R.B. 21/MAI/14 ''Hipócrita, eleitoreira e irracional''


R.B.

"Hipócrita, eleitoreira e irracional"

 

São Paulo, 21 de maio de 2014 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, acompanhando o movimento ascendente das demais bolsas mundiais e recuperando uma parte da forte queda registrada no pregão anterior, em uma ‘’caça de barganhas’’ dos que acreditam que Dilma não será reeleita e (2) o DÓLAR pode cair, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, pressionado pelos leilões de venda do BC e também influenciado pelo fluxo positivo de recursos externos.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu -1,8%, revertendo os ganhos na abertura, quando chegou a avançar 0,8%, prejudicada por ‘’rumores’’ de que Dilma parou de cair nas pesquisas de intenção de voto e também acompanhando as perdas das bolsas de NY e (2) o DÓLAR subiu 0,4% à R$ 2,22, seguindo os mesmos motivos que levaram a piora do ‘’humor’’ na Bovespa.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, recuperando as perdas do pregão anterior, Japão 0,5% e China 0,2%, com destaques de alta para as ações dos bancos, (2) da EUROPA, Inglaterra -0,6%, França -0,4% e Alemanha -0,2%, pressionadas por uma mistura de balanços corporativos fracos, nervosismo com a proximidade das eleições para o Parlamento Europeu e expectativa menor com a possibilidade de medidas de estímulo por parte do BC Europeu e (3) dos EUA, pondo fim a sequência de dois dias de alta, S&P -0,6%, DJ -0,8% e NASDAQ -0,7%, pressionadas principalmente pela queda das ações de varejistas, como a Staples (-13,0%), que reportou previsão de lucro menor que o estimado anteriormente.

 

Como está na época de ‘’passar o chapéu’’ para pedir doações para sua campanha eleitoral, a presidenta Dilma, em uma m estratégia para se aproximar do empresariado, que obviamente está descontente com seu governo e agora ‘’flerta’’ com seus adversários, ‘’avisou’’ que vai tornar permanente a desoneração da folha de pagamento, que venceria este ano.

 

Apresentando 4 dados que confirmam mais uma vez que a Copa do Mundo de Futebol trará mais prejuízo do que lucro para o setor de turismo no Brasil, (1) com a baixa ocupação dos hotéis de SP durante o período de jogos, o setor deve perder uma receita de ao menos R$ 180mi somente com aluguel de quartos, (2) a nível nacional apenas 55% das cerca de 560 mil diárias de hotéis disponíveis para o Mundial já estão vendidas, (3) em MAR/14 o faturamento do setor de serviços, que tem o maior peso no PIB do país, cresceu 6,8% frente ao mesmo mês de 2013, num ritmo menos acelerado que o registrado em FEV/14 (10,1%) e também sem levar em consideração a inflação do setor, que acumula uma alta de cerca de 8% nos últimos 12 meses e (4) representantes do setor de transporte de passageiros sobre trilhos classificaram como "desalentador" o desempenho das obras previstas para o evento.

 

Dando mais um claro sinal de desaceleração do setor imobiliário brasileiro, nos 3 primeiros meses deste ano o número de cancelamentos de contratos de venda de imóveis residenciais foi 11,6% maior que no mesmo período de 2013, com isto as incorporadoras passam a depender mais das unidades em estoque para gerar caixa.

 

Confirmando, pela enésima vez, a falta de capacidade gerencial do governo Dilma, no ano passado os brasileiros ficaram, em média, 18,27 horas no escuro, número que ultrapassa, pelo quinto ano consecutivo, o limite considerado aceitável pela Agência Nacional de Energia Elétrica, estipulado em 15,18 horas.

 

Desdenhando da desconfiança dos investidores em relação ao cenário macroeconômico brasileiro e apoiada pelos bilhões de reais emprestados pelo BNDES, a JBS Foods, unidade de alimentos processados da JBS, pediu registro na CVM para uma oferta inicial de ações, a primeira de uma empresa tupiniquim em 2014, o que segundo previsões preliminares pode movimentar cerca de R$ 5bi na Bovespa.

 

Empurrando os problemas para frente, a União e o BC pediram ao Superior Tribunal de Justiça que adie o julgamento sobre a cobrança dos juros de mora sobre as ações coletivas movidas por poupadores que alegam perdas na caderneta de poupança com a troca de planos econômicos nos governos Sarney e Collor.

 

-    A Embraer subiu 0,7%, após o anuncio de que a empresa vai fabricar 28 aviões KC-390 para a Força Aérea Brasileira em um contrato cujo valor total chegará a R$ 7,2bi.


Política:

 

Pressionado pela opinião pública, algo que é muito ruim para a democracia e para o bom funcionamento do judiciário, Teori Zavascki, ministro do Supremo Tribunal Federal, reconsiderou decisão divulgada na segunda-feira e manteve 11 presos pela PF na Operação Lava Jato que mandara soltar, como o doleiro Alberto Youssef, acusado de comandar um esquema de lavagem de dinheiro.

 

Em uma investigação sobre crimes financeiros e lavagem de dinheiro, originados em recursos públicos que teriam sido desviados e "lavados" por meio de factorings, o peemedebista Silval Barbosa, que é governador do Mato Grosso, foi preso pela Polícia Federal e liberado após pagar uma fiança de R$ 100mil.

 

Como Dilma é incapaz de fazer alianças até com quem apoia suas ideias, o ex-presidente Lula assumiu de vez pelo PT a articulação com o PMDB para tentar garantir a aliança nacional entre os dois partidos, fazendo reuniões com senadores peemedebistas, num ambiente de forte desconfiança sobre as vantagens de manter o apoio à reeleição da referida presidenta.

 

Complicando ainda mais as contas públicas, a Câmara aprovou na noite de ontem mais um ‘’pacote de bondades’’, desta vez para servidores públicos, que segundo cálculos feitos pelo PSDB implicarão em aumento nos gastos públicos e impacto nas contas de mais de R$ 900mi ao ano.


Crítica:

 

Ontem, em mais uma atitude ‘’hipócrita, eleitoreira e irracional’’ que estimula a discriminação pela simples tonalidade da pele, que aliás mostra novamente o elevado grau de estupidez e dos nossos legisladores, foi aprovado no Senado Federal um projeto de lei que destina uma cota de 20% das vagas em concursos públicos para os candidatos que se declarem negros ou pardos no ato da inscrição.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário