R.B. 9/ABR/14 ‘’No tom correto’’


R.B.

"No tom correto"

 

São Paulo, 9 de abril de 2014 (QUARTA-FEIRA).


Mercados e Economia:

 

Hoje (1) a BOVESPA deve subir, retomando sua trajetória de recuperação após a realização de lucros do pregão anterior e acompanhando os sinais de melhora do ''humor'' nas principais bolsas mundiais e (2) o DÓLAR pode seguir em queda, com ''boas chances'' de romper o ''suporte'' dos R 2,20, já que o BC continua atuando na ponta vendedora com o objetivo de segurar a inflação.

 

Ontem, no BRASIL, (1) a BOVESPA caiu –1,0%, devolvendo os ganhos da abertura, quando chegou a avançar 2,2%, em um movimento de realização de lucros, diante da divulgação de mais um relatório do FMI reduzindo, pela terceira vez consecutiva e de 2,3% para 1,8%, sua a previsão de crescimento do Brasil em 2014 e (2) o DÓLAR caiu –1,0% à R$ 2,20, seguindo no menor preço desde 30/OUT/13, seguindo o fluxo positivo de recursos externo e os leilões de venda do BC.

 

Também ontem, nas principais bolsas (1) da ÁSIA, sem uma tendência única, Japão –1,4%, com destaques de queda para as exportadoras, prejudicadas pela valorização da moeda local (o iene) frente ao dólar e China 1,9%, com os bancos impulsionados pelo aumento das ''apostas'' de que será criado um pacote de estímulos pelo governo chinês, (2) da EUROPA, Inglaterra 0,5%, França –0,2% e Alemanha –0,2%, ampliando as perdas da sessão anterior, em meio a um movimento de realização de lucros e pressionadas pelo aumento das tensões na Ucrânia e (3) dos EUA, S&P 0,4%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,8%, revertendo uma abertura negativa e interrompendo série de 3 dias de queda, com investidores comprando ações ligadas a redes sociais e à Internet que ficaram baratas.

 

Ressaltando que no Brasil o investimento privado continua fraco, em boa parte refletindo a baixa confiança empresarial no atual governo, e que a inflação se mantem no topo da meta, ontem o FMI reduziu, pela terceira vez consecutiva e desta vez de 2,3% para 1,8%, sua previsão para o crescimento da economia brasileira em 2014, paramar que na América do Sul supera apenas o da Argentina (0,5%) e o da Venezuela (-0,5%).

 

Enquanto cai dia após dia a previsão para a chegada de turistas no Brasil durante a Copa do Mundo de futebol, ontem foi divulgado que, pela primeira vez na história, mais de 2 milhões de brasileiros visitaram os EUA em 2013 o que representa um crescimento de 15% na comparação com 2012 e coloca o nosso país na terceira posição do ranking dos que mais fazem turismo na terra do Tio Sam, ficando atrás apenas do Reino Unido e do Japão.

 

Como no começo do seu mandato Dilma fez ''a gracinha'' de reduzir a conta de luz, pois achava que as empresas do setor elétrico estavam lucrando muito, no ano que vem, diante do uso excessivo das caras termoelétricas para suprir a queda na produção das hidroelétricas, o governo será ''obrigado'' a emprestar R$ 10bi para as empresas brasileiras de energia.

 

Diante do aumento da taxa de juros, do alto patamar dos preços, da redução da demanda e principalmente da baixa rentabilidade dos aluguéis, que atualmente raramente chegam a 0,5% do valor do imóvel ao mês, nos 2 primeiros meses deste ano as vendas de imóveis residenciais na cidade de SP registraram uma queda de –27,5% na comparação com o mesmo período de 2013.

 

Ajudando na recuperação da balança comercial brasileira, ontem a China autorizou importações de milho brasileiro, o que também representa mais um revés para as vendas dos EUA para o segundo maior consumidor do grão do mundo.


Política:

 

Dispostos a atingir Dilma, que notadamente foi no mínimo incompetente no caso, os representantes de partidos de oposição e senadores considerados independentes protocolaram ontem no Supremo Tribunal Federal um pedido para que a CPI da Petrobras seja instalada no Congresso e investigue exclusivamente a estatal.

 

Assumindo a ''linha de frente'' da defesa do governo Dilma, ontem Lula afirmou que a economia do Brasil "poderia estar melhor" e que, durante sua campanha à reeleição, a presidenta terá que dizer claramente o que fará para melhorar a economia brasileira.

 

Com claras e enfáticas posições conservadoras, o PSC, partido do polemico deputado federal Feliciano, partiu para a oposição e ontem lançou a pré-candidatura do Pastor Everaldo à Presidência da República num auditório de um hotel no centro de Brasília com cerca de 200 correligionários.

 

Assertivo, direto, sóbrio e finalmente ''no tom correto'', ontem o PSDB, tendo o senador e candidato à presidente Aécio Neves como protagonista, começou a fazer propaganda na TV classificando o governo Dilma de incompetente e dizendo que, com planejamento e boas ideias, o Brasil pode avançar muito mais.


Crítica:

 

Até bem pouco tempo atrás defensor do governo Dilma, ontem, mostrando que partiu definitivamente para a oposição, o respeitado e prestigiado empresário Jorge Gerdau Johannpeter criticou a insistência do Brasil em se aproximar do Mercosul, propôs que o próximo governo brasileiro tenha apenas seis ministérios e chegou a sugerir que a população se rebele diante da falta de infraestrutura e da qualidade dos serviços do País.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alfredo@relatoriobrasil.com


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com 


Nenhum comentário:

Postar um comentário