R.B. 10/JAN/14 ‘’Fumar crack também compensa’’


R.B.

"Fumar crack também compensa"

 

São Paulo, 10 de janeiro de 2014 (SEXTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, em um ''ajuste técnico'' e em um movimento de ''caça de barganhas'' após fechar o pregão anterior com a maior baixa percentual desde 30/SET/13, porem deve-se ressaltar que apesar de já ser atraente o atual patamar para compras visando investimentos de longo prazo, o ''humor do mercado'' só deve melhor quando após o rebaixamento da ''nota'' do Brasil ou após uma improvável demissão de Mantega, o ministro brasileiro da Fazenda.

-    O DÓLAR pode deve voltar a cair, ainda com boa volatilidade, desta vez influenciado pela provável melhora do ''humor'' na Bovespa e também pelos leilões de venda do BC, que já deu sinais que seguirá na ponta vendedora ao menos até JUL/14.

 

ONTEM

-    BOVESPA –2,5%, abriu em leve queda e, influenciada pelos ''temores'' de redução do crescimento da economia chinesa, foi intensificando a baixa ao longo do pregão, para romper o ''suporte'' dos 50.000pts e fechar o dia no menor patamar desde 9/AGO/13 (aos 49.310pts), principalmente diante da crescente redução da credibilidade externa do Brasil.

-    DÓLAR 0,3% à R$ 2,40, abriu em leve baixa, para na mínima recuar –0,2%, porem logo passou a subir e fechou o dia no maior patamar desde 22/AGO/13, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa e também seguindo a trajetória internacional da moeda norte-americana.

-    Na ÁSIA, ampliando as perdas já acumuladas neste ano de 2014, JAPÃO –1,5% e CHINA –0,8%, diante do aumento dos ''temores'' de redução da atividade econômica na China e de retirada dos estímulos monetários nos EUA.

-    Na EUROPA, devolvendo os ganhos da abertura, causados pela divulgação de dados positivos da economia da Alemanha, INGLATERRA –0,4%, FRANÇA –0,8% e ALEMANHA –0,8%, ainda em um movimento de realização de lucros, mesmo diante da ''garantia'' de Mario Draghi, presidente do BC da Europa, de que a taxa de juros deverá ficar baixa na região (0,25%) enquanto a recuperação econômica não se fortalecer.

-    Nos EUA, com poucos negócios e alguma volatilidade, S&P 0,1%, DJ –0,1% e NASDAQ –0,2%, com os investidores aguardando a divulgação de dados do mercado de trabalho, que podem dar sinais sobre se o Fed (''BC'' local) irá anunciar outro corte no programa de estímulos monetários na reunião deste mês.


Economia:

 

''Como uma empresa sem governança corporativa'' na qual o dono usa o caixa para pagar contas particulares, o governo Dilma está usando um fundo destinado a custear a fiscalização do setor de telecomunicações, que arrecadou R$ 4,8bi apenas em 2013, para pagar despesas tão diversas como salários, aposentadorias e até Bolsa Família.

 

Podendo prejudicar ainda mais o desempenho das exportações brasileiras, principalmente das empresas produtoras de matérias-primas, na China a inflação anual ao consumidor desacelerou com mais força do que o esperado em DEZ/13, para 2,5%, o que indica uma redução do consumo.

 

Hoje serão divulgados os dados de emprego nos EUA e o principal temor é de que os dados eles venham positivos e assim colaborem para que o Fed ("BC" norte-americano) acelere o ritmo de retirada de seus estímulos econômicos, o que em tese enxugaria o volume de recursos disponíveis para investimento nos emergentes, como o Brasil, prejudicando tanto a Bolsa quanto o câmbio tupiniquim.

 

Confirmando pela ''enésima vez'' a vocação brasileira para ser ''o celeiro do mundo'', a produção brasileira de grãos cresceu 16,2% em 2013 em relação ao ano passado, alcançando 188,2 milhões de toneladas, número recorde, contra 161,9 milhões de toneladas em 2012, até então o maior número da série histórica iniciada em 1975.

 

-    A ALL subiu 8,8%, diante do anuncio de que uma fusão entre a empresa e a Rumo Logística, companhia de transporte de açúcar da Cosan, está em avaliação como solução para a disputa judicial entre as empresas a respeito do cumprimento do transporte de volumes contratados para escoamento de açúcar.

-    A OGX subiu 4,0% e, após o fechamento do pregão a diretoria da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis anunciou que decidiu prorrogar para 24/JAN/14 o prazo para que a empresa comprove a qualificação e a capacidade financeira para cumprir seus contratos de concessão de blocos exploratórios.


Política:

 

Reagindo aos ataques ''abaixo da linha da cintura'' feitos pelo site oficial do PT na internet ao presidenciável Eduardo Campos, a bancada dos 24 deputados do PSB no Congresso Nacional vai discutir em FEV/14, na volta do recesso, uma postura mais dura em relação a temas de interesse do Palácio Planalto no Legislativo, com boas chances de reforçar o campo da oposição.

 

Assim como faz o governo Dilma com inúmeras obras, como a transposição das águas do rio São Francisco, a obra para construção do presídio de Itaquitinga, na zona da mata pernambucana e que foi anunciada como vitrine das parcerias público-privadas da gestão de Eduardo Campos, presidenciável do PSB, está parada, tem falhas estruturais graves e deverá custar o dobro do previsto.

 

Podendo prejudicar a campanha da Alckmin à reeleição em SP, a Alstom recusou a oferta de um acordo com o Ministério Público Paulista que previa o pagamento de R$ 80 mi em troca do encerramento da investigação sobre a suspeita de que a multinacional francesa pagou propina para obter contratos com o governo tucano.

 

O PMDB e o bloco político formado por PP e PROS travam uma disputa por mais espaços na reforma ministerial que a presidenta Dilma promoverá nas próximas semanas e, como é baixo o nível dos aliados do governo, essa disputa inclui até acusações de sabotagem na liberação de emendas.

 

Mostrando-se um partido cada vez mesmo democrático, a Executiva Nacional do PSDB vai aprovar resolução, no início de FEV/14, retirando a autonomia dos diretórios regionais para fechar alianças, com isto as decisões dos estados serão submetidas ao aval da direção nacional e aos interesses da candidatura de Aécio Neves ao Planalto.


Crítica:

 

No Brasil alguns dizem que o crime compensa e agora também podemos dizer que ''fumar crack também compensa'', já que, com o objetivo de acabar com a favela de 160 barracos que foi montada nas calçadas do centro de SP, a prefeitura da cidade, comandada pelo petista Fernando Haddad, irá pagar R$ 15 diariamente, dar café da manhã, almoço e jantar e também pagar hotel para cerca de 400 pessoas que moram na região da Cracolândia, que em troca terão que tomar conta de praças e parques da cidade em um turno de 4 horas diárias e mais 2 horas de participação em um programa de requalificação profissional.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário