R.B. 23/JUN/16 "Rumo ao nanicamento"



"Rumo ao nanicamento"

São Paulo, 23 de junho de 2016 (QUINTA-FEIRA).

Mercados e Economia:

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, com os investidores comemorando a provável decisão do Reino Unido em permanecer na União Europeia, o que já impulsiona as principais bolsas mundiais e também os preços das commodities e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, acompanhando a esperada melhora do “humor” na bolsa brasileira, porem é importante dizer que este patamar é excelente para compras.

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu 1,3%, realizando lucros após 5 pregões consecutivos de alta, em um movimento de cautela antes do plebiscito que decidirá sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia e também prejudicada pelo recuo das commodities, porem mantendo o patamar dos 50.000pts, já que fechou aos 50.156pts e (2) o DÓLAR caiu -1,0% à R$ 3,37, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana, pressionado pelo ingressos de recursos de exportadores e por um movimento de desmonte de posições compradas no mercado futuro.

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,6% e China 0,9%, em um dia de cautela e baixo volume de negócios por conta da expectativa antes do plebiscito no Reino Unido, (2) da EUROPA, também com poucos negócios, Inglaterra 0,6%, França 0,3% e Alemanha 0,5%, sustentadas pelas apostas de que os britânicos vão decidir permanecer na União Europeia, o que novamente impulsionou as ações dos bancos, como Barclays (0,9%) e Sanofi (1,6%) e (3) dos EUA, devolvendo os ganhos da abertura, S&P -0,2%, DJ -0,3% e NASDAQ -0,2%, com destaque negativo para as ações da Tesla Motors (-10,5%), após seu executivo-chefe, Elon Musk, anunciar planos para comprar a empresa de energia SolarCity (+3,26%), da qual ele também é o CEO e principal acionista.

Com o objetivo de retomar a confiança, e consequentemente os investimentos, na economia e também melhorar o ambiente político antes do julgamento final do impeachment no Senado, o presidente Temer encomendou à equipe medidas econômicas que lancem uma agenda positiva em 15 dias e, entre as propostas que estão sendo preparadas, devem estar (1) a diminuição das restrições para que estrangeiros comprem terras no Brasil, (2) a profissionalização das agências reguladoras, (3) a renovação de concessões com compromisso de novos investimentos e (4) a aprovação, na próxima semana, do projeto que tira a obrigatoriedade da Petrobras de participar de todos os leilões de campos de petróleo do pré-sal.

Atenta e notoriamente competente no controle das contas publicas, a nova equipe econômica do novo governo brasileiro vai propor novas regras para tentar coibir o artifício contábil de empurrar despesas de um ano para outro por meio dos chamados restos a pagar, limitando a inscrição de despesas em restos a pagar e criando regras mais rigorosas para cancelamento automático de despesas empenhadas (contratadas), mas que ainda não tiveram o serviço executado.

Disposto, em nome da profissionalização do país, a comprar uma briga grande, Temer já avisou que não vai vetar nenhum ponto considerado essencial do projeto que estabelece as novas regras para nomeação de diretores e conselheiros de estatais, já aprovado pelo Senado, como a proibição de que pessoas com atuação partidária ou com cargos políticos ocupem diretorias das referidas empresas publicas.

Confirmando a “pegada liberal” do governo Temer, o ministro Dyogo Oliveira, do Planejamento, ressaltou ontem que privatizar empresas estatais estaduais para reduzir a dívida dos Estados com a União será uma decisão de cada governador e não uma imposição do governo federal.

Certamente potencial alvo de criticas, porem justificável já que “o cobertor é curto”, o governo Temer estuda incluir na sua proposta de reforma da Previdência Social elevar a taxação sobre o setor do agronegócio para reduzir o déficit do sistema de aposentadorias no país, acabando com a inexplicável isenção do agronegócio no pagamento de contribuição previdenciária sobre sua receita obtida com exportação.

Começando a regular um mercado que será gigantesco e certamente vai mudar o mundo, o governo federal norte-americano divulgou um conjunto de regras que facilitou muito o trabalho de empresas de drones que atuam em diversas tarefas, entre as quais fotografia aérea, entrega de encomendas e resposta a emergências.

-    Dando mais um sinal negativo da economia brasileira, a divisão brasileiras da Arcos Dourados, principal franqueadora da rede McDonald's no país, viu seu faturamento do primeiro trimestre deste ano despencar -21,1% na comparação com 2015.
-    Para conter a disparada do preço do feijão, atualmente principal vilão da inflação, já que o preço subiu de cerca de R$ 8,00 o quilo para até R$ 18,00, o Brasil buscará a leguminosa na China, na Bolívia e até na Argentina.

Política:

Como se todo mundo fosse idiota e só ele o esperto, Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, afirmou ontem que o governo Federal não deverá interferir na negociação da Oi com os bancos públicos, cuja gestão obviamente é do próprio governo.

Liso e político, como era de se esperar de um cidadão que consegue presidir o PMDB, o presidente Temer afirmou ontem que o Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, "fez seu papel" ao pedir as prisões de líderes do PMDB e que "não vale a pena" pedir seu impeachment, como cogitou o presidente do Senado, o também peemedebista Renan Calheiros.

Em uma escolha de Sofia, o governo do RJ terá que decidir se usa o pouco dinheiro que tem para pagar os R$ 468mi que deve aos servidores públicos aposentados ou para concluir as obras da linha 4 do metrô, prometida ao Comitê Olímpico Internacional, que precisa de R$ 498mi para terminar o trecho a ser usado nos Jogos que começa em AGO/16.

Reforçando que o futuro ex-presidente da Câmara tem seus dias contados no Congresso Nacional, ontem, pela segunda vez, o Supremo tribunal Federal, desta vez por unanimidade, transformou em réu o deputado já afastado Eduardo Cunha na Lava Jato, desta vez acusado de que dinheiro desviado de contratos da Petrobras na África abasteceu contas secretas dele.

“Rumo ao nanicamento”, o PT, que está atolado em denuncias e com todas as suas lideranças publicamente envolvidas em corrupção, tem até agora, faltando poucos meses para as eleições municipais, candidatos à prefeito em apenas 7 capitais do Brasil e na grande maioria delas com pouquíssimas chances de vitória.

Confirmando mais uma vez que “sempre tem idiota para tudo neste mundo”, as “donzelas da torre”, amigas de Dilma dos tempos da ditadura, irão capitanear a iniciativa de arrecadar dinheiro na internet para as viagens da ex-presidenta após o governo Temer cortar seus deslocamentos em aviões da FAB.

Se aproximando cada vez mais de Lula, Paulo Bernardo, ex-ministro dos governos petistas e marido da senadora Gleisi Hoffmann, conhecida como “bonitinha mas ordinária”, foi preso na manhã de hoje em uma operação da Polícia Federal realizada em parceria com a Lava Jato e que mira em um esquema de pagamento de propina em contratos de prestação de serviços de informática do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, pasta que foi comandada por ele.

Como é incapaz até de fazer conta de multiplicar, quanto mais se defender do indefensável, Dilma, aconselhada por seus “comparsas”, decidiu faltar à Comissão do Impeachment no seu depoimento previsto para o dia 5/JUL/16.

Crítica:

As pessoas ficam criticando a roubalheira do governo, mas estão lá na internet comprando ingressos pra ver a Olimpíada do RJ, é claro que o esporte é importantíssimo, eu particularmente amo e não vivo sem, porem acredito que Olimpíada e espírito olímpicos podem ser ensinados sem a necessidade dos jogos serem no Brasil, que tem outras prioridades, e aprendi que devemos apenas assumir responsabilidades dentro de nossas possibilidades, ainda mais quando somos um país de mais de 200 milhões de habitantes.

Pressionadas pela opinião publica, as gigantes de bebidas Coca-Cola Brasil, Ambev e PepsiCo Brasil anunciaram ontem, em comunicado conjunto, um acordo para mudar a política de venda de refrigerantes em escolas, deixando, a partir de AGO/16, de vender refrigerantes diretamente às cantinas de escolas para crianças de até 12 anos.

PAZ, amor e bons negócios;
Alfredo Sequeira Filho

O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com

Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com
Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário