R.B. 5/SET/16 "Ascendendo o alerta vermelho corretoras e gestoras ligadas ao PT"



"Ascendendo o alerta vermelho corretoras e gestoras ligadas ao PT"

São Paulo, 5 de setembro de 2016 (SEGUNDA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, com “boas chances” de fechar o dia acima dos 60.000pts, acompanhando o movimento ascendente das commodities e beneficiada pelos avanços conseguidos por Temer na viagem à China para a reunião do G-20 e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, influenciado pelo esperado “humor positivo” da bolsa brasileira e pelas “apostas” de aumento do fluxo positivo de recursos externos oriundos de exportações, captações e “investimentos”.

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 2,4%, para fechar o dia no maior patamar do ano (aos 59.616pts), com bom volume de negócios (R$ 7,6bi), beneficiada pela recuperação das commodities, acompanhando o movimento ascendente das principais bolsas mundiais e impulsionada também por uma melhora da percepção dos investidores com o cenário brasileiro e (2) o DÓLAR caiu -0,1% à R$ 3,25, em uma “parada técnica” após as altas recentes, influenciado pela valorização da bolsa brasileira e pela expectativa de aumento do fluxo positivo de recursos externos por conta dos acordos que o presidente Temer começou a fechar na China.

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, próximas da estabilidade, Japão -0,1% e China 0,1%, em um movimento de cautela antes da divulgação do relatório de emprego dos EUA, (2) da EUROPA, impulsionadas pela valorização das bolsas de NY, Inglaterra 2,2%, França 2,3% e Alemanha 0,9%, com destaques de alta para as petrolíferas, como BP (2,9%) e Total (3,4%), beneficiadas pela alta do petróleo e (3) dos EUA, S&P 0,4%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,4%, beneficiadas pelo resultado abaixo do esperado do relatório mensal de empregos do país, o que reduziu as expectativas de que o Fed (“BC” local) aumentará os juros já em SET/16.

Ontem, durante a abertura da cúpula do G20, Xi Jinping, presidente chinês, defendeu que a instância funcione mais como "um grupo de ação" que de debates, ressaltando que a economia global de novo atingiu uma encruzilhada crítica.

Indicando que, já contando com a queda definitiva da presidenta Dilma, o Brasil começou a recuperar parte do terreno que havia perdido para outros países, em JUL/16 a parcela aplicada no país pelos fundos globais que investem exclusivamente em títulos de renda fixa de mercados emergentes atingiu 9,4%, o que representa o maior nível desde JUN/15.

Nos 7 primeiros meses deste ano o Brasil foi o país que mais diminuiu suas compras entre os principais parceiros comerciais chineses, auferindo uma retração de -34% na comparação com igual período de 2015, porem, simplesmente dizendo, em uma língua universal (o inglês) e principalmente de uma forma racionalmente compreensível, o que precisa ser dito, Temer, logo em sua primeira viagem internacional como presidente do país, trará da China cerca de 10 contratos, que devem gerar pelo menos US$ 10bi em novos investimentos no país em negócios principalmente nos setores elétrico, de siderurgia, logística e aeronáutica.

Ressaltando que sua equipe está promovendo um ajuste fiscal amplo e sustentável, Temer “garantiu”, durante um encontro com os líderes dos Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), que "o caminho do crescimento está sendo reconstruído" no Brasil e que já existem sinais de retomada da confiança na economia brasileira.

Mostrando otimismo, Meirelles, ministro brasileiro da Fazenda, afirmou que a recuperação da economia brasileira "mais que compensaria" os efeitos da já esperada subida dos juros norte-americanos, ressaltando que existe atualmente uma ampla liquidez internacional.

Criando novas oportunidades de investimento, por conta da crise que assola o país, segundo um levantamento feito pela agencia de classificação de risco Fitch metade dos 150 principais grupos empresariais do Brasil estão vendendo empresas ou participações, principalmente os títulos emitidos no exterior (bonds), para pagar suas dívidas.

Diante de um cenário formado pelo adiamento da elevação dos juros norte-americanos, pela recuperação dos preços das commodities, com destaques para o petróleo e o minério de ferro, e principalmente pela previsibilidade gerada após a definição do impeachment de Dilma, os principais analistas do “mercado apostam” que as ações do setor de infraestrutura terão uma alta expressiva na Bolsa tupiniquim até o fim do ano, com destaques para os papéis de empresas ligadas a rodovias e ferrovias, além de portos e aeroportos.

Ajudando a reduzir o rombo das contas públicas brasileiras, segundo estimativas dos grandes bancos tupiniquins, a arrecadação com o programa de regularização de ativos não declarados no exterior, cujo prazo se encerra em 31/OUT/16, deverá atingir cerca de R$ 70bi, já que em um futuro bastante próximo não haverá alternativa para quem tem dinheiro não declarado fora do país, posto que por conta de acordos para a troca de informações que abrangem 103 países, será compulsória a notificação a partir de JAN/17.

Ao menos auxiliando no controle da inflação, como a retomada da confiança de empresários na economia ainda tem refletido pouco nos investimentos, em JUL/16 o uso da capacidade instalada na indústria de transformação brasileira ficou em 76,9%, o que representa o menor patamar da série histórica iniciada em 2003.

Política:

Diante das ações de baderneiros e vândalos bancados pelo PT para tentar desestabilizar o governo Temer, o deputado estadual Campos Machado enviou ofício para o governador Geraldo Alckmin regulamentar o projeto que ele mesmo sancionou há 2 anos proibindo o uso de máscaras em manifestações.

Segundo investigações avançadas e que já estão no Supremo Tribunal Federal, a Polícia Federal descobriu que o PMDB e 4 senadores do partido (Renan Calheiros, Jader Barbalho, Romero Jucá e Valdir Raupp) receberam propina das empresas que construíram a usina de Belo Monte, no Pará, por meio de doações legais que chegaram a R$ 159,2mi nas eleições de 2010, 2012 e 2014.

Respondendo cordialmente ao tucano Aécio Neves, que afirmou ao jornal "O Globo" de que o recém-empossado presidente precisa conversar com o PSDB sobre as reformas desejadas se quiser garantir a sua governabilidade, Temer ressaltou que conversa frequentemente com 20 partidos para "manter a base unida".

Admirada e respeitada, a ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, presidente eleita do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, afirmou que vai "inverter os organogramas", abrindo um canal direto de comunicação com juízes, advogados e servidores, em benefício do cidadão usuário da Justiça.

-        A julgar pelas tentativas da própria base de Temer de flexibilizar a PEC do teto de gastos, o Planalto terá dificuldades para aprovar sua proposta na íntegra, já que deputados de PSDB, DEM, SD, PHS e PTN já solicitaram exceções.
-        Segundo ministro do Supremo Tribunal Federal, o mistério sobre se Dilma poderá ou não disputar uma eleição só será desvendado caso ela decida registrar candidatura, já que somente neste cenário a corte irá analisar o caso.
-        Referendando sua inutilidade, 1 em cada 3 projetos aprovados pelos vereadores de SP se refere a homenagens, como nomes de ruas e títulos de cidadão.

Crítica:

Fazendo, antes tarde do que nunca, uma faxina que certamente vai pegar muito picareta, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai convocar 75 mil segurados de até 39 anos de idade que recebem auxílio-doença há mais de 2 anos e não passaram por perícia de revisão entre JUL/14 e JUL/16 e a expectativa inicial é cortar até 20% destes benefícios.

“Ascendendo o alerta vermelho corretoras e gestoras ligadas ao PT”, na manhã de hoje a Polícia federal deflagrou a Operação Greenfield, que investiga desvios bilionários nos 4 maiores fundos de pensão do Brasil (Funcef, Petros, Previ e Postalis), que por sua vez realizaram investimentos de forma temerária e/ou fraudulenta por meio dos FIPs (Fundos de Investimentos em Participações).

Ajudando a encarecer os planos, o brasileiro que tem seguro de saúde vai em media 5,4 vezes por ano ao médico, taxa superior aos últimos registros de países desenvolvidos como os EUA (3,9) e Reino Unido (4,8).

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário