente do Brasil”, segundo dados oficiais do BC, apenas na semana passada o fluxo tupiniquim de capital externo financeiro (que inclui as aplicações em bolsa e renda fixa) ficou negativo em US$ -766mi em valores líquidos.

Fingindo que trabalha, quando na verdade só está preocupado em ficar fora da cadeia após 1/JAN/19, o presidente Temer prepara para lançar na próxima segunda-feira um Plano Nacional de Logística, que define investimentos prioritários de cerca de R$ 55bi para reduzir gargalos do transporte de cargas no país.

Com menos demanda, já que as pessoas estão quebradas e não conseguem tomar mais crédito, e um pouquinho mais de concorrência, os juros do cartão de crédito rotativo recuaram de uma média de 328,6% ao ano em ABR/18 para 303,6% ao ano em MAI/18.

Torrando dinheiro da poupança compulsória dos trabalhadores para ajudar politicamente aliados do governo, o comitê de investimentos do Fundo de Investimentos do FGTS decidiu que publicará edital para financiar até 15 projetos de infraestrutura, somando um empréstimo total de, no máximo, R$ 4,85bi.

Ajudando a piorar ainda mais a situação do país, em JUN/18, ainda repercutindo a terrorista greve dos caminhoneiros, a confiança do consumidor paulistano recuou -8,37% na comparação com MAI/18, o que representa a maior queda mensal desde MAI/15 e o pior patamar desde NOV/17.

Coberto de razão, o jornalista Vinicius Torres Freire, que fez mestrado em administração pública na Universidade Harvard, alertou em artigo que “o Brasil está para quebrar”, seja no que diz respeito às contas do governo ou à política, ressaltando que esta crise vai ficar explícita entre 2019 e 2020 e que para sair dela o país terá que cortar gastos e aumentar impostos, ou haverá algum tumulto financeiro e/ou outros desdobramentos incertos, mas ruins.

Mudando as regras e elevando a insegurança jurídica do país, o que pode afugentar ainda mais os investidores externos e estimular cada dia mais que os brasileiros invistam no exterior, foi divulgada ontem no Diário Oficial da União uma portaria que permite que cobranças de dívidas tributárias e previdenciárias de pessoas físicas e donos de empresas com a União possam bloquear saldos de consórcios e de planos de previdência privada, algo que até então não era possível.

Política:

Com “ministros macabros indicados por presidentes repugnantes” como Colllor, FHC, Lula, Dilma e Temer, e referendados pelo nefasto Senado tupiniquim, as decisões de cunho político do STF, a suprema corte do país, tem causado cada dia mais preocupação no “mercado” e “turbinado” a fuga de investidores estrangeiros do Brasil.

Com FHC à frente da iniciativa, o que obviamente já é “garantia de fracasso”, será lançado hoje em SP um manifesto de lideranças de centro que pede união em torno de um polo democrático e reformista na eleição presidencial deste ano.

Animado com a decisão de Datena de ser candidato ao senado pelo DEM, seu principal aliado nestas eleições, Doria, candidato tucano ao governo de SP, já fala abertamente que pode liquidar a fatura já no primeiro turno.

Os dirigentes do PT que pregam que a legenda endureça na negociação com o PSB, exigindo que os socialistas apoiem a candidatura presidencial em troca de aliança em Pernambuco, dizem que só essa troca compensa retirar a pré-candidata Marília Arraes da disputa ao governo no estado.

Aproveitando a distração popular com a Copa do Mundo na Rússia, a coalizão empenhada em matar a Operação Lava Jato, com o apoio nefasto dos ministros do STF, já soltou nos últimos dias presos e suspendeu processos que beneficiam gente graúda em todo o espectro ideológico.

A estagnação do tucano Alckmin nas pesquisas de intenção de votos faz crescer cada dia mais no “mercado” a convicção de que a disputa central da eleição ao Planalto se dará entre Ciro, Marina e Bolsonaro.

-    Mostrando que os bandidos do PT atraem cada dia menos voto e simpatia da população, a vaquinha de Lula na internet arrecadou até agora apenas R$ 397.000,00.
-    Conforme já antecipado pelo R.B., ontem, dos 513 deputados federais, apenas 4 compareceram ao trabalho no Congresso Nacional.

Crítica:

Ajudando, pela enésima vez, os bancões tupiniquins a ganharem mais prestando um serviço cada dia pior e mais desqualificado para a população, os “nobres” ministros do Tribunal Superior do Trabalho decidiram permitir que os bancos do país contratem empresas de telemarketing para terceirização de atividades no setor bancário.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário