R.B. 13/JUN/17 "Covarde, sem caráter e sem respeito aos seus eleitores"



"Covarde, sem caráter e sem respeito aos seus eleitores"

São Paulo, 13 de junho de 2017 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, tentando uma recuperação após 3 pregões consecutivos de alta, diante da decisão, obviamente nefasta, do PSDB de seguir na base aliada de Temer e (2) o DÓLAR pode cair, devolvendo uma parte da valorização registrada no pregão anterior, acompanhando a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira e também seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,8%, devolvendo mais uma parte da valorização acumulada no ano (2,4%), influenciada pelo aumento da crise política brasileira e acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR subiu 0,8% à R$ 3,31, para finalmente fechar o dia acima dos R$ 3,30, seguindo a piora do “humor” na bolsa brasileira e influenciado pela ausência do BC na ponta vendedora.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -0,9% e China -0,6%, com as ações das empresas de tecnologia prejudicadas por um relatório do Goldman Sachs alertando que o setor ficou "ridiculamente sobrecarregado", (2) da EUROPA, Inglaterra -0,2%, França -1,1% e Alemanha -1,0%, prejudicadas pelo aumento das tensões geopolíticas e em compasso de espera entes de decisões de política monetária de três importantes BCs (dos EUA, da Inglaterra e do Japão) e (3) dos EUA, S&P -0,1%, DJ -0,2% e NASDAQ -0,5%, com as ações do setor de tecnologia, como Apple (-2,5%), Facebook (-0,8%), Google (-0,9%), Microsoft -0,8% e Netflix (-4,2), pressionadas pelo segundo pregão consecutivo, em meio a dúvidas sobre se as ações dele não estariam excessivamente valorizadas.

Comandada pelo “incansável Meirelles”, ministro brasileiro da Fazenda, a equipe econômica decidiu levar adiante a proposta de reforma do sistema tributário desenhada pelo governo antes da crise política provocada pelas denúncias contra o presidente Temer.

Finalmente refletindo o aumento da crise política no país, o “mercado” reduziu, de 0,50% para 0,41%, suas “apostas” para o crescimento da economia brasileira este ano e também diminuiu, desta vez de 3,90% para 3,71%, suas perspectivas para a inflação medida pelo IPCA em 2017.

Financiador de quase todas as picaretagens ocorridas no Brasil, desde a compra da emenda de reeleição de FHC até a atual manutenção de Temer, passando obviamente por Lula e Dilma, o Itaú ameaçou deixar as negociações com a JBS e cobrar antecipadamente cerca de R$ 1bi que tem a receber da empresa.

Cada dia melhor, já que depende dos mercados externos e se beneficia da crise interna, que reduz as importações, a balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 1,5bi na semana passada, elevando assim o saldo positivo no ano para US$ 31,3bi, resultado 48,4% maior do que o auferido no mesmo período em 2016 (US$ 21,1bi).

Este ano EUA, Brasil e Argentina vão produzir 280 milhões de toneladas, o que em tese deveria causar uma forte queda no preço da referida leguminosa, porem nos 5 primeiros meses deste ano os chineses importaram 20% mais do que no mesmo período do ano passado, o que tem segurado as cotações internacionais.

Apresentando um “otimismo inexplicável”, segundo a consultoria Pöyry o mercado tupiniquim de papel para fins sanitários crescerá 2,0% este ano e 3,5% em 2018, o que exigirá uma maior capacidade produtiva no Brasil.

Finalmente entendendo que o melhor caminho é um acordo bilateral, Brasil e México retomaram as negociações para ampliar a lista de produtos isentos de tarifas no comércio entre os dois países, o que na prática facilita e amplia o intercâmbio de mercadorias.

“Apostando alto”, a petroleira norueguesa Statoil, que já investiu no país US$ 10bi, planeja mais do que triplicar sua produção no Brasil e para isto anunciou que buscará se tornar operadora de toda a descoberta de Carcará, na Bacia de Santos, que está entre as maiores do mundo nos últimos anos.

Podendo embolar ainda mais o meio de campo, ontem a Rede Sustentabilidade pediu ao Supremo Tribunal Federal a anulação da decisão do Tribunal Superior Eleitoral que, de forma criminosa, absolveu na última sexta-feira a chapa Dilma-Temer.

Política:

“Covarde, sem caráter e sem respeito aos seus eleitores”, o PSDB, comandado por Doria, decidiu ontem permanecer na base de apoio do nefasto governo Temer, acreditando que assim terá apoio dos peemedebistas ao seu candidato, que provavelmente será o prefeito de SP, nas eleições presidenciais de 2018.

Como tem certeza que tem os “nobres parlamentares no bolso”, o presidente Temer, diante da expectativa de que seja alvo de uma denúncia por parte da Procuradoria-Geral da República já na próxima semana, articula para que o tema seja votado pela Câmara antes do recesso parlamentar, que começa em 18/JUN/17.

“Clamando por justiça”, algo que soa como piada para os políticos tupiniquins, Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo Tribunal Federal, cobrou do Congresso Nacional o cumprimento da decisão judicial que determinou o afastamento do senador tucano Aécio Neves.

Complicando cada vez mais a vida de Temer, o acordo de delação premiada do marqueteiro Duda Mendonça com a Polícia Federal chegou ao gabinete do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, com afirmações que colocam em foco o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi, um dos principais aliados do atual presidente do Brasil no Congresso Nacional.

Crítica:

Mostrando para os brasileiros que é possível, em uma única eleição, varrer quase todo o lixo político para fora do Estado, Emmanuel Macron, que fundou um partido novo e se elegeu presidente da França, conquistou no final de semana uma ampla maioria legislativa no Parlamento francês, cujo índice de renovação superou os 80%.

Defendendo bandidos de colarinho branco e punindo pobres vagabundos, a Justiça de SP negou ontem um pedido de habeas corpus da defesa de Silvonei José de Jesus Souza, que é hacker que clonou o celular de Marcela Temer e chantageou a primeira-dama.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário