R.B. 25/ABR/17 "O absurdo que é existir um banco público e a insanidade que é ele fazer propaganda"



"O absurdo que é existir um banco público e a insanidade que é ele fazer propaganda"

São Paulo, 25 de abril de 2017 (TERÇA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, já que, mesmo diante do “bom humor” nas principais bolsas mundiais, deve ser prejudicada pela piora do cenário político, diante da decisão do PSB de votar contra as reformas e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, pressionado pelos leilões de venda do BC e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,0%, reduzindo para -09,% as perdas acumuladas no mês e ampliando para 6,9% os ganhos acumulados no ano, acompanhando a forte melhora do “humor” nas principais bolsas mundiais e beneficiada pela valorização das commodities e (2) o DÓLAR caiu -0,9% à R$ 3,13, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e a melhora do “humor” na bolsa brasileira e também influenciado pelo ótimo resultado da balança comercial tupiniquim.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão 1,4%, registrando a maior valorização diária em 1 semana, com as exportadoras beneficiadas pela valorização do dólar frente a moeda local (o iene) e China -1,4%, ainda pressionada por temores de que Pequim seja mais agressivo no combate a negócios especulativos, (2) da EUROPA, Inglaterra 2,1%, França 4,1%  (o maior ganho diário desde MAI/10) e Alemanha 3,4%, “aliviadas” com o resultado do primeiro turno das eleições presidenciais francesas, que colocou o candidato centrista Emmanuel Macron como favorito para vencer a disputa no segundo turno e (3) dos EUA, S&P 1,1%, DJ 1,1% e NASDAQ 1,2%, acompanhando a melhora do “humor” nas bolsas europeias e também beneficiadas pelo aumento das “apostas” de que o governo Trump conseguirá aprovar um plano fiscal que leve a um corte nos impostos corporativos.

“Apostando” que a taxa básica de juros, atualmente em 11,25% ao ano, vai terminar 2017 em 8,5%, o “mercado”, com um otimismo crescente, reduziu de 4,06% para 4,04% e elevou de 0,40% para 0,43% suas expectativas respectivamente para a inflação e para o PIB tupiniquim neste ano corrente.

Ainda tentando se livrar da “má fama” que adquiriu durante os governos Lula e Dilma, o BNDES, que promete uma atuação maior para ajudar a economia tupiniquim no segundo trimestre, anunciou que sua meta é lançar até JUN/17 uma nova política para definir a compra de participações acionárias ou investimentos em títulos de dívida corporativa, também conhecidos como debêntures, dando mais liquidez a este segmento de mercado e focando em empresas com faturamento anual de, no máximo, R$ 90mi, dos setores de tecnologia da informação, novos materiais, biotecnologia, nanotecnologia e audiovisual.

Confirmando que “pirão pouco o meu primeiro” também é um lema dos nossos hermanos, segundo uma nota que nota divulgada pela Confederação Nacional da Indústria o governo do argentino Mauricio Macri arrefeceu seu "ímpeto reformista" no comércio exterior, fazendo com que a tarefa de exportar para o país vizinho siga penosa para empresários tupiniquins, porem mesmo assim as vendas para a Argentina cresceram quase 5% em 2016, após 2 anos de quedas.

Ainda beneficiada pela retração das importações, que é causada pela fraqueza da economia brasileira, a balança comercial tupiniquim já acumula um superávit de US$ 5,2bi neste mês de ABR/17 e de US$ 19,6bi no ano, resultado 79,8% maior do que o auferido no mesmo período de 2016 (US$ 10,9bi).

-    Aproveitando-se do vácuo deixado por Trump na região, o Mercosul e a Europa trabalham intensamente fechar em DEZ/17 um acordo que, além de seu componente comercial, terá uma dimensão política.

-    O Banco do Brasil subiu 2,9%, porem, escancarando mais uma vez “o absurdo que é existir um banco público e a insanidade que é ele fazer propaganda”, após o fechamento do pregão foi revelado que o primeiro colocado na licitação para a conta de publicidade da referida estatal foi antecipado 4 dias antes da abertura oficial dos envelopes que trariam o resultado.

Política:

Preocupando bastante o governo Temer, o PSB, quinto maior partido da base aliada, decidiu na noite de ontem se posicionar oficialmente contra as reformas da Previdência e trabalhista, colocou o cardo do seu ministro à disposição e assim caminha para se colocar na oposição.

“Sonhando”, muito alto, com o cardo de presidente do Brasil, Nelson Jobim, ex-ministro da Defesa, ex-juiz do Supremo e atualmente “lobista de luxo” do BTG Pactual, afirmou, com uma boa dose de razão, que se o governo Temer não apresentar resultados o país corre o risco de cair em uma onda populista.

Repetindo a brincadeira da mão amarela, a Associação Paulista de Municípios, totalmente dominada pelos tucanos, vai usar o encerramento de seu congresso para fazer um desagravo ao governador de SP Alckmin, que está implicado na Lava Jato pela delação de executivos da Odebrecht.

Podendo causar um estrago maior do que o da Odebrecht, pois devem contar fatos novos e envolver mais políticos e empresários, já são mais de 20 os executivos da OAS que devem aderir ao acordo de colaboração da empreiteira com a Lava Jato, além do ex-presidente da empresa, Léo Pinheiro, e de seus acionistas.

A eventual decisão do Supremo Tribunal Federal de limitar o foro privilegiado a quem cometeu o crime no mandato parlamentar pode ter consequências drásticas para os investigados da Lava Jato que estão hoje sob a jurisdição da Suprema Corte, já que se prevalecer a proposta, do ministro Luís Roberto Barroso, boa parte dos inquéritos descerá imediatamente para a primeira instância.

-    Assim como no filme “de volta do futuro”, ontem, ao chegar para reunião com Doria na Prefeitura de SP, ão Paulo, o ator e político Arnold Schwarzenegger, ex-governador da Califórnia cumprimentou o tucano com um “hello, mr. president”.
-   Com as contas no vermelho e o pires na mão, a Frente Nacional de Prefeitos vai pedir ao Congresso a criação de um novo tributo sobre gasolina, álcool e gás natural para financiar o transporte nos municípios e aliviar os caixas municipais.
-   Perdendo uma ótima oportunidade de ficar calado, Dória, prefeito de SP, afirmou que coloca a "mão no fogo" pelo padrinho político, o governador Alckmin.
-   Com a alcunha de “amante” nas planilhas de propina da Odebrecht, a senadora Gleisi Hoffmann, que é Líder do PT no Senado, afirmou que dentro de seu partido "não tem bandido", mas "pessoas que podem ter errado".

Crítica:

Podendo provar, pela enésima vez, que a justiça brasileira é uma piada e está dominada por bandidos, hoje o Supremo Tribunal Federal pode que o petista José Dirceu saia da prisão, já que o habeas corpus apresentado por seus advogados será apreciado por 5 ministros de uma das turmas do STF (Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello e Edson Fachin).

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário