R.B. 7/MAR/16 "Lula representa o que existe de pior no brasileiro"


"Lula representa o que existe de pior no brasileiro"

 

São Paulo, 7 de março de 2016 (SEGUNDA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve cair, realizando lucros após 5 pregões consecutivos de alta, acompanhando as perdas das principais bolsas mundiais e com os investidores aguardando os novos desdobramentos da operação Lava Jato e (2) o DÓLAR pode subir, retornando à sua trajetória de alta após a forte baixa registrada na semana passada (-5,8%) e ainda em um bom patamar para compras, já que a tendência internacional da moeda norte-americana segue sendo de valorização e, para o Brasil ter competitividade nas exportações, o governo não pode permitir a valorização do real.

 

Sexta-feira, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 4,0%, para fechar a semana acumulando uma alta de 18,0% e o dia no maior patamar desde 9/OUT/15 (aos 49.084pts), com ótimo volume de negócios (R$ 17bi) e com os investidores comemorando a 24ª fase da Operação Lava Jato, cujo destaque foi a condução coercitiva do ex-presidente Lula e (2) o DÓLAR caiu –1,1% à R$ 3,76, no menor patamar desde 9/DEZ/15, influenciado por um forte aumento no fluxo positivo de recursos externos e seguindo o mesmo motivo que animou a bolsa brasileira.

 

Também sexta-feira, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão 0,3%, em alta pelo quarto dia seguido e atingindo o maior nível em 1 mês, desta vez com destaque positivo para as ações da Sharp (9,4%), após notícia de que a Foxconn pretende selar um acordo de quase US$ 6bi para assumir o controle do fabricante de eletrônicos e China 0,5%, sustentada por blue chips dos setores financeiro e petrolífero, (2) da EUROPA, em alta pela 3ª semana seguida, Inglaterra 1,1%, França 0,9% e Alemanha –,7%, com destaques de alta para as mineradoras, como Anglo American (11,1%), BHP Billiton (9,1%) e ArcelorMittal (6,9%), amparadas por perspectivas de estímulos dos BCs da Europa e do Japão e do governo chinês e (3) dos EUA, também auferindo a 3ª semana seguida de ganhos, S&P 0,3%, DJ 0,4% e NASDAQ 0,2%, impulsionadas pelas empresas de energia, que foram beneficiadas pela diminuição dos temores de uma recessão da economia norte-americana e pelo rali dos preços do petróleo (3,9%).

 

Tentando injetar confiança no mercado e nos investidores, o governo da China anunciou, durante o Congresso Nacional do Povo, que, após obter em 2015 o menor avanço da economia em 25 anos, sua meta de crescimento deste ano será de entre 6,5% e 7% e que seguirá trabalhando para criar mais postos de trabalho e reestruturar empresas estatais.

 

Os maiores empresários do Brasil, que estavam em cima do muro, agora, diante dos recentes desdobramentos da Lava Jato, já defendem publicamente a renúncia ou o impeachment da presidenta Dilma para escapar de um desastre completo na economia tupiniquim, cujo PIB se retraiu –3,8% no ano passado e, se nada mudar, pode, segundo conversas reservadas de banqueiros, ter uma retração de –5% neste ano de 2016.

 

Dando novos sinais negativos da economia brasileira, (1) a taxa de desocupação entre jovens de 18 a 24 anos, que fechou 2014 em 12,1%, ficou em 16,8% em DEZ/15 e foi a que mais cresceu entre os grupos etários, (2) bem pior do que o esperado (-25%), segundo dados oficiais em FEV/16 houve queda de -36,4% na produção de veículos leves, caminhões e ônibus na comparação com FEV/15 e (3) em JAN/16 produção industrial brasileira foi -13,8% menor que em JAN/15, o que representa a maior queda registrada desde ABR/09 (-14,1%).

 

Se preparando para o aprofundamento da recessão, as principais instituições financeiras brasileiras passaram a turbinar as linhas de crédito de prevenção à inadimplência, que tem juros menores e prazos maiores, o que é uma ótima opção para quem já está refém do cheque especial ou do rotativo do cartão de crédito.

 

Com os cofres públicos vazios por conta da crise fiscal e da queda da arrecadação, o interesse de prefeituras e governos estaduais em projetos para Parcerias Público-Privadas aumentou quase três vezes de 2014 para o ano passado, porem as PPPs de pequeno porte têm dois problemas (1) a falta de garantias e (2) a baixa qualidade técnica dos projetos apresentados.

 

Como fruto da crise causada pelo assalto dos petistas e aliados aos cofres da Petrobrás, os fornecedores da referida petrolífera baseados em Catu, que é uma cidade conhecida como o "Texas brasileiro" e que fica na Bahia, iniciam, a partir do próximo dia 15, uma onda de demissões que deve atingir cerca de 600 trabalhadores ligados à atividade de perfuração de poços em campos terrestres de petróleo, que saiu do radar da estatal após a revisão de seu plano de investimentos para o período entre 2015 e 2019, anunciado em JAN/16.


Política:
 
Pisando no rabo da jararaca, nas palavras do próprio bandido, Lula, aliás que é um cidadão comum, foi chamado para depor no âmbito da operação Lava Jato e, como um patinho, repetiu, caindo na arapuca, que não é dono do sítio em Atibaia, que não é dono do triplex no Guarujá e que não tem ligação com os casos de corrupção na Petrobrás.

 

Segundo a lei, é proibida a aceitação, por parte de uma autoridade publica, de presente dado por pessoa, empresa ou entidade que tenha interesse em decisão da autoridade ou do órgão a que esta pertença, o que já seria motivo mais que o suficiente para provar que Lula, que até crucifixo roubou do Planalto, cometeu crime ao levar para o sitio em Atibaia mais de 11 contêineres de mimos que recebeu quando era presidente do Brasil.

 

Tentando mirar na presidenta enquanto o juiz Sergio Mouro mira no ex-presidente, a oposição, coberta de razão, promete questionar as despesas da viagem de Dilma Rousseff a SP no sábado passado para prestar solidariedade a Lula em razão da operação da Lava Jato na sexta-feira que teve o petista como alvo.

 

Um manuscrito do lobista Alexandre Paes dos Santos, que atuava comprando medidas provisórias que concederam benefícios fiscais a montadoras de automóveis, reforça suspeita de pagamento de propina ao presidente do Senado, Renan Calheiros, do PMDB, ao senador peemedebista Romero Jucá e a Gim Argelo, ex-senador pelo Distrito Federal pelo PTB.

 

Mostrando que, mesmo antes de serem alijados da política e presos, será muito difícil a vida dos bandidos que dilapidaram o país, o petista Jaques Wagner, ministro da Casa Civil, foi alvo de hostilidades ontem em um restaurante em Brasília, quando almoçava com sua mulher.

 

Desmontando mais uma farsa do maior bandido da história do Brasil, o Ministério Público Federal começou a cobrar de empresas de diversos ramos que apresentem provas concretas de que o ex-presidente Lula ministrou realmente as palestras pelas quais recebeu cerca de R$ 30mi.

 

Até então discreta e deixando a policia trabalhar, Marina Silva, candidata derrotada em 2014, presidente do partido Rede e primeira colocada nas atuais pesquisas de intenção de voto para presidente, criticou veementemente a atitude do ex-presidente Lula que, após ser levado pela Polícia Federal para depor coercitivamente, conclamou a militância petista a defende-lo das acusações, incitando seus partidários a partirem para o confronto, até mesmo físico.

 

Mostrando que Dilma está perdendo apoio também dos movimentos mais à esquerda do país, os terroristas do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto divulgarão hoje um manifesto anunciando protestos, bloqueios de vias, novos acampamentos e ações em prédios públicos contra o governo da referida presidenta, ressaltando que  a petista tem encampado as reivindicações da elite e que não há mais expectativas de que ela faça uma guinada à esquerda.

 

Indicando que o governo corre um sério risco de perder o apoio do maior partido da base aliada, correligionários de Michel Temer, o vice-presidente do país, dizem já não ser possível afastar o debate impeachment durante a convenção do PMDB, que ocorrerá no próximo fim de semana.


Crítica:
 
"Lula representa o que existe de pior no brasileiro", pois é malandro, vagabundo, sem vergonha e dissimulado, e sua provável e inevitável prisão, com a comprovação de seus crimes, fará muito bem para o futuro do país, pois as novas gerações aprenderão que ninguém está acima da lei e que nenhuma pessoa é mais importante do que o Brasil.

PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso site: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário