R.B. 24/AGO/17 "Apavorado os banqueiros do Itaim Bibi"



"Apavorado os banqueiros do Itaim Bibi"

São Paulo, 24 de agosto de 2017 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e internamente impulsionada pela redução da tensão política e pelas expectativas de novos cortes da taxa básica de juros e (2) o DÓLAR pode cair, seguindo a esperada melhora do “humor” na bolsa tupiniquim e influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,7%, mesmo com as perdas das principais bolsas mundiais, já que os investidores, internos e externos, estão acreditando na “conversa fiada” do presidente Temer que prometeu fazer 57 privatizações e (2) o DÓLAR caiu -1,0% à R$ 3,14, acompanhando a melhora do “humor” na bolsa tupiniquim, diante do aumento das “apostas” de aprovação da reforma da Previdência.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única pelo 3º dia seguido, Japão 0,3%, interrompendo uma sequência de 5 pregões negativos e China -0,1%, prejudicada pela realização de lucros do minério de ferro, que caiu -4,5% após acumular ganhos de mais de 20% nas 4 sessões anteriores, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,1%, França -0,3% e Alemanha -0,4%, refletindo uma nova apreensão com o cenário político em Washington e um avanço do euro em relação ao dólar, que prejudica as exportações europeias e (3) dos EUA, S&P -0,3%, DJ -0,4% e NASDAQ -0,3%, prejudicadas por comentários do presidente Trump, que ameaçou paralisar o governo caso o financiamento de um muro na fronteira com o México não esteja no orçamento a ser aprovado pelo Congresso norte-americano.

Comandando a economia do governo com a menor aprovação da história do país, Meirelles, ministro brasileiro da Fazenda, afirmou ontem que a "psicologia" também é importante para a retomada da confiança da população na economia, ressaltando que isto ocorrerá com maior intensidade quando as pessoas começarem a não ter mais medo de perder o emprego.

Em uma extensa lista, que para ficar perfeita deveria incluir também a Petrobrás, os Correios, o Banco do Brasil e a Caixa, ontem o conselho do Programa de Parcerias em Investimentos aprovou a venda de estatais e de projetos controlados pela União, como a Eletrobras, a Casa da Moeda e o aeroporto de Congonhas.

Abaixo do esperado (0,40%) e dando argumentos de sobra para o Copom novamente cortar a taxa básica de juros em -1,0% na sua próxima reunião, o IPCA-15, mesmo com a forte elevação dos preços dos combustíveis, registrou uma inflação de 0,35% em AGO/17, acumulando com isto uma alta de 2,68% nos últimos 12 meses, o que representa o menor nível em quase 20 anos.

Como no Brasil o turismo interno é caro e ruim, em JUL/17 os gastos dos turistas brasileiros no exterior, também estimulados pelo patamar mais baixo do dólar, cresceram 38% na comparação com o mesmo período de 2016, já os gastos dos turistas estrangeiros no Brasil recuaram -5,5% na mesma base de comparação.

Dando uma enorme vantagem para a Estatal tupiniquim, a agencia Nacional de Petróleo decidiu que, nos leilões do pré-sal deste ano, a Petrobrás terá 30 minutos para se manifestar sobre a permanência ou não nos consórcios em que participar, podendo assim desistir de áreas do pré-sal se considerar o lance vencedor muito elevado para sua capacidade financeira.

Política:

Com o governo Temer ganhando mais uma “batalha”, foi aprovada, por 17 votos a 6, a criação da TLP, nova taxa de juros que balizará os empréstimos do BNDES a partir de 2018, na comissão mista do Congresso Nacional e o próximo passo agora é levar o texto para a apreciação do plenário da Câmara dos Deputados, o que deve acontecer em breve.

Visando cortar gastos do executivo, o governo federal prepara um pacote de medidas como, por exemplo, zerar os custos de aluguel de imóveis para órgãos públicos através da redistribuição de repartições que hoje estão em prédios de terceiros, o que traria uma economia de R$ 1,6bi por ano.

Cada dia mais enrolado com denúncias de corrupção, o senador peemedebista Romero Jucá está oficialmente fora do governo, mas deixou suas digitais não só nas propostas de privatizações, concessões e cortes de gastos, mas também na liberação do saque de PIS/Pasep para idosos e na criação do BNDES Giro.

Com o governo preocupado em fazer avançar outros assuntos, como a Reforma da Previdência, Rodrigo Maia, presidente da Câmara, está sendo pressionado por aliados de Temer a colocar a reforma política em votação mesmo sem a garantia de aprovação das mudanças.

Podendo, para a alegria de Doria, aniquilar a candidatura de Alckmin à presidente, o picareta Adir Assad, que assinou na segunda-feira acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, prometeu entregar aos investigadores extratos que comprovam transações feitas para "gerar" dinheiro para empreiteiras pagarem propina em obras do PSDB em SP, como o Rodoanel e a ampliação da marginal Tietê.

Agindo como se fosse membro do legislativo, e não do judiciário, Gilmar Mendes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, teve a ousadia de apresentar para Rodrigo Maia, presidente da Câmara, uma proposta de novas regras para a propaganda eleitoral, sugerindo a proibição de gravações externas, da contratação de atores e da exibição de efeitos especiais nas peças.

Trabalhando por sua candidatura à presidente, ontem o tucano Alckmin, governador de SP, recebeu a cúpula do PV para uma reunião e o referido partido já acenou com uma aliança em torno da candidatura dele ao Planalto em 2018.

Escancarando o modus operandi da política tupiniquim, foi revelando um vídeo no qual o peemedebista Emanuel Pinheiro, que atualmente é prefeito de Cuiabá, aparece recebendo dinheiro vivo na época em que foi deputado estadual no Mato Grosso.

Como querem continuar com uma fonte particular de propina e de empregos públicos, o senador tucano Aécio Neves e o governador petista Fernando Pimentel conspiram juntos para impedir a venda da Cemig.

“Apavorado os banqueiros do Itaim Bibi”, segundo matéria de hoje do jornal o Globo, os procuradores da Lava Jato, que já pegaram empreiteiras e políticos, agora querem fechar a delação de Palocci para começarem a investigar os “bancos amigos do PT”.

Crítica:

Obviamente com medo de perder sua “boquinha”, Wilson Ferreira Jr, presidente da Eletrobras, disse acreditar que o governo manterá fatia "importante" na empresa após a privatização, que tem previsão de ocorrer até o segundo semestre de 2018.

Advogando para os maiores bandidos do Brasil, Gilmar Mendes, que é ministro do Supremo Tribunal Federal, agora mandou soltar (1) Vicente Oliveira, que estava preso depois de ser condenado em segunda instancia por crime contra a ordem tributária e (2) Rogério Onofre, ex-presidente do Departamento de Transportes e do Estado do RJ, que é acusado de receber propina para beneficiar empresas de ônibus e que foi gravado fazendo ameaças de morte a outros presos e às famílias deles.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário