R.B. 6/AGO/14 ‘’Os investimentos em imóveis são cada dia menos garantidos"


R.B.

"Os investimentos em imóveis são cada dia menos garantidos"

 

São Paulo, 6 de agosto de 2014 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em queda, acompanhando a trajetória descendente das demais bolsas mundiais, porem deve-se ressaltar que o patamar é interessante para compras, principalmente para aqueles que ''apostam'' que a presidenta Dilma irá perder as eleições e (2) o DÓLAR pode subir, seguindo a piora do ''humor'' mundial, porem a trajetória de longo prazo segue sendo de queda diante da manutenção dos leilões de venda do BC, cujo principal objetivo é segurar a inflação.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –0,7%, revertendo uma abertura positiva, na qual chegou a avançar 0,5%, e interrompendo uma sequência de duas altas seguidas, influenciada negativamente por indicadores econômicos nos EUA melhores que o esperado, o que elevou a possibilidade de que o BC norte-americano possa subir os juros antes do previsto, e por dados ruins da China e (2) o DÓLAR subiu 0,5% à R$ 2,27, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana, causada pelos mesmos motivos que levaram a desvalorização na Bovespa.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, Japão –1,0% e China –0,3%, pressionados pelo anuncio de queda do índice dos gerentes de compras do setor de serviços chinês, que chegou ao menor nível em quase 9 anos, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,1%, França 0,4% e Alemanha 0,4%, sustentadas pela divulgação de resultados acima do esperado do banco Credit Agricole, da BMW e do Deutsche Post, apesar da divulgação do índice dos gerentes de compras composto da Zona do Euro, que ficou abaixo das expectativas dos analistas e (3) dos EUA, S&P –1,0%, DJ –0,8% e NASDAQ –0,7%, novamente penalizada pela escalada do risco em torno da crise da Ucrânia e desta vez com destaques de alta para as ações do setor de energia, como Halliburton (-2,2%) e Noble (-2,3%).

 

Indicando que, mesmo criticado e apresentando péssimos resultados, ainda acredita que está no caminho certo, ontem Mantega, ministro brasileiro da Fazenda, afirmou que a melhor correção para a política fiscal brasileira é o crescimento da economia, ressaltando que no seu entendimento o problema maior não é o controle das despesas.

 

Obviamente preparando uma conta que será paga pelos consumidores e que causará mais pressão inflacionária, a segunda rodada de empréstimos para socorrer as distribuidoras de energia elétrica que deve ser anunciada hoje contará com a participação de 8 bancos, dois a menos do que na primeira operação, e com taxas de juros mais elevadas.

 

''Apostando'' no setor agrícola brasileiro, a  Odebrecht Agroindustrial, divisão sucroalcooleira do grupo Odebrecht, anunciou que planeja um aumento de capital de até R$ 1,5bi, que serão destinados a investimentos e equacionamento de sua dívida, ressaltando também que já conta com o compromisso de um aporte de R$ 820mi por parte do acionista controlador.

 

Com um investimento privado de pelo menos R$ 500mi em terminais portuários e barcaças, o Amapá começará a escoar grãos produzidos no Centro-Oeste do país para a Ásia e Europa a partir de 2015, já que ontem finalmente saiu, após Dilma bater uma foto fingindo que foi ela que fez, a autorização do governo federal para a companhia de logística Cianport instalar um terminal portuário na cidade Miritituba que terá capacidade para escoar 4,5 milhões de toneladas de grãos ao ano.

 

-    A Petrobrás subiu 1,3%, diante de declarações de Mantega, ministro brasileiro da fazenda, de que será "inevitável" um aumento da gasolina este ano.

-    O Itaú avançou 1,3%, após divulgar que seu lucro liquido do segundo trimestre deste ano foi 36,7% superior ao registrado no mesmo período de 2013.

-    A América Latina Logística caiu -1,8%, após anunciar que teve lucro abaixo das expectativas do mercado para o segundo trimestre, com as operações ferroviárias enfrentando um fraca demanda e diante da queda no volume transportado pela unidade Ritmo Logística.


Política:

 

Mostrando ''como uma pizza é preparada'' em uma CPI, apesar de Dilma ''garantir'' que não sabia de nada, segundo apurações feitas pela imprensa assessores do Palácio do Planalto, mais precisamente da Secretaria de Relações Institucionais, coordenaram a atuação da Petrobras e da liderança do PT no Senado durante as investigações da referida Comissão Parlamentar de Inquérito criada para examinar os negócios da estatal.

 

Aprovando medidas no Congresso que aumentam os gastos públicos e garantem votos em seus redutos eleitorais, ontem (1) passou no Senado a proposta de emenda à Constituição que eleva em 1% o Fundo de Participação dos Municípios, composto pelo Imposto de Renda e o IPI, o que terá um impacto de cerca de R$ 3,8bi para os cofres da União e (2) foi aprovado no Senado um projeto que abre caminho para a criação de mais de 200 novos municípios no país.

 

Além de prometer passe livre para os estudantes e reforma política, Eduardo Campos, o candidato do PSB à Presidência da República, afirmou ontem que, se eleito, será o primeiro presidente a não aumentar a carga tributária no país durante todo o mandato.

 

Aclamado como candidato do setor de saúde, ontem Aécio Neves, que recebeu apoio oficial da Associação Médica de Brasília, prometeu que se eleito vai entregar 500 centros de especialidade para atendimento no Sistema Único de Saúde e vai criar um plano de carreira nacional para os médicos da rede pública.


Crítica:

 

Mostrando que, após um período de bonança, ''os investimentos em imóveis são cada dia menos garantidos", apesar de acumularem uma alta média de 10% nos últimos 12 meses, o que é menos do que a rentabilidade do Ibovespa (cerca de 18%) e se aproxima do CDI (cerca de 11%), os preços dos imóveis em algumas capitais do Brasil, como BH e Brasília, já registram queda na comparação com o mesmo período de 2013.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil 



Nenhum comentário:

Postar um comentário