R.B. "Apostas para 2018 e avaliação de 2017"



"Apostas para 2018 e avaliação de 2017" 

São Paulo, 31 de dezembro de 2017 (DOMINGO).

"Apostas do R.B. para o final de 2018"

Em 2017 o Brasil finalmente encontrou o "fundo do poço", com a economia parando de encolher, denúncias de corrupção contra 99% dos partidos e políticos, criminalidade crescente e forte aumento da desconfiança nas instituições, inclusive no judiciário.

Mas em 2018 será ano de eleições, o que certamente trará volatilidade aos ativos, Lula é a pior ameaça que "paira no ar" e, mesmo que seja condenado em segunda instancia, dificilmente ficará fora da corrida presidencial, até sem a autorização da justiça eleitoral ou atrás das grades.

Meirelles, se fizer o que quer, deixará o ministério da Fazenda para também concorrer à presidência do Brasil, missão "quase impossível" e que trará bastante desconfiança para a economia tupiniquim, que já deve estar fragilizada pela provável não aprovação da reforma da Previdência em FEV/18.

Infelizmente, baseando-se no que ocorreu no passado, é difícil acreditar que o eleitor tupiniquim tomará a decisão correta nas urnas em 2018, as demais opções apresentadas até agora ou representam a velha forma de se fazer política, com Alckmin e Marina, ou o radicalismo de direita e de esquerda, com Bolsonaro e Ciro.

O cenário apresentado manterá o desemprego do país em um patamar elevado, puxará a cotação do dólar, derrubará a bolsa e prejudicará a recuperação da economia, que com pouca demanda conseguirá manter a inflação controlada e consequentemente os juros baixos.

Nos EUA a economia será impulsionada pela aprovação da reforma tributária, que cortou impostos e atrairá investimentos para a terra do Trump, ajudando na valorização do dólar e nas exportações tupiniquins, a China seguirá tentando manter seu ritmo de crescimento e sua influência Global, comprado tudo em todos os lugares, inclusive por aqui, e na Europa a saída do Reino Unido da zona do Euro entrará no momento mais importante.
  
indicador
''aposta'' para 31/DEZ/18
Ibovespa
70.000pts
Dólar/Real
R$ 3,60
Juros - Selic
7,0%
PIB
1,0%
Inflação - IPCA
3,5%
Exportações
US$ 220bi
Desemprego
11,0%


"Avaliação das apostas de 2017"

A delação de Joesley provou, de forma insofismável, que, conforme "confessou" o ministro Luís Barroso, do STF, atualmente "é impossível não sentir vergonha do Brasil", que também segundo ele precisa ter sua democracia "refundada".

Com mais "traquejo" político do que a ex-presidenta Dilma, Temer se acorrentou na cadeira presidencial, mantendo-se lá através da distribuição de cargos, verbas e benefícios aos piores políticos do Congresso Nacional, o que causou um rombo ainda maior nas contas públicas do país.

Meirelles, até agora, conseguiu segurar no "fio do bigode" mais um rebaixamento na classificação do Brasil pelas agências internacionais, a atividade econômica fraca derrubou a inflação para baixo do piso da meta do BC (3,00%) e para baixo do esperado por nós (4,5%), permitindo que a taxa de juros fosse reduzida para o menor patamar da história, o que impulsionou a bolsa brasileira, que fecha bem próxima das nossas "apostas".

Os preços das commodities em alta, a ótima safra agrícola tupiniquim, a fraca demanda interna, o bom desempenho dos países desenvolvidos e a desvalorização do real ajudaram nas exportações, que cresceram bastante e fecham exatamente na nossa previsão.

Por fim, como atualmente, mesmo com a taxa de juros no menor patamar da história, tem que se ter muita coragem para investir no Brasil, o PIB teve um desempenho bem pior do que esperávamos e a taxa de desemprego ficou maior do que apostávamos.

Indicador
''Aposta'' de 2017
Realizado em 2017*
Ibovespa
75.000pts
76.492pts
Dólar/Real
R$ 3,65
R$ 3,31
Juros Selic
10,75%
7,00%
PIB
1,5%
0,98%*
Inflação - PCA
4,5%
2,95%*
Exportações
US$ 200bi
USD 200,1bi
Desemprego
10,0%
12,0%*

(*) valores aproximados, já que falta a divulgação oficial.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário