R.B. 18/JUN/18 "O direito de roubar"



"O direito de roubar"

São Paulo, 18 de junho de 2018 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, para fechar o dia abaixo dos 70.000pts, pressionada pela piora do “humor” nas principais bolsas mundiais e prejudicada pelos sinais cada dia mais ruins da economia e da política tupiniquim e (2) o DÓLAR pode subir, mesmo com os leilões de venda do BC, seguindo a tendência global, que é intensificada pelos problemas brasileiros.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,0%, para na mínima atingir 69.580pts, acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais, pressionada pelo recuo das commodities e prejudicada pelo crescimento das expectativas negativas para a economia e para a política tupiniquim e (2) o DÓLAR caiu -1,0% à R$ 3,73, artificialmente influenciado pelo anúncio de intensificação dos leilões de venda do BC, que pode ser comparado ao ato de “enxugar gelo”.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,5%, com as exportadoras beneficiadas pela desvalorização da moeda local e pela guerra comercial dos norte-americanos com os chineses e China -0,7%, no menor nível em 21 meses, diante anuncio de que Trump aprovou a aplicação de tarifas a cerca de US$ 50bi em produtos do país, (2) da EUROPA, devolvendo parte dos ganhos da semana, mesmo diante da divulgação de dados econômicos positivos da região, Inglaterra -1,7%, França -0,5% e Alemanha -0,7%, com destaques de queda para as ações de mineradoras e petrolíferas que fazem negócios com os EUA e a China e (3) dos EUA, após baterem recordes históricos, S&P -0,1%, DJ -0,3% e NASDAQ -0,2%, usando como “desculpa” o aumento das tensões comerciais globais, já que Obama “apenas” confirmou a imposição de tarifas de 25% sobre US$ 50bi em produtos chineses.

Repetindo o que todos já sabem, a agência de classificação de risco Moody's, “alertou” que o embate tarifário entre as duas maiores economias do mundo, que são China e EUA, deve aumentar a volatilidade nos mercados financeiros.

Em uma guerra comercial que vai adiar a ascensão da economia da chinesa para o topo do ranking mundial, na sexta-feira foi intensificada a tensão comercial entre EUA e China, por conta da divulgação oficial da lista de sobretaxação de produtos chineses, e o Ministério de Finanças chinês prometeu impor barreiras à mesma alíquota e sobre o mesmo valor em bens importados dos EUA, o que derrubou a cotação das commodities.

Com bastante dificuldade de enxergar o óbvio, que é simples a falta de confiança no futuro do Brasil, o Ministério da Fazenda e o BC criaram uma força-tarefa para monitorar diariamente a desvalorização do real e tentar detectar sinais de possíveis ataques especulativos.

Esse foi um dos principais assuntos da reunião do presidente Michel Temer com o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, e o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, ocorrida na quinta-feira (14).

Defendendo os interesses dos grandes e tradicionais bancos mundiais, o Banco de Compensações Internacionais alertou que as criptomoedas não são escaláveis e têm mais chance de sofrer uma quebra de confiança e eficiência quanto maior o número de pessoas as usando.

Primeira casa de investimentos a alertar sobre os riscos de se investir no Brasil, James Amine, chefe global da área de banco de investimentos do Credit Suisse, afirmou que, olhando para os emergentes, a perspectiva é de piora em razão da alta dos juros norte-americanos.

Alertando que ainda podem ocorrer perdas, Fabrício Stigliano, analista de investimentos, afirmou que “graficamente” a tendência de queda do Ibovespa tende a se estender mais um pouco, talvez buscando o patamar dos 67.000pts, ressaltando que o ambiente é de grande incerteza, principalmente no cenário interno.

Despreparados para muitas coisas, inclusive para lidar com o crédito, 29% dos servidores federais e estaduais, apesar de terem estabilidade no emprego e uma renda bem maior que a média da população, estavam inadimplentes no final de 2017.

Queimando reservas internacionais para ajudar empresas que não fazem hedge cambial, o BC, como que “enxugando gelo”, fez na sexta-feira passada mais um recorde de leilões de swap cambial, cujo volume superou os US$ -5,7bi, elevando o saldo “queimado” na semana para US$ -24,5bi.

Fugindo cada dia mais rápido do Brasil, (1) na última quarta-feira, os investidores estrangeiros retiraram R$ -431mi da bolsa tupiniquim, aumentando o saldo negativo do ano para R$ -8,1bi, sendo que R$ -3,7bi apenas nos 14 primeiros dias de JUN/18 e (2) nos 4 primeiros meses deste ano o volume de Investimento Direto no País, que mostra o desempenho das aquisições e empréstimos de matrizes no exterior a suas filiais brasileiras, registrou retração de -30% na comparação com o mesmo período de 2017, atingindo o menor patamar desde 2006.

Como fruto da greve dos caminhoneiros, da piora da economia e das péssimas perspectivas políticas, caiu de 49% para 31% o percentual de empresários que apostam em melhora na economia brasileira.

-    A Braskem PNA disparou 21,4%, com notícia de que a Odebrecht negocia a venda de sua participação na empresa petroquímica para a holandesa LyondellBasell.

Política:

Mostrando que Lula, usando filhos e amigos como laranjas, estendeu seus tentáculos criminosos por todos os lados que pode, a Polícia Federal agora investiga a atuação do empresário Jonas Suassuna, sócio do filho do referido ex-presidente, em negócios de até R$ 100mi junto ao governo do RJ durante a gestão de Sérgio Cabral.

Após ganhar notoriedade nacional ao defender “o direito de roubar”, a filósofa petista Marcia Tiburi foi oficializada como candidata do PT ao governo do RJ, substituindo o ex-ministro Celso Amorim, que desistiu da disputa alegando “razões pessoais”, e ajudando assim a apequenar ainda mais o partido que, para o bem do Brasil, deve sair “nanico” das eleições deste ano.

Como Alckmin não consegue atingir nem 10% das intenções de votos até nas pesquisas mais “camaradas”, a fragmentação da centro-direita começa a inflar divisões dentro dos partidos que não conseguem chegar a um consenso sobre o nome que os representará na disputa eleitoral pelo Planalto.

Bastante dividido, o DEM tem deputados em 4 alas na disputa presidencial (1) a que prega o apoio a Ciro Gomes, (2) a que prefere Alckmin, (3) a que aposta em Jair Bolsonaro e (4) a que ainda “sonha” com Rodrigo Maia.

A dificuldade de chegar a um consenso de centro levou siglas como o SD e o PSB a ressuscitarem a tese de que pode ser melhor lançar candidato próprio, já que, mesmo com baixas chances, o escolhido divulgaria palanques de governador na TV e ajudaria as legendas a fugir do embate entre PSDB e PT.

Mostrando que no Brasil a renovação é na maioria das vezes para pior, na eleição mais conturbada desde a redemocratização do país, pelo menos 5 “famosos” disputarão uma cadeira no Senado, sendo 2 cantores, 2 apresentadores de televisão e 1 ex-campeão mundial de boxe.

Com uma impopularidade histórica e um esvaziamento do apoio congressual, o governo Temer m faltando longos 6 meses da passagem da faixa presidencial, desistiu de propostas antes prioritárias, não consegue evitar que medidas provisórias caduquem, passou a ser menos frequentado por aliados e corre o risco de perder até funcionários comissionados.

Acreditando que é melhor ajudar o que consideram menos pior, o flerte de partidos de centro-direita com a candidatura de Ciro Gomes, do PDT, fez a cúpula dos militares reavaliarem o apoio a Jair Bolsonaro, do PSL.

Como sabe que uma aliança com o candidato do Podemos, que aliás é ex-tucano, pode salvar a candidatura de Alckmin, o ex-presidente FHC enviou recados a Álvaro Dias de que gostaria de conversar com ele.

Criado para manter os mesmos bandidos eternamente no poder, o maldito fundo partidário, que só não é utilizado pelo NOVO, representou, em média, 86,5% de todos os recursos utilizados pelas demais 33 legendas que declararam suas contas ao TSE.

Crítica:

Cansados da violência, da corrupção e da “malandragem tupiniquim”, segundo uma pesquisa divulgada ontem cerca de 62% dos jovens brasileiros que tem entre 16 e 24 anos afirmam que se pudessem deixariam o Brasil para viver no exterior.

PAZ, amor e bons negócios;

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: rb@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário