R.B. 1/FEV/18 "O velho discurso de que elas são estratégicas"



"O velho discurso de que elas são estratégicas"

São Paulo, 1 de fevereiro de 2018 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros após bater 12 recordes históricos de alta e acumular uma valorização de 11,1% no primeiro mês de 2018, o que representou o melhor resultado de janeiro desde 2006 e a maior alta mensal desde OUT/16, influenciada pela intensificação dos problemas políticos no Brasil e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, após recuar -3,8% em JAN/18, influenciado pela expectativa de corte da taxa básica de juros na reunião do Copom que ocorrerá na semana que vem.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,5%, ignorando o fato de Lula liderar as pesquisas de intenção de voto para presidente, seguindo a melhora do “humor” nas bolsas de NY e beneficiada pela valorização das commodities e (2) o DÓLAR subiu 0,3% à R$ 3,19, recuperando as perdas da abertura, impulsionado por compras de importadores, em uma sessão volátil por conta da formação da cotação de fechamento do mês.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,8%, acumulando perdas pelo sexto pregão consecutivo, ainda com destaques de queda para as exportadoras e China -0,2%, prejudicada pelo anúncio de que o índice de gerentes de compras da indústria do país caiu de 51,6pts em DEZ/17 para 51,3pts em JAN/18, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra -0,7%, França 0,1% e Alemanha -0,1%, com as atenções divididas entre a divulgação de resultados corporativos mistos das companhias, a inflação ao consumidor da zona do euro e a decisão política monetária nos EUA e (3) dos EUA, S&P 0,1%, DJ 0,3% e NASDAQ 0,1%, com os investidores satisfeitos com os balanços corporativos e o discurso sobre o Estado da União do presidente Trump, que adotou um tom conciliador.

Ressaltando que ganhos em empregos, gastos das famílias e investimentos estão "sólidos" e que espera ajustes graduais na política monetária, o FED (“Copom” dos EUA), conforme esperado, manteve a taxa dos Fed Funds entre 1,25% e 1,50%.

Com o ministério do trabalho acéfalo, já que o presidente Temer insiste em nomear para ministra uma cidadã que desrespeita as leis trabalhistas, no ano passado, indicando que a crise ainda assombra o país, (1) a Previdência Social perdeu 1,09 milhão de contribuintes, o que representou queda de 1,9% em relação aos 59,2 milhões de pessoas que contribuíram em 2016 e (2) a taxa média anual de desemprego ficou em 12,7%, patamar superior aos 11,5% de 2016 e o maior da série histórica da pesquisa, iniciada em 2012.

Apesar de gastar cada vez mais com o funcionalismo público e com a previdência, em 2017 o governo Federal brasileiro contratou cerca de -44% menos em compras de bens e serviços do que no ano anterior.

Apresentando novos desafios para o setor agrícola tupiniquim, que no ano passado foi o único que teve um bom desempenho, Fábio Silveira, sócio-diretor da MacroSector, afirmou que, com juros básicos menores do que os do crédito agrícola, o custo de oportunidade de plantar em 2018 será alto.

Com sua gestão elogiada por 99,9% do “mercado”, Pedro Parente, presidente da Petrobrás que será lembrado por tirar a empresa da ruina, destacou a redução do endividamento da companhia e a necessidade de a estatal ampliar sua competitividade e afirmou que neste ano pretende iniciar a operação de oito novas plataformas, das quais três são na área de cessão onerosa, nos campos de pré-sal da bacia de Santos.

Podendo ajudar o governo Temer a reduzir o rombo das contas públicas, mas principalmente fazendo o país se livrar de um enorme “elefante branco”, Wilson Ferreira Júnior, presidente da Eletrobras, afirmou que espera uma votação do projeto de lei sobre a privatização da referida estatal já em JUN/18 e que a expectativa é levantar cerca de R$ 4bi com a venda dos ativos da empresa.

-    A siderúrgica ArcelorMittal subiu 1,1% na bolsa de Paris, após a empresa, que é a maior companhia do setor no mundo, anunciar que teve lucro líquido de US$ 1bi no quarto trimestre de 2017, o que representa mais que o dobro do ganho apurado em igual período do ano anterior.
-    A empresa de serviços financeiros Capita despencou -47,5% na bolsa de Londres, após a empresa, acendendo o "alerta vermelho" nos investidores, suspender o pagamento de dividendos e alertar para a possibilidade de o resultado de 2018 ser afetado por causa dos altos níveis de endividamento.

Política:

Confirmando que, com medo de perderem apoio dos eleitores, é cada dia mais difícil aprovar a reforma da Previdência, uma pesquisa encomendada pelo Palácio do Planalto em JAN/18 mostra que 14% da população é favorável ao tema, enquanto 44% não querem as mudanças nas regras de aposentadoria e 39% ainda não têm opinião formada sobre o assunto.

Coberto de razão, o empresário Flávio Rocha, dono da Riachuelo, afirmou que Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto para presidente quando Lula sai do páreo, é popular pelo discurso conservador nos costumes, mas tem ideias econômicas "de esquerda", já que defende a manutenção de estatais com “o velho discurso de que elas são estratégicas”.

Conforme já era de se esperar, com Lula condenado em segunda instancia e Alckmin incapaz de conseguir 10% das intenções de voto, aliados de Luciano Huck já preparam sua pré-campanha à Presidência e esperam receber, após o Carnaval, uma grande pesquisa nacional, qualitativa e quantitativa, buscando esmiuçar o perfil do eleitorado que está disposto a votar num "outsider" em OUT/18 e também estabelecer seus pontos fracos.

Agora, após a confirmação de que ele lidera as pesquisas de intenção de votos e com o PT dizendo que impedir sua candidatura é “golpe contra a democracia”, Lula já prepara para lançar-se oficialmente como candidato petista à presidente na semana que vem.

Mostrando que o eleitorado tupiniquim está dividido sobre a possível inelegibilidade de Lula após sua condenação em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, 51% da população diz que o referido ex-presidente petista deveria ser impedido de participar das eleições de OUT/18 e 47% que afirmam que ele deveria concorrer, diferença dentro da margem de erro.

Os resultados da pesquisa Datafolha divulgada ontem foram usados por parlamentares da base do governo como argumentos para mostrar que votar a reforma da Previdência sob a impopular gestão de Temer será um suicídio político.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara que tem se colocado como presidenciável, foi fortemente aconselhado, especialmente por aliados do Nordeste, a abandonar a pauta previdenciária e se afastar do governo Temer, que tem a aprovação de apenas 6% da população.

Agindo como os petistas, já que é sempre ressaltar que são feitos do mesmo “barro socialista”, logo após a participação de Luciano Huck no “Domingão do Faustão”, no início deste ano, auxiliares do governador tucano Alckmin questionaram a cúpula da Globo sobre as aspirações do apresentador.

Apresentando mais um motivo para colocar Temer na cadeia, um relatório preliminar da Polícia Federal anexado ao inquérito que investiga irregularidades na edição de um decreto para o setor de portos reproduz uma tabela datada de 1998 que sugere pagamentos de empresas do Porto de Santos ao referido presidente e aliados.

Dando moral para bandido, Carmen Lucia, a presidente do Supremo Tribunal Federal, supostamente para tentar arrefecer a recente crise entre Judiciário e Executivo, convidou o presidente Temer para discursar hoje na abertura do Ano do Judiciário.

Crítica:

Perdendo cada dia mais audiência, apesar de ter faturado mais de US$ 4bi no último trimestre de 2017, e com uma política cada dia mais “intervencionista”, o Facebook anunciou ontem que banirá anúncios publicitários que promovam produtos financeiros e serviços atrelados a criptomoedas, assim como ofertas iniciais de moedas.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário