R.B. 13/MAI/14 ''Um bom motivo''


R.B.

"Um bom motivo "

 

São Paulo, 13 de maio de 2014 (TERÇA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve seguir em alta, com ‘’boas chances’’ de fechar o mês acima dos 55.000pts, acompanhando o movimento ascendente das demais bolsas mundiais e influenciada pelo aumento das ‘’apostas’’ de que a taxa básica de juros não vai subir na próxima reunião do Copom e (2) o DÓLAR pode voltar a cair, rumo aos R$ 2,20, seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana e influenciado pelo crescimento do fluxo positivo de recursos externos.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA subiu 1,8%, acompanhando o desempenho ascendente das bolsas da Europa e dos EUA, para fechar o dia no maior patamar em 6 meses (aos 54.052pts), novamente com destaques de alta para as ações das estatais e (2) o DÓLAR caiu -0,1% à R$ 2,22, com baixo volume de negócios e influenciado pelos leilões de venda do BC.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão -0,3% e China 2,0%, com poucos negócios, já que os investidores aguardavam eventuais reformas no mercado chinês e ficaram atentos aos desdobramentos da crise na Ucrânia, após a realização de referendos no leste do país no fim de semana, (2) da EUROPA, se aproximando dos maiores patamares desde 2008, Inglaterra 0,5%, França 0,4% e Alemanha 1,3%, com destaques de alta para as ações das mineradoras, diante do anuncio de medidas de estímulo na China e (3) dos EUA, com o DJ e o S&P fechando o dia no maior patamar da história, S&P 1,0%, DJ 0,7% e NASDAQ 1,8%, beneficiadas pela divulgação de bons resultados corporativos, principalmente entre as empresas de Internet e de biotecnologia.

 

Finalmente mostrando uma pouco menos de pessimismo, o ‘’mercado’’ (1) reduziu, desta vez de 6,50% para 6,39%, suas ‘’apostas’’ para a inflação medida pelo IPCA neste ano, patamar abaixo do teto da meta  oficial estabelecida pelo governo (6,5%) e (2) elevou, desta vez de 1,63% para 1,69%, suas previsões para o crescimento da economia tupiniquim em 2014.

 

Apesar de ter sido dispensado por Lula no começo do seu primeiro mandato e de não ser nem considerado por Dilma para substituir Tombini, presidente do BC, ou Mantega, ministro da Fazenda, o prestigiado economista brasileiro Armínio Fraga, que também possui cidadania norte-americana, foi sugerido à Obama, presidente dos EUA, para presidir o BC dos EUA, também conhecido como Fed, por ser confiável, competente e um líder notável.

 

Mesmo sabendo que as montadoras brasileiras são ‘’queridinhas’’ dos governos petistas Dilma e Lula, os importadores de veículos estreitaram a relação com o governo para tentar modificar o atual sistema de cotas, solicitando a permissão para trazer um volume maior de automóveis livres do pagamento dos 30% da sobretaxa de IPI.

 

Provavelmente se, ter combinado o ‘’jogo’’ com o governo, segundo Graça Foster, presidente da Petrobras, o preço dos combustíveis deve voltar a subir nos próximos meses e, com este ajuste nos preços e com o crescimento da produção, está mantida a meta da estatal voltar a ter um fluxo de caixa positivo em 2015.

 

‘’Apostando’’, apesar das adversidades, no Brasil, (1) o grupo carioca Sá Cavalcante vai investir R$ 300mi para construir um novo shopping em Guarulhos, (2) a Motorola anunciou que aumentará seu portfólio de smartphones no país, que atualmente já está entre os 5 principais mercados da companhia e tem a mesma importância que os EUA e (3) os aeroportos de Porto Alegre e Curitiba receberão investimentos privados para a construção de hotéis integrados aos seus complexos.

 

Com as ‘’torneiras vazias’’, Luciano Coutinho, presidente do BNDES, anunciou ontem que o referido banco de fomento receberá ainda este mês um aporte de recursos do Tesouro Nacional para fazer frente à necessidade de financiamento às empresas brasileiras neste ano, porém ressaltou que os desembolsos d este ano serão menores do que o ano passado, ainda que não tenha especificado de quanto será essa redução.


Política:

 

Apresentando ‘’um bom motivo’’ que ajuda a explicar a péssima qualidade das administração pública brasileira, segundo um levantamento feito pelo IBGE exatos 48% dos 5.570 prefeitos brasileiros eleitos em 2012 exerce suas atividades sem ter formação superior, 4,5% completaram apenas o ensino fundamental e apenas 14% fizeram algum curso de pós-graduação.

 

Ainda tentando ‘’tapar o sol com a peneira’’, obviamente para não prejudicar a campanha de Dilma à reeleição, ontem Edison Lobão, ministro de Minas e Energia, afirmou, durante uma reunião com empresários, que não incentivará a população brasileira a reduzir o consumo de energia e mais uma vez ‘’garantiu’’ que o sistema elétrico brasileiro é seguro.

 

Apesar de não ter cumprido nem metade de suas promessas de campanha e de não ter concluído quase nenhuma obra deixada por Lula, como a transposição do rio São Francisco ou a rodovia Transnordestina, ontem a presidenta Dilma, fazendo campanha eleitoral de forma descarada, foi à MG, reduto eleitoral do seu adversário tucano Aécio Neves, para ‘’prometer’’ investimentos de R$ 2,5bi para a duplicação da BR-381, que liga Belo Horizonte a Governador Valadares.

 

Como um traficante que usa dinheiro do crime para se defender, os diretórios nacionais do PT e do PR contrataram com recursos públicos, provenientes do Fundo Partidário, os mesmos advogados que representam, na esfera privada, condenados no julgamento do mensalão e réus acusados de corrupção após as investigações das operações Porto Seguro e Sanguessuga, da Polícia Federal.

 

-           Segundo Eduardo Campos, candidato do PSB à presidência, Dilma pegou o Brasil crescendo a 7,5% e hoje o país cresce a menos de 2%, o que prova que a petista não conseguiu dar conta do trabalho e é a principal responsável pela piora da economia.

-           Mais uma vez separando a sociedade em ricos contra pobres, ontem, em um evento na Bahia, o ex-presidente Lula profetizou que, segundo suas palavras ‘’para a desgraça das elites’’, a presidenta Dilma vai se reeleger.


Crítica:

 

Segundo o publicitário Nizan Guanaes, o grande legado da Copa do Mundo do Brasil não serão os estádios ou as obras de infraestrutura, acabadas ou inacabadas, mas sim a capacidade do brasileiro de reclamar, de protestar, de ir às ruas e de exercer seus direitos democráticos.

 

Dando mais um sinal de que a economia brasileira vai perder dinheiro com a Copa do Mundo, segundo um levantamento realizado com 100 diretores de recursos humanos de empresas nacionais 39% delas vão permitir que os funcionários assistam aos jogos da seleção brasileira no local de trabalho e enquanto 34% dizem que vão liberar os empregados mais cedo em dias de partida.

 

Caso não fosse fruto apenas de perseguição política, a adoção de isonomia no critério usado pelo ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF, para revogar o trabalho externo dos réus do mensalão, levaria pelo menos 400 presos de volta ao complexo da Papuda, no Distrito Federal, o que “explodiria” um sistema penitenciário já superlotado.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer crítica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog: www.relatoriobrasil.com

Curta nossa página no Facebook: www.facebook.com/relatoriobrasil 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário