R.B. 17/JAN/18 "Vai ter que matar gente"



"Vai ter que matar gente"

São Paulo, 17 de janeiro de 2018 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, com os investidores percebendo cada dia mais que são grandes as possibilidades de (a) Lula, usufruindo da “camaradagem” da justiça brasileira, ser candidato mesmo que condenado em segunda instancia, (b) a reforma da Previdência não ser aprovada e (c) ocorrer um novo rebaixamento da “nota” do Brasil e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e principalmente influenciado pelos mesmos motivos que devem derrubar a bolsa tupiniquim.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,1%, para fechar o dia novamente no maior patamar da história (aos 79.831pts), influenciado pelas “apostas” de condenação de Lula em segunda instância, o que “em tese” inviabilizaria sua candidatura presidencial e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 3,23, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e recuperando uma parte das perdas acumuladas neste mês de JAN?18 (-2,6%).

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,0% e China 0,8%, com a chinesa se recuperando de perdas do pregão anterior, a japonesa alcançando o maior nível em 26 anos e ambas se beneficiando da valorização do dólar frente as moedas locais, que impulsionou as exportadoras, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra -0,2%, França 0,1% e Alemanha 0,3%, com os investidores ponderando tensões políticas no continente com o enfraquecimento do euro e da libra e (3) dos EUA, realizando lucros após o DJ ultrapassar a marca inédita dos 26.000pts logo após a abertura, S&P -0,3%, DJ -0,1% e NASDAQ -0,5%, com os investidores atentos à questões políticas, como a suposta interferência da Rússia na eleição do país.

Ressaltando que seu papel é técnico e não político, Ilan Goldfajn, O presidente do BC brasileiro, rechaçou a possibilidade de estar entre os cotados para ocupar o Ministério da Fazenda caso Meirelles deixe o cargo para se candidatar às eleições presidenciais de 2018.

Ao lado de Trump, que é um idiota, Temer, Doria e Meirelles, que ou são bandidos ou são coniventes, vão na semana que vem à Davos, evento da elite econômica mundial na Suíça, para tentar vender o que eles classificaram como um “novo” Brasil na esperança de atrair investidores com o argumento de que existe uma retomada da economia.

Revelando mais uma vez a “velha mentalidade socialista e intervencionista tupiniquim”, o BC brasileiro, ao invés estimular e facilitar a entrada de novos concorrentes no mercado bancário e ajudar a dar educação financeira para a população, pressiona os bancos brasileiros, que usufruem de um “quase monopólio”, a reduzir os juros do cheque especial, que inclusive poderá só ser usado por um tempo limite, para evitar que a dívida vire uma bola de neve.

Ajudando principalmente as grandes construtoras, o presidente Temer deve assinar nas próximas semanas um decreto que regulamentará a devolução de concessões consideradas problemáticas feitas durante o governo da ex-presidenta Dilma.

Principais “heróis” da baixa inflação do país no ano passado, os preços dos alimentos, que em 2017 foram beneficiados por uma supersafra, já começam a mostrar neste ano um movimento de alta, já que os produtores, descapitalizados, reduziram a área de plantio e estão fazendo investimentos menores nas suas lavouras.

Com potencial para aniquilar a já capenga indústria de cana-de-açúcar no Brasil e assim abrir mais espaço para seus bois pastarem, Blairo “motosserra” Maggi, o ministro da Agricultura, afirmou que estuda a possibilidade de reverter a taxa de importação de 20% sobre o etanol dos EUA para volumes maiores de 600 milhões de litros ao ano.

Desmentindo, pela enésima vez, a falácia de que “tijolo e sempre um bom investimento”, os novos contratos de aluguel na cidade de SP, que dificilmente ficam em mais de 0,40% do valor do imóvel, terminaram o ano de 2017 com um aumento de apenas 0,39% na comparação com 2016, isto sem levar em consideração a inflação de 2,95% no período.

Provando, também pela enésima vez, que “não existe almoço grátis”, ontem o bitcoin, que fechou 2017 com valorização de 1.400%, perdeu cerca de 25% do seu valor, registrando assim a maior queda diária desde DEZ/13, em meio a rumores de proibição na Ásia, onde ocorrem 75% das transações com a moeda.

Com o seu caixa ainda em dificuldades, mas já bastante livre da corrupção governamental, no ano passado a produção média de petróleo da Petrobras no Brasil cresceu 0,4% na comparação com 2018 e atingiu assim um novo recorde pelo quarto ano consecutivo, com 2,15 milhões de barris por dia.

-    A UnitedHealth, controladora da Amil no Brasil, avançou 1,9% na bolsa de NY após ter superado as estimativas dos analistas e elevado suas previsões para os resultados futuros.

Política:

Alertando para a realidade, Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, afirmou na tarde de ontem que não será simples votar a Reforma da Previdência neste ano e negou que tenha feito um discurso pessimista sobre o assunto em reunião com empresários em Washington.

“Batendo de frente”, e obviamente para ficar “bem na fita” com os eleitores, com membros do poder público, em especial do judiciário, Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, afirmou que os que criticam a reforma da Previdência querem apenas "defender seus benefícios e privilégios".

Atacando para se defender, Lula, em mais um de seus atos de desrespeito às leis, afirmou, em um evento fechado para seus puxa-sacos no RJ, que o desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, presidente do TRF4 (que no dia 24/JAN/18 julgará seu processo em segunda instância), é bisneto do coronel que ordenou a invasão de Canudos, na Bahia, no final do século 19, e que resultou na morte do cangaceiro e assassino Antônio Conselheiro.

Dando mais uma de suas declarações idiotas e criminosas, a senadora e presidente petista Gleisi Hoffmann, que para manter a imunidade parlamentar vai se candidatar a deputada nestas eleições, afirmou que para cumprir um eventual pedido de prisão do ex-presidente Lula "vai ter que matar gente".

Aumentando ainda mais a tensão no ninho tucano, ontem 12 deputados estaduais do PSDB, quem em tese deveriam ser leais à Alckmin, se reuniram na tarde de ontem com o prefeito João Doria para pedir ele dispute o governo de SP.

Em meio ao impasse sobre a nomeação de Cristiane Brasil, do PTB do RJ, para o Ministério do Trabalho, o chefe interino da pasta, Helton Yomura, filiado ao partido e indicado para o posto por Roberto Jefferson, pai da quase ministra, começou a se movimentar para ficar no cargo em definitivo.

O PT reforçou a ordem para que sua militância se concentre em SP no dia do julgamento do ex-presidente Lula pelo TRF-4, em Porto Alegre, na semana que vem, já que o referido “deus” petista deve falar com seus seguidores na avenida Paulista após a decisão.

Crítica:

Com os bandidos dominando todas as áreas do Brasil, o promotor de Justiça Marcus Vinicius da Costa Moraes Leite, que integrava o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado e que recentemente apresentou denúncias contra integrantes da milícia conhecida como Liga da Justiça, foi encontrado morto em sua casa, juntamente com sua esposa, e a “policia” já avisou que suspeita que ele matou a mulher e depois se suicidou.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário