R.B. 8/SET/16 "A corrupção e a fraude precisam ser extirpadas da alma do brasileiro"



"A corrupção e a fraude precisam ser extirpadas da alma do brasileiro"

São Paulo, 8 de setembro de 2016 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros após avançar 3,8% no mês e 38,7% no ano, com os investidores se voltando para a situação econômica negativa do país e para as dificuldades políticas para aprovação de reformas imprescindíveis, como a da previdência, no Congresso tupiniquim e (2) o DÓLAR pode subir, acompanhando a esperada realização de lucros na bolsa brasileira e influenciado pela constatação de que são inevitáveis alta dos juros nos EUA e queda da Selic no Brasil.

Terça-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 0,9%, para fechar o dia acima dos 60.000pts (aos 60.129pts) e no maior patamar do ano, acompanhando o movimento ascendente das commodities e das principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR caiu -2,1% à R$ 3,21, devolvendo, com “bônus”, toda a forte alta registrada no pregão anterior, influenciado pela melhora do “humor” na bolsa brasileira e acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana.

Ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,4%, com as exportadoras prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e China 0,5%, com poucos negócios devido à cautela dos investidores com os números da economia do país que serão divulgados ainda nesta semana, (2) da EUROPA, se aproximando das máximas dos últimos 8 meses, Inglaterra 0,3%, França 0,6% e Alemanha 0,6%, ajudadas por bons resultados corporativos e pela perspectiva de mais estímulos monetários pelo BC Europeu e (3) dos EUA, próximas da estabilidade, S&P -0,1%, DJ -0,1% e NASDAQ 0,1%, com os investidores avaliado a probabilidade de um aumento dos juros do país ainda este mês diante da divulgação do "Livro Bege" ressaltando que a economia norte-americana cresceu a um ritmo modesto em JUL/16 e AGO/16 e que há pouco sinais de que as pressões salariais estão ocorrendo de forma generalizada.

Ascendendo a luz amarela no velho continente, em JUL/16 a produção industrial da Alemanha, que tem com folga a maior economia da região, recuou -1,5% na comparação com JUL/16, o que representa a maior retração dos últimos 23 meses, ficou bem pior do que o esperado (-0,3%) e foi causado principalmente pela retração das exportações, que por sua vez sofrem com a menor demanda nos mercados emergentes.

Animado, Meirelles, ministro da Fazenda, afirmou, em sua primeira declaração pública após participar da reunião do G-20 que ocorreu na China, que (1) os demais países demonstraram interesse em conhecer a situação do Brasil, (2) todos confiam na recuperação da economia tupiniquim e (3) os empresários e governos estão preparados para considerar seriamente a hipótese de investimento no país.

Se modernizando aos poucos, agora livre das amarras ideológicas do PT, ontem o BNDES anunciou que decidiu reduzir temporariamente sua exigência de conteúdo nacional para fornecedores de máquinas e equipamentos, incluindo ônibus, caminhões e tratores.

Para piorar a situação da economia tupiniquim, a crise também chegou ao setor agrícola já que, por conta de fatores climáticos negativos, neste ano a produção brasileira total de grãos registrará a primeira retração em 7 anos e atingirá o menor patamar desde 2012, com destaque negativo para a safra de feijão, cujas projeções para 2016 apontam para uma retração de -22% na comparação com 2015.

Por conta do aumento do desemprego e da queda da renda, em AGO/16 a caderneta de poupança, que é um investimento de analfabeto financeiro já que perde até para a inflação, teve saída líquida de R$ -4,5bi, o que representa o segundo pior resultado para o mês na série histórica iniciada em 1995 e também pode indicar que os brasileiros finalmente estão buscando alternativas melhores para rentabilizar seu patrimônio.

-    A Apple subi 0,6%, após a maior empresa em valor de mercado do mundo anunciar seu novo iPhone, cuja principal inovação é ser à prova d'água.

Política:

Dando novas declarações polemicas, FHC afirmou que (1) PT e PSDB perderam o “frescor" e hoje integram a "velharia" da política, (2) o apoio de Temer à aprovação do pacote de reajustes salariais para 14 corporações de servidores públicos foi um erro, (3) teme surgimento de um populista como Trump nas próximas eleições presidenciais brasileiras, (4) que Lula vai ser preso, (5) se fosse senador votaria contra manter os direitos políticos de Dilma e (6) foi anticonstitucional a decisão de Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo, que permitiu fatiar a votação do impeachment.

Revelando a opinião de quem manda no mundo, que é o governo norte-americano, Joe Biden, atual vice-presidente dos EUA, afirmou que a transição de poder no Brasil seguiu as normas da Constituição e que ressaltou que espera trabalhar "de forma próxima" com o presidente Temer.

Confirmando que o poder a e influencia mudam rapidamente em Brasília, grupos significativos de parlamentares do chamado "centrão" decidiram não participar da tentativa de salvar o mandato do deputado peemedebista Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara, o que reforça a tendência de que ele tenha o mandato cassado na votação prevista para a noite d e segunda (12/SET/16).

Como no Brasil sabidamente o populismo rende votos, o grupo político intitulado “centrão” já avisou ao Planalto que o início do debate sobre a reforma da Previdência será todo contaminado pela campanha eleitoral, á que boa parte da própria base se verá “obrigada” a criticar a proposta.

Indicando que a troca de favores é algo corriqueiro na vida do governador da maior cidade do Brasil, o Ministério Público Eleitoral solicitou esclarecimentos a Alckmin sobre a “eventual oferta de secretarias de Estado a agremiações políticas” em troca de apoio ao seu colega de partido João Doria, do PSDB, na eleição pela prefeitura de SP.

Comprovando que a sacanagem nos fundos de pensão das estatais é algo que já se sabia faz tempo, em JUL/15, por meio de uma carta enviada aos parlamentares federais, representantes de Funcef, Previ, Petros, Postalis, Real Grandeza e Fapes, que se identificam como um "grupo independente em defesa dos fundos de pensão", pediu mudanças na legislação a fim de proibir pessoas que tenham exercido "atividades político-partidárias" de ocupar cargos de diretoria e conselhos, a fim de reduzir influência política na decisão sobre investimentos.

Crítica:

Mostrando, pela enésima vez, que para o Brasil ser um país sério “a corrupção e a fraude precisam ser extirpadas da alma do brasileiro”, um pente-fino nos auxílios-doença e nas aposentadorias por invalidez do INSS realizando na cidade Jundiaí, que fica à 58 km de SP, resultou no cancelamento de 50% dos benefícios.

Como já era de se esperar, Sérgio Rosa, ex-presidente da Previ durante todo o mandato do ex-presidente Lula (2003-10), é acusado pela Polícia Federal ter recebido propina por beneficiar a OAS ao investir, sem nenhuma garantia ou segurança, bilhões de reais na Invepar, que detém concessões de serviços públicos como metrô do Rio e o aeroporto de Guarulhos.

Provando que o Brasil é o país da piada pronta, mesmo condenado por contrabando e cumprindo pena com tornozeleira eletrônica, o agente Newton Ishii, conhecido como "Japonês da Federal", voltou a escoltar presos da Operação Lava Jato nesta semana.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário