R.B. 17/AGO/16 "4 fatores que tem ajudado os mercados emergentes"



"4 fatores que tem ajudado os mercados emergentes"

São Paulo, 17 de agosto de 2016 (QUARTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, ainda em um movimento de realização de lucros que acompanha as perdas da demais bolsas mundiais e a desvalorização das commodities, porem esta pode ser uma boa oportunidade para compras para quem “aposta” que Dilma cairá definitivamente e que a confiança no Brasil aumentará e (2) o DÓLAR pode voltar a subir, para fechar o dia acima dos R$ 3,20, acompanhando o “humor negativo” na bolsa brasileira e pressionado pelo aumento dos “temores” de que a taxa de juros dos EUA pode subir ainda este ano.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -0,5% (aos 58.855pts), acompanhando as perdas das demais bolsas mundiais, realizando lucros recentes e já se preparando para o vencimento de opções sobre Ibovespa, que acontece hoje e (2) o DÓLAR subiu 0,2% à R$ 3,19, seguindo a piora do “humor” na bolsa brasileira, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana e ainda pressionado pelos leilões de compra do BC.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão -1,6% e China -0,5%, em meio a uma forte valorização das moedas locais frente ao dólar, o que prejudica as exportações, e a uma nova queda nos preços do petróleo durante a madrugada, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,7%, França -0,8% e Alemanha -0,6%, prejudicadas pela divulgação de dados de inflação acima do esperado no Reino Unido e de expectativas econômicas menores do que o esperado na Alemanha e (3) dos EUA, realizando lucros após fecharem nos maiores patamares da história, S&P -0,5%, DJ -0,4% e NASDAQ -0,7%, diante de declarações de dirigentes do Fed (“BC” local) reiterando a possibilidade de alta de juros norte-americana ainda em 2016, inclusive talvez já na próxima reunião, em SET/16.

Os “4 fatores que tem ajudado os mercados emergentes” são, (1) a desvalorização do dólar, que eleva a confiança interna, reduz a necessidade de alta dos juros e valoriza ativos, (2) a valorização das commodities, (3) o aumento dos investimentos externos, o que se reflete na alta de 32,2% do índice MSCI de ações de mercados emergentes em 2016 e (4) a busca mundial por rendimentos maiores diante de juros nos menores patamares da história na Europa e nos EUA.

Dando mais uma prova do estouro da bolha imobiliária tupiniquim, diante do elevado patamar da taxa de juros, da forte retração da economia e dos preços ainda estratosféricos dos imóveis, nos últimos 12 meses a construção civil brasileira fechou 465 mil postos de trabalho, levando seu nível de emprego a retornar aos patamares registrados em 2009 e, segundo projeções do setor, deve fechar este ano com -30% menos vagas do que chegou a ter antes da crise.

Com grande extensão territorial, clima favorável, crescente produção de grãos e abundantes rios e costa litorânea, o Brasil, que já lidera as exportações mundiais de carne, tem tudo para se tornar também uma potência mundial na aquicultura, que é a criação de peixes em cativeiro, segundo um estudo do Rabobank, banco especializado em agronegócio.

Podendo encolher ainda mais o já minúsculo mercado bursátil tupiniquim, a chinesa State Grid se prepara para comprar o controle da CPFL, um dos maiores grupos privados de energia do Brasil, por cerca de R$ 25,5bi, o que deve levar ao fechamento de capital da companhia brasileira, que retiraria suas ações da Bovespa.

-    A CSN caiu 05,6%, porem, após o fechamento do pregão, a agencia de notícias Reuters anunciou que a empresa está prestes a confirmar a venda de uma unidade de produção de latas por R$ 100mi, como parte de um esforço para reforçar sua estrutura de capital e reduzir sua dívida.

Política:

Na tentativa de “tranquilizar o mercado” às vésperas do julgamento final do impeachment, o presidente Temer mobilizou sua base aliada no Senado para agilizar a aprovação da prorrogação da Desvinculação de Receitas da União até 2023, uma das demandas feitas pelo setor.

Conforme já era de se esperar, segundo informação prestada durante processo de delação premiada de executivos da Odebrecht, a senadora Marta Suplicy, que tenta se eleger novamente como prefeita de SP, agora pelo PMDB, recebeu doação de R$ 500 mil via caixa dois da na campanha de 2010, quanto ainda estava no PT.

Patética, desesperada e confusa, como tudo que vem dela, foi divulgada ontem a tal carta que a ex-presidente Dilma prometia como último apelo antes do seu julgamento final do impeachment e, como já era de se esperar, a missiva não trouxe surpresas nem gerou comoção sequer entre seus aliados, que inclusive se opõem formalmente à proposta de convocação de um plebiscito sobre a realização de eleições e reforma política.

Indicando que, após perder definitivamente seu mandato, terá que se preocupar em se livrar da cadeia, ontem a ex-presidenta Dilma tornou-se formalmente investigada sob suspeita de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato, por decisão do ministro Teori Zavascki, relator do caso no Supremo Tribunal Federal.

Crítica:

Coberto de razão, Paulo Tafner, que é um renomado especialista em previdência, afirmou que não se pode mais ter regimes diferenciados para funcionários públicos, privados, trabalhadores rurais e militares e ressaltou que temos menos tempo para uma transição suave e que a reforma tem que envolver quem já está no mercado, pois para o Brasil não quebrar os efeitos das mudanças têm que ser entregues já na próxima década.

Mostrando mais uma vez que no Brasil o crime continua compensando, ontem a sexta turma do Superior Tribunal de Justiça concedeu habeas corpus ao empresário Fernando Cavendish, acionista da construtora Delta que rapinou R$ 11bi dos cofres públicos, e seu comparsa Carlinhos Cachoeira, que lavava seu dinheiro.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário