R.B. 6/NOV/13 ‘’Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa’’


R.B.

"Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa"

 

Brasília, 6 de novembro de 2013 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA deve subir, recuperando as perdas do pregão anterior, tentando reduzir parte da forte baixa acumulada no ano (-11,7%), acompanhando a melhora do ''humor'' das demais bolsas mundiais e beneficiada pela valorização das commodities.

-    O DÓLAR pode cair, em um ''ajuste técnico'' após subir bastante e fechar o pregão anterior no maior patamar desde 16/AGO/13, acompanhando a trajetória internacional da moeda norte-americana, seguindo a provável melhora do ''humor'' na Bovespa e influenciado pelos esperados leilões de venda do BC.

 

ONTEM

-    BOVESPA –1,1%, abriu em leve alta, para na máxima avançar 0,2%, porem, com bom volume de negócios (R$ 6,8bi), passou a cair ainda na primeira hora do pregão, para fechar o dia no menor patamar desde 11/OUT/13 (aos 53.831pts), pressionada principalmente pelas ações dos bancos, como Bradesco (-1,3%), Itaú (-1,7%) e BB (-1,4%).

-    DÓLAR 1,9% à R$ 2,29, já abriu em alta e, diante das incertezas em relação ao cenário externo e à condução da economia brasileira, manteve a trajetória ascendente ao longo de todo pregão, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa, para fechar o dia no maior patamar desde 6/SET/13.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO 0,2%, sustentada pela divulgação de bons resultados corporativos, como a Asahi Group (2,2%), a Kubota (7,7%) e a Ibiden (6,1%), CORÉIA –0,6%, com destaques de queda para as ações do setor imobiliário, pressionadas pela possibilidade de novas medidas do governo para frear a alta dos preços dos imóveis e CHINA 0,4%, diante da expectativa de medidas do governo para liberalizar o setor financeiro.

-    Na EUROPA, devolvendo os pacos ganhos do pregão anterior, INGLATERRA –0,2%, FRANÇA –0,4% e ALEMANHA –0,3%, pressionados pelas revisões para baixo das projeções para crescimento e desemprego na zona do euro e também por um alerta do BC da China, divulgado após o fechamento das bolsas da Ásia, sobre a inflação no país e um processo de desalavancagem da economia.

-    Nos EUA, sem uma tendência única, S&P –0,2%, DJ –0,1% e NASDAQ 0,1%, com os investidores cada dia mais incertos sobre o futuro da política monetária do Fed (''BC'' local), principalmente após a divulgação do índice de atividade do setor de serviços que, contrariando uma expectativa de baixa (para 54,0pts), subiu para 55,4pts em OUT/13 ante 54,4pts em SET/13.


Economia:

 

Perdendo apenas para a bolsa do Chipre (-16,6%) e para a bolsa do Peru (-20,9%), a bolsa brasileira acumulou uma queda de –10,9% nos 10 primeiros meses deste ano, o que contrasta com o excelente resultado das demais bolsas mundiais, como a dos EUA (24,7%), a da Inglaterra (14,5%), a da Argentina (92,9%), a da Alemanha (18,7%), a Grécia (31,1%), a da Espanha (26,0%) e a de Portugal (14,2%).

 

Superando positivamente as expectativas do ''mercado'', em OUT/13 o Índice de Confiança dos Empresários do Comércio brasileiro avançou 2,9% na comparação com SET/13, o que reverte uma trajetória de dois meses consecutivos de queda no mesmo tipo de comparação.

 

Para enfrentar as críticas do ''mercado'' ao desempenho dos gastos públicos federais, Dilma determinou que sua equipe se empenhe na defesa da política fiscal, um debate em que o governo se ressente de ter sido "abandonado" pelo setor produtivo.

 

Mostrando uma crescente preocupação com o déficit fiscal brasileiro, apesar das ''desculpas publicas'' do secretário do Tesouro, Arno Augustin, do ministro da Fazenda, Mantega, e da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffman, os investidores seguem elevando seus ''temores e suas dúvidas'' sobre a possibilidade de rebaixamento da ''nota'' de classificação de risco do Brasil pelas agências internacionais.

 

Segundo Delfim Netto, ex-ministro e atualmente conselheiro econômico de Dilma, não há nada de "cientificamente" errado com a dívida pública quando ela ajuda no financiamento de obras de infraestrutura com taxas de retorno de mercado, ou mesmo quando ela é usada para reduzir o valor do investimento privado com subsídio, desde que de forma transparente e adequadamente provisionada.

 

Aumentando a fiscalização e reduzindo os custos com deslocação, ontem o BC avisou que a partir do início do ano que vem vai usar a internet para supervisionar cooperativas de crédito, bancos, corretoras e as empresas não bancárias de menor porte que venham a oferecer no mercado os novos instrumentos de pagamentos (como cartões pré-pagos, moedeiros eletrônicos e serviços de movimentação de recursos pelo celular).

 

-    A Vale caiu -0,7%, em um movimento de realização no final do pregão, antes da divulgação do seu resultado, que ocorrerá após o pregão desta quarta-feira e cujas expectativas são positivas, diante de maiores volumes de vendas de minério de ferro e melhores preços do insumo, que é carro-chefe da mineradora.

-    A Petrobrás subiu 0,1%, ainda diante da expectativa positiva para a reunião do conselho na próxima sexta-feira, mesmo com os sinais de que ''uma parte'' do governo ainda não foi convencida do seu plano para reajustes automáticos dos combustíveis.

-    A BR Properties caiu -4,5%, seguindo o desempenho negativo das demais construtoras, que se prejudicam com o aumento das expectativas de elevação dos juros básicos, e principalmente após divulgar uma retração de -65% no seu lucro líquido no terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período de 2012.

-    A Embraer subiu 4,0%, refletindo uma recuperação das quedas dos últimos dias e foi favorecida pelo avanço da moeda norte-americana frente ao real, já que boa parte das suas receitas é em dólar.


Política:

 

Confirmando a mentalidade ''retrograda e centralizadora'' do governo Dilma, ontem Ideli Salvatti, ministra das Relações Institucionais, afirmou que foi "sábia" a decisão do presidente do Senado, o peemedebista Renan Calheiros, de desistir da votação do projeto que concede autonomia operacional ao BC, ressaltando que a autoridade monetária brasileira já "cumpre suas obrigações" e que mexer em algo que 'está dando certo'' é sempre não recomendável".

 

O plenário da Câmara aprovou ontem à noite, por acordo, a primeira parte do novo Código de Processo Civil, que tem a principal mudança de estabelecer uma ordem cronológica de julgamento de processo que esteja em fase de conclusão, pronto para sentença do juiz, e que também institui a tutela antecipada, expediente no qual o juiz assegura pagamento do pedido do autor da ação mesmo antes do término do processo.

 

O PSDB historicamente não tem nenhuma representatividade partidária no RJ, porem acreditando que e possível ganhar ''votos no grito'', Aécio Neves, presidente dos tucanos e pré-candidato a presidente do Brasil, confirmou ontem que Bernardinho, técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, será o candidato do partido ao governo do RJ.

 

Como quem tenta explicar que ''uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa'', ontem José Eduardo Cardozo, o ministro da Justiça,classificou de contraespionagem, e não como espionagem, a informação de que o governo brasileiro monitorou diplomatas de 3 países em embaixadas e nas suas residências, ressaltando que na sua avaliação esta ação é diferente da praticada pelos EUA.


Crítica:

 

Por cerca de 10% do que a NASA gastou, ontem a Índia mandou seu primeiro foguete para Marte, que vai estudar os gases presentes na atmosfera daquele que provavelmente será o primeiro planeta a ser terraformado e após isto colonizado pelo homem.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário