R.B. 27/OUT/17 "Atuando para a perpetuação do monopólio dos bancões"



"Atuando para a perpetuação do monopólio dos bancões"

São Paulo, 27 de outubro de 2017 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, recuperando perdas recentes, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e “animada” com o esperado resultado positivo do leilão de hoje do pré-sal e (2) o DÓLAR pode cair, seguindo a melhora do “humor” da bolsa tupiniquim e beneficiada pelo fluxo positivo de recursos externos, porem deve-se ressaltar que a trajetória da moeda norte-americana segue sendo de alta.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,0%, com bom volume de negócios (R$ 9,1bi) e com os investidores avaliando, diante do placar da votação da denúncia contra Temer, que é cada vez menor a chance de aprovação da reforma da Previdência e (2) o DÓLAR subiu 1,4% à R$ 3,28, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, a piora do “humor” na bolsa brasileira e a expectativa, cada vez maior, de redução, mais do que justa, da “nota” do país pelas agências de classificação de risco.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, com baixo volume de negócios, Japão 0,1% e China 0,3%, à espera de um importante anúncio de política monetária do BC Europeu, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,5%, França 1,5% e Alemanha 1,4%, “animadas” pela decisão do BC local que, além de manter os juros inalterados, anunciou uma expansão do seu programa de compra de ativos e (3) dos EUA, próximas da estabilidade e sem uma tendência única, S&P 0,1%, DJ 0,3% e NASDAQ -0,1%, divididas entre a realização de lucros, já que os índices estão nos maiores patamares da história, e a divulgação de balanços corporativos positivos, como da DowDuPont (2,8%), da Ford (1,9%)e do Twitter (18,1%).

Ajudando a reduzir um pouquinho o déficit das contas públicas, que mesmo assim ainda acumulam um saldo negativo de R$ -160,9bi no ano, em SET/17 as receitas totais do Tesouro Nacional aumentaram 8,3% na comparação com o mesmo período do ano passado, o que ocorreu por conta (1) do aumento de impostos, como o PIS/Cofins sobre os combustíveis, e (2) do Refis.

Como a crise econômica teve seu lado “positivo”, reduzindo o consumo das indústrias tupiniquins, Fernando Coelho Filho, ministro de Minas e Energia, afirmou que a situação dos reservatórios das hidrelétricas é "bastante preocupante", mas que não vê risco de problemas de falta de energia.

Hoje, após 4 anos, nos quais ocorreram mudanças na legislação que puseram fim à exclusividade da Petrobrás e amenizaram os compromissos de compras de bens e serviços no Brasil, o governo retoma a oferta de áreas do pré-sal, com a realização de dois leilões simultâneos que podem arrecadar até R$ 7,8bi para os cofres públicos.

Reduzindo ainda mais a concorrência no setor bancário tupiniquim, o Itaú, com a complacência da CVM, do BC e do CADE, anunciou ontem que assumirá 100% das operações de varejo do Citibank no Brasil a partir de 1/NOV/17.

Desinflando mais um pouco a bolha do setor imobiliário tupiniquim, que foi o último a piorar e que, mesmo que a economia se recuperar, vai demorar uns 2 anos ainda para voltar a melhorar, nos 8 primeiros meses deste ano o investimento na construção civil caiu -6,0% na comparação com o mesmo período de 2016 e desde 2014 o número de empregos formais na construção civil diminuiu -31%.

Como reflexo da contínua força das exportações na balança comercial, em SET/17 o Brasil registrou superávit em transações correntes de US$ 434mi, o que representa o melhor dado para o mês em uma década.

Ao invés de se preocupar em privatizar a instituição, que é ineficiente, suga recursos públicos e é cabide de emprego para vagabundo e picareta, o presidente Temer, com o claro objetivo fazer assistencialismo, anunciou que buscará aval do TCU para injetar R$ 10bi na Caixa Econômica Federal.

-    A Vale caiu -2,3%, prejudicada pelo recuo do minério de ferro e mesmo após anunciar que no terceiro trimestre deste ano seu lucro, de R$ 7,1bi, foi 287% maior que no mesmo período do ano anterior.
-    A Petrobras subiu 0,1%, após informar que seu Conselho de Administração aprovou em reunião na véspera o pedido de adesão da companhia ao segmento Nível 2 de Governança Corporativa da Bolsa, em passo que busca melhorar a governança da estatal e aumentar a independência da administração da companhia.
-    Alphabet, controladora do Google, subiu 2,9% na bolsa de NY e, após o fechamento do pregão, a empresa anunciou que teve alta de 24% na receita trimestral devido a fortes anúncios em dispositivos móveis.
-    O Deutsche Bank caiu -0,8% na bolsa da Alemanha, após anunciar que no terceiro trimestre deste ano a sua receita caiu -9,6% na comparação com o mesmo período de 2016.
-   O Barclays despencou -7,4% na bolsa de Londres, após que sua receita caiu -5,0% no terceiro trimestre na comparação com o terceiro trimestre de 2016
-   O Santander avançou 3,2% na bolsa da Espanha, já que no terceiro trimestre sua receita líquida de juros subiu de 7,8bi de euros entre JUN/16 e SET/16 para 8,68bi no mesmo período deste ano.

Política:

Como 99,9% dos políticos tupiniquins trabalham para que o Estado seja cada vez maior, ontem, em momento raramente visto na Assembleia Legislativa paulista, servidores públicos, deputados do governo e da oposição se uniram contra um projeto que estabelece um teto de gastos para o Estado de São Paulo.

Rendendo-se à realidade dos fatos, o peemedebista Eliseu Padilha, que é ministro da Casa Civil, afirmou ontem que a proximidade das eleições de 2018 atrapalha a possibilidade de votação da reforma da Previdência e encurta o calendário do governo.

Conforme prometido, o Palácio do Planalto enviou já na noite de ontem para o Diário Oficial a primeira parte da lista de exonerações de afilhados de deputados que foram infiéis ao presidente Temer na votação da segunda denúncia.

Após os tucanos se queimarem com a grande maioria dos seus eleitores, o Planalto do Planalto bateu o martelo e decidiu que os ministérios do PSDB serão redistribuídos para comparsas mais fiéis em MAR/18.

-   O DEM, que articula mudanças na concepção do partido, espera ampliar a sigla não só com parlamentares do PSB, mas do PSDB e do PSD.
-   Pré-candidato a assumir a presidência do PSDB, o governador de Goiás, Marconi Perillo, disse a interlocutores que Alckmin é o "primeiro na fila" da candidatura presidencial.

Líder do PTB na Assembleia de São Paulo e aliado histórico de Geraldo Alckmin, o deputado Campos Machado não pretende endossar qualquer iniciativa para fazer do prefeito Doria candidato ao governo estadual.

Fazendo populismo, o presidente Temer sancionou ontem um projeto de Lei que autoriza a Receita Federal a dar prioridade aos professores na hora do pagamento da restituição do Imposto de Renda.

Se esforçando para ser a pessoa mais detestada do Brasil, Gilmar Mendes, depois de inocentar Dilma e Temer, rasgando as provas da Odebrecht, passou a centralizar todos os ataques à Lava Jato.

Um vídeo da Polícia Federal obtido pela Veja mostra os locais em que Antonio Carlos Pieruccini, o portador de Alberto Yousseff, entregou para a campanha da petista Gleisi Hoffmann 4 pacotes com dinheiro roubado da Petrobras.

Jovem, bem formado, conhecido nacionalmente, com ideias e ideais liberais e com boa reputação, Luciano Huck tem sido visto pelo “mercado” cada vez mais como uma alternativa ao tucano Doria, o prefeito de SP, que sofre para fazer decolar suas ambições ao Planalto.

Crítica:

No Brasil ninguém reclama quando alguém compra carro, pelo dobro do que vale, em 60 vezes ou quando algum corretor de imóveis “garante” que os preços sempre vão subir, mas, “atuando para a perpetuação do monopólio dos bancões”, que seguem vendendo capitalização como se fosse investimento e previdência para aposentado, a CVM quer regular as empresas de análise independente, praticamente proibindo as pessoas de falarem sobre investimentos nas redes sociais.

Se aproximando de seus funcionários, Sergio Cabral, ex-governador do RJ, comparsa de Lula e atualmente presidiário VIP, foi transferido para um presídio Federal, que abriga os supostos líderes do Comando Vermelho, após ameaçar a família do juiz Marcelo Bretas.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário