R.B. 27/NOV/13 ‘’Extremamente sedutora’’


R.B.

"Extremamente sedutora"

 

São Paulo, 27 de novembro de 2013 (QUARTA-FEIRA).


Mercados:

 

HOJE

-    A BOVESPA pode seguir em queda, mesmo após 2 pregões consecutivos de baixa, influenciada negativamente pelo julgamento no Supremo Tribunal Federal da correção das poupanças nos planos econômicos dos anos 1980 e 1990 e também pela expectativa de uma nova elevação da taxa básica de juros na reunião do Copom que termina hoje.

-    O DÓLAR deve voltar a subir, acompanhando o provável ''humor'' negativo na Bovespa, porem este pode ser um bom patamar para vendas diante da expectativas de novas elevações da taxa básica de juros da economia brasileira e de novos leilões de venda do BC.

 

ONTEM

-    BOVESPA –1,6%, abriu em queda e, apesar de chegar a avançar 0,3% na máxima do dia, fechou no menor patamar desde 30/AGO/13 (aos 51.446pts), influenciada pela crescente insatisfação do ''mercado'' com a condução da politica econômica brasileira e pressionada principalmente pela forte queda das ações da Petrobrás (-6,3%) e também da Vale (-3,4%).

-    DÓLAR 0,6% à R$ 2,29, já abriu em alta e, acompanhando a piora do ''humor'' na Bovespa e também a trajetória internacional da moeda norte-americana, manteve a trajetória ascendente ao longo de ''quase'' todo pregão, mesmo diante dos leilões de venda do BC.

-    Na ÁSIA, sem uma tendência única, JAPÃO –0,7%, interrompendo uma série de 3 pregões consecutivos de alta, com as exportadoras realizando lucros e pressionadas pela desvalorização do dólar frente à moeda local (o iene), CHINA –0,1%, diante de temores com o desempenho do crescimento econômico do país e CORÉIA 0,3%, sustentada pelo bom desempenho das ações do setor de construção.

-    Na EUROPA, realizando lucros recentes, INGLATERRA –0,9%, FRANÇA –0,6% e ALEMANHA –0,1%, usando como ''desculpa'' a divulgação de dados econômicos piores do que o esperado, como o índice de confiança do consumidor, e o o debate sobre novas medidas monetárias que poderiam ser tomadas pelo BC Europeu, como uma nova redução da taxa básica de juros, atualmente em 0,25% ao ano.

-    Nos EUA, recuperando as perdas da abertura, S&P 0,1%, DJ 0,1% e NASDAQ 0,6%, com o Nasdaq fechando no maior patamar dos últimos 13 anos (aos 4.071pts) e o DJ superando o maior patamar da história pela 42ª vez neste ano, diante da divulgação de dados melhores do que o esperado do setor imobiliário, já que as permissões concedidas para novas construções de moradias tiveram um crescimento de 6,2% em OUT/13.


Economia:

 

Hoje termina a reunião do Copom e, caso as ''apostas'' de mais de 90% do ''mercado'' se concretizem, a autoridade monetária brasileira vai eleva novamente a Selic, dos atuais 9,5% para 10,0% ao ano, com isto o rendimento médio dos fundos de renda fixa com taxa de administração de até 1% ao ano passará a ser maior que o da poupança, independentemente do prazo de resgate, cenário que será observado pela primeira vez desde MAR/12, quando a Selic estava em 9,75% ao ano.

 

Como, diante da diante das decisões equivocadas e ''anti-mercado'' do governo Dilma os investidores privados estão cada dia mais receosos em ''apostar no Brasil'', ontem Mantega, ministro da Fazenda, assinou a liberação de R$ 24bi para um novo empréstimo do Tesouro Nacional para o BNDES.

 

Desconsiderando os ''apelos do mercado'', do governo Dilma e até do ex-presidente tucano FHC, Joaquim Barbosa,  presidente do Supremo Tribunal Federal, manteve em pauta a votação da correção das poupanças nos planos econômicos dos anos 1980 e 1990, assunto que se arrasta desde 2010 e que pode trazer perdas bilionárias ao governo e ao sistema financeiro.

 

''Apostando no Brasil'', empresários dos setores de construção, distribuição e madeireiro já desembolsaram 10% dos R$ 350mi que pretendem investir para construir em 2014 em Blumenau um complexo com espaço para a instalação de empresas tecnológicas e galpões logísticos.

 

Com um ''pessimismo crescente'', ontem, às vésperas da reunião bienal entre ministros de comércio promovida pela OMC, o brasileiro Roberto Azevêdo, que é diretor-geral da entidade, afirmou que as negociações para fechar um pacote de propostas fracassaram e que caberá aos ministros reunidos na Indonésia a missão de desfazer o impasse.

 

Apesar de o Brasil registrar este ano um déficit em sua balança comercial (até agora de US$ –1,8bi), as exportações brasileiras de milho de 2013 devem atingir ao menos 25 milhões de toneladas, patamar 26% maior do que o registrado no ano passado.

 

Beneficiado principalmente pelo recuo dos preços dos alimentos, na terceira semana de NOV/13 a inflação calculada pelo IPC ficou em 0,52%, patamar abaixo dos 0,55% registrados na segunda semana de NOV/13.

 

-    A Petrobrás caiu –6,3%, diante de ''rumores'' de que o governo Dilma resiste a implementar uma fórmula de reajuste automático dos combustíveis.

-    A Vale caiu -3,4%, após o Superior Tribunal da Justiça suspender o julgamento da tributação de lucros de subsidiárias da mineradora no exterior, três dias antes do prazo que a empresa tem para decidir se adere ou não ao programa especial da Receita Federal para pagar as dívidas em parcelas e com descontos de multa e juros.


Política:

 

Empenhada em tentar garantir a aposentadoria do deputado licenciado e preso José Genoino, a bancada do PT trabalha uma nova manobra para adiar a reunião da cúpula da Câmara que vai discutir a abertura do processo de cassação pela condenação no mensalão.

 

Em resposta às acusações da cúpula do PSDB de que o caso Siemens está sendo usado para encobrir os desdobramentos do mensalão, o petista José Eduardo Cardozo, que é Ministro da Justiça de Dilma, atacou os tucanos e afirmou lamentar que uma investigação séria tenha se transformado numa disputa política e eleitoral.

 

''Extremamente sedutora'', principalmente quando tem dezenas de ministérios para distribuir, ontem a presidenta Dilma ''avisou'', durante um reunião com aliados, que vai realizar no final de JAN/14 uma grande reforma ministerial no seu governo.

 

Finalmente fazendo algo de útil, ontem o Senado aprovou o fim do voto secreto para as cassações de mandato e análise de vetos da presidente da República no Congresso Nacional, porem continuam secretas as votações de autoridades indicadas pelo Poder Executivo e a escolha dos presidentes da Câmara e do Senado, assim como dos demais membros da Mesa Diretora das duas Casas.


Crítica:

 

Com o governo tucano do Estado de SP, assim como o governo petista da presidência do Brasil, fazendo tudo que for possível para incentivar a venda de automóveis, ontem foi anunciado que os donos de veículos usados pagarão, em média, -5,16% menos IPVA para licencia-los no Estado de SP no próximo ano.


PAZ, amor e bons negócios;

Alfredo Sequeira Filho


O "R.B." representa uma opinião, não uma indicação, é proibida sua reprodução, sem a devida autorização, e qualquer critica, dúvida ou sugestão, favor contatar: alcabi@uol.com.br


Conheça e indique nosso Blog http://relatoriobrasil.blogspot.com

Conheça e indique minha página no Facebook http://facebook.com/Alfredosequeirafilho


Nenhum comentário:

Postar um comentário