R.B. 27/JAN/17 "Criar leis para proteger os ignorantes"



"Criar leis para proteger os ignorantes"

São Paulo, 27 de janeiro de 2017 (SEXTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, em um “saudável” movimento de realização de lucros após 4 pregões consecutivos de alta, acompanhando as perdas das demais bolsas e prejudicada pelo recuo das commodities e (2) o DÓLAR pode subir, para fechar em território positivo pelo segundo pregão consecutivo, seguindo a esperada piora do “humor” na bolsa brasileira e novamente no encalço da trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,5%, para fechar o dia no maior patamar em 5 anos, rompendo a “resistência” dos 66.000pts (aos 66.190pts), beneficiada pela alta do petróleo, ajustando-se ao bom desempenho das principais bolsas mundiais durante o feriado de SP e com destaques de alta para as ações dos bancos e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 3,18, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e recuperando-se de parte das perdas recentes.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 1,8% e China 0,3%, animadas pelos recordes de alta das bolsas de NY no dia anterior e pela valorização das commodities, (2) da EUROPA, sem uma tendência única, Inglaterra -0,1%, França -0,2% e Alemanha 0,4%, com os investidores reagindo a resultados corporativos mistos, monitorando o debate sobre o processo de saída do Reino Unido da União Europeia e satisfeitos com o índice de confiança do consumidor alemão, que subiu um pouco mais do que o esperado e (3) dos EUA, também sem uma tendência única, S&P -0,1%, DJ 0,2% e NASDAQ -0,1%, em compasso de espera após atingirem recordes históricos de alta e antes da divulgação de balanços de grandes empresas.

Mais uma vez adotando medidas que podem, “sem querer”, acabar beneficiando o Brasil, Trump, presidente dos EUA, quer impor uma tarifa de 20% sobre todos os produtos importados do México e usar os bilhões arrecadados para pagar pelo muro que será construído na fronteira entre os dois países.

Tentando salvar o RJ, que está em frangalhos após se aventurar na ideia estúpida de organizar uma Olimpíada e após se rapinada pela gang de Eike Batista e de Sergio Cabral, o presidente Temer ontem com Pezão, governador do referido Estado, um termo de compromisso que oferece socorro financeiro de R$ 62,4bi por 3 anos apenas se um pacote de medidas de ajuste for aprovado pelo Congresso e pela Assembleia Legislativa.

Provando mais uma vez que no Brasil o estado, ao invés de dar educação, precisa “criar leis para proteger os ignorantes”, o BC tupiniquim editou novas regras para o uso do rotativo do cartão de crédito, que ficará limitado a um prazo de 30 dias a partir de ABR/17.

Apresentando números que provam que, diferentemente do que foi propagandeado pelo governo e pela TV Globo, as Olimpíadas prejudicaram o turismo no Brasil, no ano passado, segundo dados oficiais da associação das empresas aéreas, a demanda por passagens de voos domésticos registrou uma queda de -5,5% na comparação com 2015.

Ajudando no controle da inflação e podendo estimular reduções ainda mais “intensas” na taxa básica de juros pelo Copom, ontem, após o fechamento do pregão, a Petrobras anunciou que vai reduzir o preço da gasolina e do diesel nas refinarias em -1,4% e em -5,1%, em média, respectivamente, ressaltando que faz isto por conta da valorização do real e do inverno ameno no hemisfério norte, que resultou em uma demanda por aquecimento via derivados do diesel inferior à antecipada.

Como o consumidor brasileiro continua consumindo alem do necessário e paga juros sem reclamar e/ou pesquisar opções melhores, em 2016, apesar da queda na inadimplência (-7,7%) e do recuo custo de captação de recursos pelos bancos (-17,7%), o "spread" bancário, que é a diferença entre o que os bancos pagam para captar o dinheiro e o que cobram dos clientes, aumentou 5,3% nas linhas de crédito a pessoas físicas na comparação com 2015.

-    A Johnson & Johnson caiu -0,8% na bolsa de NY, após anunciar que vai comprar a farmacêutica suíça Actelion por US$ 30bi.
-    O Santander subiu 2,5%, após anunciar que registrou crescimento de 10% no lucro de 2016 na comparação com 2015.
-    O Banrisul avançou 14,2%, diante do aumento dos “rumores” de que será privatizado.
-    A Petrobrás caiu -1,5%, após informar que as reservas provadas de petróleo da companhia recuaram -5,8% em 2016 e também prejudicada pelo anúncio de que investidores internacionais da companhia iniciaram o processo na Holanda em busca de ressarcimento por perdas decorrentes de corrupção investigada na Operação Lava Jato.

Política:

Coberto de razão, o peemedebista Paulo Hartung, governador do Espírito Santo, afirmou, em defesa das mudanças nas regras trabalhistas e da Previdência propostas pelo Planalto, que ou o Brasil aprova as reformas necessárias ou vamos flertar com as piores experiências dos nossos vizinhos latino-americanos.

Comprador de um terno de Lula por R$ 500mil em um leilão beneficente e “caronista preferencial” em seus jatinhos para o ex-governador, e agora detento, Sergio Cabral, o empresário de PowerPoint Eike Batista já é considerado foragido pela Polícia Federal e sua prisão, que pode tardar mas não vai falhar, certamente causará novas “revelações bombásticas” da podridão da política tupiniquim.

A equipe de juízes e policiais que comanda a Lava Jato prefere que Cármen Lúcia, presidente do STF, homologue a delação da Odebrecht, ao menos o que já estiver pronto para sair do forno, em 1º de fevereiro, quando o Judiciário volta a dar expediente e também teme que a operação “caia em mãos erradas” caso o ministro sorteado para tocar o processo seja alguém alinhado com Lula e Dilma, como o ministro Dias Toffoli.

Pressionado por todos os lados, o que é normal para quem preside qualquer coisa, Temer foi aconselhado pela cúpula de seu partido, o PMDB, a "suportar a pressão pública" pela indicação de um nome eminentemente técnico para o Supremo Tribunal Federal e escolher alguém que conheça bem o universo político, e não tenha aversão a ele.

-    Claramente almejando a missão, Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal, afirmou ontem que "ninguém deseja ser relator da Lava Jato" porque isso "tumultua a vida de todos".
-   Poucas horas depois de o presidente Temer receber no Palácio do Planalto Marcos Pereira, ministro da Indústria, Comércio e Serviços, o partido dele, o PRB, declarou apoio oficial à recondução do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do DEM.
-   Mais um sinal de atrito entre Cármen Lúcia e o governo Temer é o fato de que Renato de Vitto, um dos integrantes do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária que renunciaram ao posto, é assessor da presidente do Supremo.
-   Ontem, logo após se reunir com o PTB, Temer telefonou para o líder do PP, Aguinaldo Ribeiro, e disse que o partido está liberado para fazer o que quiser na disputa pelo comando da Casa.
-   Como não quer melindrar aliados nem impor riscos à governabilidade após a eleição para a presidência da Câmara, Temer desencorajou o PMDB a formar bloco com outros partidos.

Crítica:

Provando, pela enésima vez, que na média a população brasileira é tão corrupta quanto os representantes que ela elege para legislar e para comandar o país, um exame nos pedidos de seguro-desemprego feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego encontrou fraudes e por este motivo bloqueou o pagamento de 8.400 concessões vigentes, que totalizam R$ 51mi por ano.

Acreditando que um ministério deve ser formado da mesma maneira que se escala um elenco de Power Rangers, Jorge Pontual, repórter da TV Globo, reclamou que na equipe de Trump, novo presidente dos EUA, tem poucas mulheres e poucos negros.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário