R.B. 21/MAR/18 "Ninguém manda no chefe do mundo"



"Ninguém manda no chefe do mundo"

São Paulo, 21 de março de 2018 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, pela segunda vez recuperando perdas recentes, porem deve-se ressaltar que a tendência ainda é de queda, por conta das expectativas cada dia mais negativas para a política e para a economia tupiniquim e (2) o DÓLAR pode subir, agora mantendo os R$ 3,30 como suporte, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e a expectativa de redução do fluxo positivo de recursos oriundos de captações, exportações e investimentos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,3%, em um “ajuste técnico” após 5 pregões consecutivos de queda, beneficiada pela valorização das commodities, seguindo o movimento ascendente das bolsas de NY, porem com baixo volume de negócios (R$ 8,1bi) e sem muita “força”, o que indica um sentimento de cautela e (2) o DÓLAR subiu 0,7% à R$ 3,31, para fechar o dia no maior patamar do ano, diante das “apostas” de alta dos juros nos EUA e queda dos juros no Brasil.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, novamente sem uma tendência única, Japão -0,5%, em queda pelo terceiro pregão seguido e acompanhando as perdas das bolsas de NY no dia anterior e China 0,4%, após o primeiro-ministro do país afirmar que apelou aos EUA que ajam de "forma racional" na questão do comércio e o presidente chinês adotar um tom nacionalista no discurso de encerramento encontro anual do Parlamento, (2) da EUROPA, recuperando perdas recentes, Inglaterra 0,3%, França 0,6% e Alemanha 0,7%, beneficiadas pela divulgação de bons indicadores econômicos da região e pelos avanços das negociações do Brexit e (3) dos EUA, também recuperando perdas recentes, S&P 0,2%, DJ 0,5% e NASDAQ 0,3%, diante da leve redução das tensões geopolíticas e políticas no país, após Trump dizer que não pretende demitir o seu conselheiro especial Robert Mueller, responsável pelas investigações sobre a suposta interferência do Kremlin, e após o presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Paul Ryan, dizer que a lei de gastos do atual ano fiscal deve ser votada até quinta-feira.

Hoje, coincidentemente com cerca de 90% de chances em cada lugar, (1) nos EUA o FED, autoridade monetária norte-americana, deve elevar a taxa básica de juros do país em 0,25%, para a faixa entre 1,50% e 1,75%, e (2) no Brasil COPOM, autoridade monetária tupiniquim, deve reduzir a taxa básica de juros do país em -0,25%, dos atuais 6,75% para 6,50%, menor patamar da história.

Mostrando otimismo, o documento final do G20, divulgado ontem ao final da reunião de ministros da Economia e presidentes dos BC, em Buenos Aires, afirma que a “economia mundial nunca cresceu tanto de forma sincronizada como desde 2010.

Com o Brasil pagando as contas da corrupção dos governos petistas, a Venezuela, que está em grave crise política, econômica e social, oficializou ontem que dará um calote de R$ 901mi no BNDES referentes uma parcela de empréstimos vencida desde JAN/18.

Sem nenhum caso de sucesso desde que o brasileiro Roberto Azevedo, com o aval do governo tupiniquim petista, assumiu a presidência da instituição, ontem a Organização Mundial do Comércio divulgou um manifesto, assinado por cerca de 50 países, expressando preocupação com o que eles classificaram com "sérias ameaças" as ações comerciais unilaterais, em referência às tarifas de importação dos EUA.

Sofrendo com uma gestão inábil, o que é bastante comum no Brasil, e prejudicada pelo péssimo desempenho do setor de construção civil do país, a Eternit, empresa produtora de material para construção anunciou ontem que, com dívidas de cerca de R$ 229mi, entrou com pedido recuperação judicial em SP.

Focando naquilo que lhe dá lucro para a empresa, a Petrobras anunciou ontem a "hibernação" de duas deficitárias fábricas de fertilizantes no Sergipe e na Bahia, em uma medida que visa reduzir perdas nas operações enquanto a companhia busca um comprador para os ativos.

-    A Rio Tinto subiu 1,3% na bolsa de Londres, após anunciar um plano de compra e resgate de títulos com valor potencial de até US$ 2,25bi para reduzir a dívida bruta.

Política:

Inaugurando mais de 3 obras por dia, mesmo que elas não estejam acabadas, ontem Alckmin, governador de SP e candidato à Presidência pelo PSDB, visitou o socialista Fórum Mundial da Água, dançou forró, exaltou as ações de seu governo contra a crise hídrica paulista, defendeu o fim de impostos federais sobre o saneamento e distribuiu afagos ao vice-governador Márcio França, que vai disputar o Palácio dos Bandeirantes pelo PSB e contra seu correligionário Dória.

Tentando ocupar o lugar de Meirelles no “coração do mercado financeiro”, Rodrigo Maia, presidente da Câmara e candidato do DEM à Presidência do Brasil, afirmou que é contrário à medida provisória que aumenta a tributação sobre os fundos de investimento exclusivos, ressaltando inclusive que a medida traz "insegurança jurídica" e dá "sinal completamente errado" para empresários.

Ontem, poucos dias após seu líder Boulos se filiar ao PSOL para ser candidato a presidente do Brasil, os baderneiros, anarquistas e terroristas do MST (1) invadiram uma fábrica de água mineral da Nestlé, na cidade de São Lourenço, no Sul de MG e (2) invadiram o prédio do antigo Hotel Nassau, no centro de Recife.

No mesmo dia em que Marina Silva, candidata a presidente pela REDE, afirmou que o presidente do Brasil quer “se esconder da justiça”, Temer afirmou, para desespero dos peemedebistas que devem ver o partido encolher, que não é improvável que ele seja candidato à reeleição e ressaltou que “o tempo dirá” o momento em que essa definição será tomada.

Assustando, mas certamente também alegrando o maior picareta da história deste país, que sempre pregou e se beneficiou da divisão da sociedade, ontem ocorreram inúmeros confrontos entre manifestantes favoráveis e contrários a Lula durante sua carreata no Rio Grande do Sul.

Disposto a estar ao lado de Lula no momento em que ele for enjaulado, Haddad, ex-prefeito de SP, anunciou que vai se juntar à caravana do referido picareta petista a partir do dia 24, em Santa Catarina.

Provando que pode piorar cada dia mais seu ministério, o Temer, em troca de um palanque em SP, está disposto a dar um ministério a Marta Suplicy, ex-petista, hoje no MDB e que sempre sonhou em chefiar o Ministério da Educação, atualmente nas mãos do DEM de Mendonça Filho.

Ilustrando o enorme risco à democracia e a imagem internacional do Brasil que os ministros do Supremo correrão caso decidam mudar a lei para manter Lula fora da cadeia, em 193 dos 194 países filiados às Nações Unidas as prisões de condenados são feitas na primeira ou na segunda instância.

Raquel Dodge incluiu um depoimento de Lúcio Funaro no inquérito que investiga a participação do presidente Temer, de Eliseu Padilha e de Moreira Franco no pagamento de propina pela Odebrecht para a Secretaria de Aviação Civil.

Após dizer, para o delírio de seus seguidores, que a imprensa não questionou os demais presidenciáveis porque eles não foram nos enterros de mais de 20 policias nos últimos meses, Bolsonaro, ainda com medo de falar besteira, “avisou” que vai se manter silente sobre o assassinato da vereadora do PSOL do RJ.

Já arrumando confusão com Newton Lins, que foi secretário do governador petista Agnelo Queiroz e que é o “dono” do partido de aluguel PSL, Bolsonaro decidiu que vai apoiar o candidato do PRB no Distrito Federal.

Crítica:

Tomando a atitude correta e evitando uma insanidade, Mendonça Filho, ministro tupiniquim da Educação, “garantiu” que vetará a proposta do Conselho Nacional de Educação de liberar 40% de aulas a distância no ensino médio, o que iria piorar a já péssima qualidade do ensino tupiniquim.

Provando pela enésima vez que o Brasil é o país da piada pronta, ontem, após a prisão de 1 bispo, 4 padres e 1 monsenhor, todos acusados de participarem de um esquema desvio de cerca de R$ 2mi de reais de doações e ofertas dos fiéis, a CNBB divulgou uma nota pedindo que os católicos rezem pelos seus presos.

Como “ninguém manda no chefe do mundo”, Trump, presidente dos EUA, ignorou os conselhos de seus assessores de segurança nacional e telefonou Putin parabenizando-o pela reeleição, ignorando o fato de que o referido ditador russo é acusado (1) de perseguir seus rivais políticos, (2) de estar por trás do envenenamento de um espião e sua filha em território britânico e (3) comandar ataques cibernéticos que influenciaram nas eleições norte-americanas.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário